Ieprol – Matrículas Abertas – Desktop Mobile
Navegação na tag

Chuvas

ILHÉUS: CHUVAS INTENSAS PROVOCAM SÉRIOS TRANSTORNOS A POPULAÇÃO E DEMANDAM AÇÕES URGENTES DO MUNICÍPIO

As chuvas torrenciais que têm assolado Ilhéus nos últimos dias têm superado todas as expectativas, causando sérios transtornos e demandando uma resposta urgente por parte das autoridades municipais. Desde o dia 15 até o dia 27 de abril, a precipitação acumulada ultrapassou os 550 milímetros, com registros de concentrações superiores a 120 milímetros em apenas um dia, como ocorreu na última sexta-feira (26), quando foram registrados 122,94 mm de chuva na cidade.

A intensidade das chuvas tem gerado um aumento exponencial das demandas da população, especialmente dos moradores de áreas vulneráveis. De acordo com a Prefeitura,  equipes das Secretarias de Infraestrutura e Defesa Civil (Seinfra) e de Promoção Social e Combate à Pobreza (SPS) estão nas ruas atendendo a todos os chamados de emergência. Os cidadãos podem contatar a Defesa Civil pelo WhatsApp (73 97400 7521) ou ligar para o Corpo de Bombeiros no número 193.

Segundo relatório emitido pela Defesa Civil de Ilhéus no sábado (27), as chuvas têm saturado o solo, resultando em uma significativa quantidade de ocorrências, incluindo movimentação de massa, deslizamentos de terra e queda de árvores. Ainda segundo o relatório, em resposta a essa situação crítica, a Defesa Civil está operando em regime de plantão, com equipes intercaladas trabalhando 24 horas por dia. “O apoio de brigadistas, da Secretaria de Infraestrutura e da Secretaria de Serviço Social tem sido fundamental para abrigar populações afetadas e fornecer assistência emergencial. Bem como da Embasa e da Coelba”, acrescenta o relatório.

A defesa civil informa que até o momento, mais de 80 ocorrências foram atendidas, e medidas preventivas, como limpeza de canais, mapeamento de áreas de risco e aplicação de lonas em áreas vulneráveis, estão sendo implementadas. Além disso, equipes estão dedicadas à limpeza de vias públicas e bueiros em diversos pontos da cidade.

O relatório da Defesa Civil aponta que na comunidade de Sambaituba, equipes da SPS estão oferecendo suporte integral aos moradores, incluindo ação preventiva para realocação das famílias antes do transbordamento do Rio Almada. “A gravidade da situação levou à formação de equipes extras para atuar na região. Neste sábado (27), uma das equipes foi direcionada à Lagoa Encantada, levando água mineral para os moradores locais”.

No momento, há uma família desabrigada e cinco desalojadas em Ilhéus. A atualização desses números ocorrerá à medida que as equipes retornarem das ruas, onde continuam a atender às ocorrências.

A previsão meteorológica para os próximos dias, até 02 de maio, indica uma chuva de 58 milímetros.

Leia mais...

CHEGADA DE NOVA ESTAÇÃO ABRANDA CALOR E TRAZ SEMANA COM POSSIBILIDADE DE CHUVAS PARA ITABUNA E REGIÃO, PREVÊ INMET

A chegada do Outono na última quarta-feira, 20/03, já fez com que os termômetros oscilassem para menos nas temperaturas máximas nas cidades da região Sul da Bahia, especialmente no entorno de Itabuna e Ilhéus.

Para essa semana, o Instituto Nacional de Meteorologia prevê a continuação dessa temperatura mais amena e possibilidade de chuvas dessa segunda, 25/03 até o próximo domingo, 31/03.

Os dias de chuvas mais intensas serão na terça e na quarta. Na segunda, quinta, sexta, sábado e domingo, se chover, serão aquelas chuvas pontuais para refrescar a sensação de calor.

O dia em que a temperatura máxima atinge o seu ápice nessa semana é nesta segunda, quando o termômetro sai dos 23º e atinge os 33º. No restante dos dias, as mínimas estão previstas sempre para os 23º. As máximas chegam a 32º na terça, 31º na quarta, quinta e sexta, 30º no sábado e novamente 31º no próximo domingo.

Horários mais prováveis para a chuva cair na região, seja pontualmente, seja num volume maior: na segunda, 17h; na terça, 20h; na quarta, 23h, na quinta, 2h; na sexta, 5h; no sábado, 8h; e, no domingo, 11h.

Com informações do Inmet.

Leia mais...

PRÓXIMAS QUARTA E QUINTA-FEIRA SÃO OS ÚNICOS DIAS DA SEMANA EM QUE NÃO DEVE CHOVER, INDICA INMET PARA ITABUNA E REGIÃO

A previsão do tempo para a região de Ilhéus e Itabuna, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) indica que o Sul da Bahia não deve ser atingido diretamente pela onda de calor prevista para os próximos sete dias e que deve passar principalmente pela região oeste do país, mais precisamente nas fronteiras do Brasil com os demais países da América do Sul, chegando, no máximo na Região Sudeste, mais precisamente em São Paulo, Rio de Janeiro, parte de Minas Gerais e do Espírito Santo.

