Ieprol – Matrículas Abertas – Desktop Mobile
Navegação na tag

Autismo

ITAJUÍPE INICIA CADASTRAMENTO PARA NOVA CARTEIRA DE IDENTIFICAÇÃO DE AUTISTAS

A Secretaria de Desenvolvimento Social de Itajuípe, em conjunto com a Rama – Rede de Apoio de Pais e Mães de Autistas, iniciou o processo de cadastramento para a obtenção da Carteira de Identificação da Pessoa com Espectro Autista (CIPTEA). Esta iniciativa visa proporcionar maior acessibilidade e reconhecimento para indivíduos dentro do espectro autista, cumprindo com as disposições da Lei Municipal 1091/2023 e instituída pela Lei Nº 13.977/2020. O cadastramento pode ser realizado tanto por meio de um formulário online quanto presencialmente na Secretaria de Desenvolvimento Social, facilitando o acesso para todos os interessados.

A CIPTEA é uma importante ferramenta para garantir os direitos e a inclusão das pessoas com autismo na sociedade. Além de facilitar o acesso a serviços e benefícios, como atendimento prioritário em estabelecimentos públicos e privados, a carteira também serve como forma de conscientização e sensibilização da população sobre as necessidades e características das pessoas dentro do espectro autista. Com o cadastramento agora em vigor, a equipe da Secretaria de Desenvolvimento Social espera que um grande número de pessoas seja beneficiado por essa medida inclusiva e afirmativa.

A parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento Social e a Rama demonstra o comprometimento das instituições locais com a promoção da inclusão e o bem-estar das pessoas com autismo e suas famílias. Para a Secretária de Desenvolvimento Social, Raianne Passos, “Este é um passo importante na construção de uma comunidade mais acolhedora e acessível para todos. Agradecemos à RAMA pelo apoio e o fortalecimento desta importante rede de solidariedade com famílias atípicas de nossa cidade. Estamos aqui para apoiá-los”, afirmou.

Aqueles que desejam obter mais informações sobre o processo de cadastramento ou necessitam de assistência para preencher o formulário online podem entrar em contato com a Secretaria de Desenvolvimento Social para receber o apoio necessário através do número 73- 98124-8493.

Leia mais...

ITABUNA: SESSÃO NA CÂMARA REFLETE SOBRE AUTISMO E INCLUSÃO

“Autismo e os desafios da inclusão no município” é o tema da sessão especial marcada para as 9h30min desta quarta-feira (22), no Legislativo itabunense. Proposto pelo vereador Gilson da Oficina (PL), o ato está marcado para 9h30min e deverá reunir entidades e especialistas que cuidam dessa causa.

Entre os convidados está a presidente da AMA (Associação de Pais e Amigos do Autista), Jislaine Santos, além da neuropediatra Sabrina Calmon, psicóloga Maria Cristina Anunciação, professora doutora Genigleide Hora e pedagoga Ana Lúcia Freitas.

A sessão já inicia reflexões e mobilização para o 02 de abril, Dia Mundial de Conscientização do Autismo – data definida pela ONU (Organização das Nações Unidas). A estimativa da ONU é que haja 70 milhões de pessoas autistas no mundo. Falando em nível de Brasil, estima-se que esse número chega a dois milhões.

Leia mais...

ILHÉUS: PROJETO DE LEI DA VEREADORA ENILDA GARANTE PROTEÇÃO E AMPLIAÇÃO DOS DIREITOS DAS PESSOAS COM TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA

A fim de tornar realidade em Ilhéus o que determina a Lei Federal n° 12.764, de 27 de dezembro de 2012 e a Lei Federal n° 13.977, de 8 de janeiro de 2020, que instituem a Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista, a vereador Enilda Mendonça apresentou o Projeto de Lei que dispõe sobre Política Pública Municipal para garantia, proteção e ampliação dos direitos das pessoas com Transtorno do Espectro Autista -TEA e seus familiares, com objetivo de assegurar todos os direitos das pessoas autistas. O projeto foi aprovado durante sessão ordinária na Câmara de Vereadores e aguarda ser sancionado pelo Executivo de Ilhéus.

De acordo com o projeto, o objetivo é promover a inclusão social, priorizando a autonomia, protagonismo e independência destas pessoas, bem como dinamizar a gestão, promovendo a desburocratização e facilitando a criação de mecanismos que propiciem mais agilidade e efetividade na consecução dos processos de diagnóstico e de intervenção pedagógica. Segundo justificou a vereadora autora do projeto, “as pessoas com autismo têm direito a uma vida digna, a integridade fisica e moral, o lazer, a cultura, o livre desenvolvimento da personalidade, o acesso a serviços de saúde e a informações que auxiliem no diagnóstico e no tratamento, assim como o acesso à educação e ao ensino profissionalizante, à moradia, à previdência”, defendeu.

Entre os direitos das pessoas com TEA, propostos pelo projeto de Lei, estão a atenção integral às necessidades de saúde da pessoa com transtorno do espectro autista, objetivando o diagnóstico precoce, o atendimento multiprofissional e o acesso a medicamentos e nutrientes; o apoio social, psicológico e formativo aos familiares; a garantia de matrícula nas classes comuns e de oferta do Atendimento Educacional Especializado – AEE na rede pública municipal; além de incentivar a formação e a capacitação de profissionais especializados no atendimento às pessoas com TEA.

O transtorno do espectro autista (TEA), também conhecido como autismo, é um distúrbio do neurodesenvolvimento caracterizado por comprometimento, nas manifestações comportamentais, déficits na comunicação e na interação social, comunicação verbal e não verbal, padrões de comportamentos repetitivos e estereotipados, podendo apresentar um repertório restrito de interesses e atividades.

Leia mais...

URUÇUCA PROMOVE CAMINHADA EM CONSCIENTIZAÇÃO DO AUTISMO

O Centro de Atendimento Especializado em Educação – CATEE realizou a I Caminhada de Conscientização do Autismo pelas ruas de Uruçuca, nesta segunda-feira, 4. A caminhada ocorreu em campanha alusiva ao dia 02 de abril, dia em que se comemora o Dia Mundial do Autismo.

O transtorno do espectro autista (TEA) é um distúrbio do neurodesenvolvimento caracterizado por desenvolvimento atípico, manifestações comportamentais, déficits na comunicação e na interação social, padrões de comportamentos repetitivos e estereotipados, podendo apresentar um repertório restrito de interesses e atividades.

O Município de Uruçuca tem, desde 2017, o CATEE, atuando de perto com a inclusão escolar dos alunos portadores de transtornos de aprendizagem. São diversos profissionais unidos para tornar a educação mais acessível: psicólogo, psicopedagogo, fonoaudiólogo, e muito mais.

Leia mais...