Plansul
FICC
CVR
Buerarema
COLÉGIO JORGE AMADO
Pref ilheus junho
Ieprol
Navegação na tag

bolsonaristas

BOLSONARISTAS PRESOS EM BRASÍLIA SÃO VACINADOS CONTRA COVID-19

Cerca de 700 bolsonaristas detidos em Brasília após os atos terroristas foram transferidos para as celas no presídio da Papuda (homens) e Colmeia (mulheres).

De acordo com o Estadão, ao chegarem no local, além de kits de higiene e colchões, receberam também a vacina contra covid19, já que muitos não estavam vacinados.

Os radicais, presos em flagrante, terão sua prisão analisada pelo Supremo Tribunal Federal – STF em audiências individuais nos próximos dias.

Leia mais...

NORDESTINOS VIRAM ALVO DE COMENTÁRIOS XENOFÓBICOS

Eleitores culpam os nordestinos pela derrota de Bolsonaro chamando-os de ‘nojentos’ e ‘imbecis’: “vão morrer na seca, povo ignorante mal informado”. Eles também acusam os nordestinos de ‘não trabalharem’: “Brasil não pode mais ter despesas com esses vermes”

Após os resultados do primeiro turno das eleições, mais uma vez , o Nordeste vira alvo de xenofobia. Os ataques começaram por conta do descontentamento dos eleitores do candidato Jair Bolsonaro (PL), que teve certa de 12 milhões de voto a menos do que o candidato Lula (PT). Bolsonaro não ganhou em nenhum Estado da região.

As mensagens ofensivas aos eleitores do Nordeste começaram a circular nos grupos bolsonaristas por volta das 19h20. Até então, a maior parte dos votos dos estados do Nordeste ainda não havia sido computada e Bolsonaro liderava os resultados de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Leia mais...

BOLSONARISTAS DOMINAM REDES SOCIAIS NO DIA DE CELEBRAÇÃO DA INDEPENDÊNCIA, APONTA MONITORAMENTO

O termo “imbrochável” foi mais citado que palavras como bicentenário, pátria, brasileiros, família e bandeira

Os bolsonaristas abordaram mais o 7 de setembro no Twitter do que a esquerda. Análise realizada pela Vox Radar, empresa especializada no monitoramento de dados das redes sociais mostra que, encomendada pela startup de comunicação corporativa O Pauteiro, aponta que entre cerca de 100 mil perfis que postaram sobre o Dia da Independência, 24% sinalizam apoio a Jair Bolsonaro nas redes, enquanto aproximadamente 20% apresentam viés de esquerda. Ainda de acordo com o levantamento, quase metade dos usuários não sinalizam posicionamento político, enquanto 7% são alinhados com políticos de direita, mas fora do bolsonarismo.

Até às 18h, “independência” foi o termo mais utilizado no Twitter em relação ao 7 de setembro. A palavra foi utilizada em 27 mil postagens e esteve em destaque com outros termos como: Brasil, presidente e Bolsonaro. Já os termos imbrochável (com Ch) e imbroxável (com X), inseridos no vocabulário das manifestações após o discurso de Jair Bolsonaro em Brasília. Ao todo, o adjetivo gritado pelo presidente foi utilizado em cerca de 7,5 mil postagens, contra foram mais citados que palavras como bicentenário (4,8 mil), pátria (2,1 mil), brasileiros (2,6 mil), família (1,3 mil) e bandeira (2,6 mil).

Perfis de gênero masculino foram responsáveis por aproximadamente 43% das postagens no Twitter. Perfis de usuárias do gênero feminino foram responsáveis por cerca de 20% das publicações. O restante dos usuários não identifica o gênero na rede. Já os estados com maior quantidade de postagens foram São Paulo (27%), Rio de Janeiro (17%), Minas Gerais (8%), Rio Grande do Sul (5,6%), além dos Distrito Federal (5,5%).

Até o final da tarde, o impacto no Twitter foi de aproximadamente 1,5 milhão de interações, seguido pelo Facebook que teve 1 milhão. A liderança ficou por conta do Instagram, com 3,5 milhões de posicionamentos.

Leia mais...