Plansul
COLÉGIO JORGE AMADO
Buerarema
Pref ilheus junho
Ieprol
Navegação na tag

CadÚnico

ITABUNA: SECRETARIA DE PROMOÇÃO SOCIAL ALERTA QUE FAMÍLIAS INSCRITAS NO CADÚNICO PODEM CONSULTAR LIBERAÇÃO DE BENEFÍCIOS FEDERAIS PELA INTERNET

A inscrição no Cadastro Único (CadÚnico) é um requisito para entrar nos programas sociais do Governo Federal, entre eles, o Auxílio Brasil (antigo Bolsa Família). No entanto, os novos cadastros e atualizações cadastrais feitas a partir de fevereiro de 2022 ainda não tiveram resultados divulgados pelo Governo Federal, mas as famílias podem acessar o site https://cadunico.dataprev.gov.br e verificar a situação cadastral.

Além disso, os inscritos no CadÚnico e que aguardam retorno para saber se foram habilitados para receber algum benefício, podem falar diretamente com a Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (SEMPS) através do número 73 98137-7099, que também funciona como WhatsApp, sem precisar se deslocar presencialmente até a sede da SEMPS ou nos CRAS.

De acordo com a secretária da de Promoção Social e Combate à Pobreza, Andrea Castro, quem já fez o cadastro precisa aguardar resposta do Governo Federal.

“As pessoas que estão com os dados ativos ou fizeram atualização a partir de fevereiro, não precisam mais fazer modificações em seus dados e também não precisam vir até a secretaria, porque até o momento o Governo Federal não liberou nenhum lote novo de pagamento. E, assim que o Governo fizer qualquer movimentação nesses cadastros, nós informaremos para que a população tenha ciência”, declarou Andrea Castro.

É possível também a família saber se está cadastrada e ou se precisa atualizar as informações por meio do aplicativo Meu CadÚnico, que pode ser baixado gratuitamente no aparelho celular disponível no Play Store (Android) e App Store (IOS). A ferramenta informa se o cadastro está desatualizado ou em processo de averiguação e permite a impressão de comprovantes.

São atendidas pelos programas federais, famílias em situação de extrema pobreza (que tenham renda de até R$ 100 por pessoa por mês) e em situação de pobreza (que tenham renda entre R$ 100,01 e R$ 200 por pessoa por mês).

Leia mais...