Ieprol – Matrículas Abertas – Desktop Mobile
Navegação na tag

#CâmaraDeDeputados

ELEIÇÃO PARA MESA DIRETORA DA CÂMARA É ADIADA PARA ESTA QUARTA-FEIRA

A Câmara dos Deputados adiou para quarta-feira (3), às 10 h, a nova eleição para os cargos de 1º e 2º vice-presidentes, de quatro secretários e de quatro suplentes da Mesa Diretora. Um novo cálculo de distribuição dos cargos é realizado pela Secretaria-Geral da Mesa (SGM) nesta terça-feira (2) e os registros de candidaturas para os cargos remanescentes pode ser feito até as 20 h de hoje.

Esse é o segundo adiamento da votação para os cargos da Mesa Diretora, que tradicionalmente é realizada no mesmo dia em que o presidente da Casa é eleito. No entanto, ao assumir a cadeira da presidência da Câmara na noite desta segunda-feira (1º), o deputado Arthur Lira (PP-AL) tornou sem efeito o registro do bloco que apoiava a candidatura do deputado Baleia Rossi (MDB-SP) por suposta irregularidade no registro de partidos e, inicialmente, passou a votação para as 16h desta terça-feira.

Segundo Lira, PT, PDT e PSB registraram adesão fora do ao bloco que reúne PT, MDB, PSB, PSDB, PDT, Solidariedade, PCdoB, Cidadania, PV e Rede. Esses partidos alegaram problemas técnicos para enviar o pedido de formação do bloco cerca de 20 minutos antes do prazo final, ao meio-dia de segunda-feira.

O então presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), aceitou o argumento e deferiu a formação do bloco. A decisão, no entanto, provocou um impasse entre os partidos e gerou um atrito entre Maia e Lira durante a reunião preparatória para a eleição da Mesa Diretora. Com informações da EBC.

Leia mais...

ARTHUR LIRA É ELEITO PRESIDENTE DA CÂMARA EM 1º TURNO

O deputado Arthur Lira (PP-AL) é o novo presidente da Câmara dos Deputados. O parlamentar foi eleito nesta segunda-feira (1º), em primeiro turno, com 302 votos e comandará a Casa no biênio 2021-2022. Em segundo lugar ficou o deputado Baleia Rossi (MDB-SP), com 145 votos.

Ao todo, 503 deputados votaram. Oito candidatos disputaram a eleição para o cargo de presidente da Câmara. Em seu primeiro ato como presidente, Arthur Lira anulou a votação dos demais cargos da mesa diretora. O parlamentar determinou a realização de uma nova eleição para a escolha de seus integrantes nesta terça-feira (2), às 16h.

Pelo ato de Lira, a escolha dos candidatos terminará às 11h desta terça e o registro das candidaturas vai até as 13h. A definição dos nomes para os cargos segue o critério de proporcionalidade, dessa forma considera o tamanho das bancadas. A mesa diretora é composta por 11 cargos: presidente, dois vice-presidentes, quatro secretários e seus suplentes. Com informações da EBC.

Leia mais...

CAPITÃO AUGUSTO RETIRA A CANDIDATURA E DECLARA APOIO A ARTHUR LIRA

O deputado Capitão Augusto (PL-SP) retirou sua candidatura à presidência da Câmara dos Deputados e disse que decidiu seguir a orientação do seu partido e apoiar o candidato Arthur Lira (PP-AL).

Marcada para às 19h desta segunda-feira (1), a eleição para presidente da Câmara conta com oito candidatos, que são Arthur Lira (PP-AL), Baleia Rossi (MDB-SP), Luiza Erudina (PSOL-SP), Marcel van Hattem (NOVO-RS), Alexandre Frota (PSDB-SP), André Janones (Avante-MG), Fábio Ramalho (MDB-MG) e General Peternelli (PSL-SP).

