COLÉGIO JORGE AMADO
Buerarema
Pref ilheus junho
Plansul
Ieprol
Navegação na tag

Barra do Rocha

BARRA DO ROCHA: PREFEITO VAI EM BUSCA DE MAIS RECURSOS E CONSEGUE LIBERAÇÃO PARA PAVIMENTAÇÃO E ESGOTAMENTO SANITÁRIO

O início da semana já começou proveitoso para o município de Barra do Rocha, que vem sendo contemplada com diversas emendas que beneficiarão a comunidade, prova disso, foi a visita do prefeito Dr. José Luiz (PDT) no Ministério de Desenvolvimento Regional, através da AGU (Advocacia Geral da União), em Brasília na semana passada, e lá conseguiu por meio do deputado Federal Félix Mendonça Júnior (PDT), a liberação de recurso para pavimentação de mais ruas e esgotamento sanitário.

“Recebemos essa boa notícia hoje, após nossa visita à Brasília. Agradeço ao deputado Félix por mais uma emenda que vai pavimentar diversas ruas de nosso município e fazer o esgotamento sanitário, e, também, o empenho e recepção das equipes da AGU e do MDR, que agilizaram todo processo de liberação da emenda parlamentar. Estou muito contente, e com a sensação de dever cumprido, tendo em vista tantos benefícios que estão chegando para Barra do Rocha. Vamos transformar nossa cidade em um canteiro de obras”, disse o prefeito.

Por fim, a Caixa Econômica já entrou em contato com o prefeito e aguarda os tramites legais, como licitação, para a inicialização das obras.

Leia mais...

BARRA DO ROCHA: PROFESSOR LEO EMITE NOTA DE ESCLARECIMENTO

Sobre a notícia veiculada pelo BLOG https://www.ubatanoticias.com.br em 18 de Maio de 2021, onde o atual Prefeito de Barra do Rocha divulgou que o Professor Léo (PSB) deixou uma dívida de aproximadamente R$ 7 milhões de reais nos cofres públicos da Prefeitura, devemos esclarecer inicialmente que o problema Previdenciário dos Municípios são iguais e a grande maioria não recolhe o valor integral devido ao INSS, ocasionando sempre em parcelamentos pelos gestores a cada gestão. Portanto, os Prefeitos têm duas opções: melhorar as condições de vida da população ofertando bens e serviços e pagando a folha em dia; ou repassar volumosos recursos ao Governo Federal que pouco dá aos Municípios, deixando a população sem amparo social, em saúde e assistência social.

O governo atual, que critica sobre débito parcelado pelo nosso governo, já faz a mesma coisa, uma vez que tendo uma folha que, ficou em média de R$ 828.000,00 por mês agora em 2021, deveria ter recolhido a Parte Patronal do INSS no valor de R$ 173.880,00 por mês, entretanto nada foi recolhido até Abril/2021, ou seja, já existem débitos na ordem de R$ 695.520,00, esse valor, ao final do mandato, dará mais de R$ 8 Milhões, que certamente irão parcelar! Relembrando que, ao tomarmos posse em Janeiro de 2017 tivemos que parcelar dívidas previdenciárias no montante de R$ 8.600.000,00 do Governo de Vera, mãe do atual gestor.

Esqueceram, ao divulgar a referida matéria no BLOG, para que a população de Barra do Rocha pudesse também tomar conhecimento que, no apagar das luzes (final de 2016 – quando perderam a política) a mãe do atual Prefeito alterou o Censo Escolar, retirando mais de 700 alunos, deixando o Município e o FUNDEB com algo em torno de R$ 2.500.000,00 a menos e, nem por isso, os Professores deixaram de receber os seus salários rigorosamente em dia. Além disso, perdemos algo em torno de R$ 208.000,00 por mês em 2017. No entanto, reclamam de um parcelamento feito ao rigor da Lei e menor em relação ao que deixaram para nossa administração.

Que o povo de Barra do Rocha entenda de uma vez a diferença gritante em relação aos governos, não têm como se comparar, já que, nas mesmas condições financeiras para governar o Município, a atual gestão só procura motivos para desviar a atenção da população para sua falta de habilidade, sensibilidade e gestão, enquanto as nossas realizações estão gravadas na memória do nosso querido povo. ISSO JAMAIS SERÁ ESQUECIDO!

Leia mais...

INCÊNDIO POSSÍVELMENTE PROVOCADO POR CELULAR DESTRÓI CASA EM BARRA DO ROCHA

Uma casa de madeira foi totalmente destruída por um incêndio no distrito de Aricanguá, em Barra do Rocha nesta segunda-feira (15). Os moradores do imóvel suspeitam que o incêndio teria sido provocado por celulares que estariam carregando.

A família, que não estava no local no momento que iniciou as chamas, tinha saído em busca de lenha e deixou dois aparelhos de celular carregando em cima da geladeira. Ao retornarem no imóvel, eles se depararam com a total destruição. Móveis, roupas e documentos foram perdidos.

A Secretaria de Assistência Social de Barra do Rocha informou que moradores da região cedeu provisoriamente um imóvel para amparar a família. Doações de cestas básicas e uma campanha para arrecadação de roupas também está sendo coordenada pela Secretaria. Apesar do desastre, não houve feridos. Com informações do G1 Bahia.

Leia mais...

CRIME AMBIENTAL EM IPIAÚ REVOLTA SUL DA BAHIA

Cresce a cada momento a indignação das pessoas e instituições ambientalistas ao tomar conhecimento do crime ambiental praticado nas fazendas Santa Cecília, Baixa Funda e Boa Vista, entre os municípios de Barra do Rocha e Ipiaú, nas quais foram flagradas e documentadas por equipe da Polícia Rodoviária Estadual e do INEMA, chefiada pelo técnico Jonilson Souza Silva, cenas de desmatamento com derrubada de árvores centenárias de espécies que estão sob forte pressão antrópica e ameaçadas de extinção, tais como o Jequitibá Rosa, Vinhático, Sucupira e Pau D’Arco, todas elas madeiras de lei.

Segundo os moradores das fazendas vizinhas, o desmatamento vem sendo praticado na área há cerca de dois anos com a derrubada e aparelhamento da madeira durante o dia e comercialização das árvores feita durante a madrugada, sob a responsabilidade do agricultor Dilvânio Costa de Oliveira, proprietário das três fazendas.

De acordo com ambientalistas, é inadmissível que após tanto esforço de militantes em todo o mundo para conscientizar as pessoas, aprovar leis, reforçar instituições para evitar fatos como estes, ainda tenham sistemas de exploração ilegal de madeiras devastando áreas de madeiras nobres, com mais de 400 anos de existência.

Os militantes afirmam que a natureza não merece este desrespeito, que ameaça a própria existência do ser humano na terra. Os ambientalistas dizem que é preciso investigação séria acerca de todo o esquema desde a derrubada da mata até os agentes de comercialização e efetiva punição exemplar para evitar que crimes ambientais como estes continuem a ocorrer!

Alguns líderes de instituições ambientalistas defendem a organização de um ato público e a preparação de um protesto conjunto para alertar as autoridades para maior rigor na fiscalização, estímulo à denúncia de casos de desmatamento ilegal, punição de responsáveis e maior conscientização de produtores rurais sobre a responsabilidade de conduzir suas propriedades respeitando as leis ambientais.

Leia mais...