De acordo com o Regimento Interno, a eleição dos membros da Mesa ocorre em votação secreta e pelo sistema eletrônico, exigindo-se maioria absoluta de votos (metade mais um) no primeiro turno e maioria simples no segundo turno. Com informações da Agência Câmara de Notícias.

Leia mais...

PARLAMENTARES EM BRASÍLIA JÁ SE POSICIONAM A FAVOR DO IMPEACHMENT DE BOLSONARO

Parlamentares favorável ao impeachment do presidente da República Jair Bolsonaro, totalizam segundo o ‘Placar do Impeachment’, 108 votos a favor da abertura do processo na Câmara.

O levantamento, que é feito por meio das redes sociais dos deputados, contabilizou até então 145 manifestações relacionadas ao pedido de abertura do processo. Desses, 45 são contrários ao procedimento.

Para o jurista Pedro Serrano o afastamento de Bolsonaro já é perfeitamente legível. Em entrevista a Carta Capital, Serrano disse que “Bolsonaro apertou a bomba atômica contra a população brasileira. O impeachment é absolutamente legível sob a perspectiva jurídica”.

Leia mais...

PT E PARTIDOS DA OPOSIÇÃO FECHAM APOIO A BALEIA ROSSI PARA PRESIDÊNCIA DA CÂMARA

Os presidentes e líderes dos partidos de oposição PCdoB, PDT, PSB, PT e Rede confirmaram nesta segunda-feira, 4, em reunião pela internet, a decisão de apoiarem a candidatura do deputado Baleia Rossi (MDB-SP) à Presidência da Câmara dos Deputados para o biênio 2021/2022, a partir dos compromissos assumidos por ele na semana passada.

Em nota divulgada após a reunião, o Partido dos Trabalhadores diz que “esta aliança é necessária para derrotar as pretensões de Jair Bolsonaro de controlar a Câmara dos Deputados”, mas afirma que “ela se dá exclusivamente em torno da eleição da Mesa Diretora” da Casa. Para o líder da legenda na Câmara, deputado Enio Verri (PT-PR), “se Bolsonaro ganhar a Presidência da Câmara, isso será muito ruim para o Brasil e toda sua população”.

Verri lembra que Baleia Rossi unifica os partidos de oposição e enfatiza os compromissos assumidos pelo deputado do MDB em defesa da democracia, dos trabalhadores e de uma renda emergencial durante o enfrentamento da pandemia.

Em um manifesto também divulgado nesta tarde, os partidos de oposição afirmaram que desejam construir para a futura Mesa Diretora da Câmara dos Deputados uma plataforma de compromissos que objetive garantir o acesso universal à vacina contra o coronavírus, o fim do arrocho salarial, o apoio à agricultura familiar e a tributação da renda dos mais ricos, dentre outros. Com informações da Agência Câmara.

Leia mais...

DIRETÓRIO NACIONAL DO PSB DECIDE NÃO APOIAR ARTHUR LIRA EM ELEIÇÃO DA CÂMARA

O Diretório Nacional do PSB decidiu nesta sexta-feira (11) recomendar à bancada federal de 31 deputados do partido que não apoie a candidatura de Arthur Lira (PP) ou qualquer outro nome apoiado por Jair Bolsonaro ao comando da Câmara. Presente na reunião virtual, o ex-deputado federal baiano, Domingos Leonelli teve papel decisivo na resolução.

“Estamos vivendo um processo de autorreforma e de reafirmação dos nossos ideais socialistas, o que não nos permite votar num candidato apoiado por um presidente ao qual fazemos uma dura oposição. Trata-se de um governo que despreza a vida e também o povo pobre deste País”, disse o ex-deputado e integrante da Executiva Nacional do PSB.

As eleições para o comando da Câmara dos Deputados estão previstas para 1 de fevereiro de 2021.

Além disso, uma outra resolução aprovada diz respeito à construção de uma candidatura própria do PSB a presidente da República, sem prejuízo do fortalecimento de uma frente ampla de oposição ao governo de extrema direita de Jair Bolsonaro.

Leia mais...