Assim, a semana deve permanecer com chuvas pontuais, temperaturas elevadas e bastante umidade. Isso explica, segundo o Inmet, que a previsão para os próximos sete dias em Itabuna, Ilhéus e cidades próximas seja a de de chuvas nesta segunda (11), terça (12), sexta (15), sábado (16) e no próximo domingo (17). Os únicos dias de tempo firme são quarta-feira (20) e quinta (21). Na quarta, não deve chover, mas o céu deve aparecer nublado, com aquelas nuvens mais acizentadas. Na quinta, céu limpo com sol escaldante.

Em todos os dias previstos para chover, a previsão é de que a quantidade de chuva seja significativa, com possibilidades de alertas para o período. Essas quantidades mais volumosas de água devem cair na segunda e na terça, com temperaturas variando entre 22º e 33º. Na quarta e na quinta, se prevê aquela trégua (com temperaturas ainda nas casas de 22º e 33º) e a volta da chuva, primeiramente de maneira pontual na sexta e com mais volume no sábado e no domingo. Temperaturas aí variam entre 22º e 33º no próximo final de semana. Horários mais assertivos para as chuvas caírem: na segunda, 11h; na terça, 14h; na sexta, durante a madrugada, às 2h; no sábado, logo no amanhecer, às 5h e, no domingo, às 8h.

Com informações do Inmet.

Leia mais...

INMET PREVÊ INÍCIO DE SEMANA COM RAIOS E TROVÕES EM ITABUNA E REGIÃO

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) prevê que a primeira segunda-feira de março (04/03), Itabuna e região estão na rota da chuvarada, aquelas águas fortes e completas (nuvens carregadas, raios e trovões). A temperatura deve variar entre 23º e 29º. A hora cheia para essa chuva cair é perto das 16h, indica o instituto.

O volume de chuva deve diminuir, mas ainda deve cair alguma quantidade pontual na terça-feira, 05/03, com amplitude térmica que deve ser maior do que o do dia anterior, com mínima de 23º e máxima de 31º. Essa chuva em quantidade menor, se cair, deve cair nas primeiras horas da noite, às 19h.

A quarta-feira, 06/03, estará marcada pelo dia quente, abafado, nuvens no céu e pouca ou nenhuma possibilidade de chuva. A temperatura ficará entre 22º e 32º.

Na quinta, 07/03, e na sexta, 08/03, a temperatura abafada do dia anterior deve provocar chuvas pontuais nessas duas datas, em quantidade pequena. Tanto na quinta, quanto na sexta, a amplitude térmica permanece com os termômetros oscilando entre 22º e 32º.

No sábado, 09/03, a chuva deve dar mais uma trégua, prevalecendo o céu de sol entre nuvens (mais um dia em que o calor deve causar aquela sensação de clima abafado). Temperatura oscila entre 23º e 31º. Já no próximo domingo, a chuva pode cair, também em pequena quantidade (aquela chuvinha para refrescar e caindo de forma pontual nas cidades da região, se cair). Horário mais certo para essa chuva cair é pela manhã, perto das 10h. Temperatura oscila entre 22º e 32º.

Com informações do Inmet.

Leia mais...

INMET PREVÊ CONTINUIDADE DO PERÍODO CHUVOSO E TEMPERATURAS ALTAS NOS PRÓXIMOS DIAS

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) prevê que as chuvas que estão caindo pontualmente em Itabuna, Ilhéus e cidades próximas deverão permanecer com essas características pelos próximos sete dias, alternando-se as chuvas com períodos de sol, nebulosidade e umidade que chega do Oceano Atlântico para o litoral.

As chances de chover irão variar de 5% (neste domingo, 18/02) até 75% no próximo sábado, 23/02. O sol deve aparecer na segunda (amanhã, 19/02) e na quarta (21/02), quando as chances de chuvas, principalmente em Itabuna, são de 0%. Na terça, 20/02, o índice de possibilidade volta para a casa dos 5% (pouca chuva no decorrer do dia). Na quinta, sexta e sábado, respectivamente 22, 23 e 24/02, a umidade aumenta gradativamente demarcando-se os percentuais de chances de chuva 15%, 55% e 75%. No próximo domingo, dia 25/02, as chuvas dão uma trégua e, se caírem, será num volume também muito pequeno (5% de chance).

Durante o período, as temperaturas continuarão com amplitudes térmicas que poderão passar dos 10 graus entre as mínimas e as máximas, indo de 22º (mínimas do sábado, 24 e domingo, dia 22) até 32º (máxima a ser registrada já nesta segunda, 19).

Nos demais dias da semana, as mínimas chegam aos 23º e as máximas não passam de 31º. No mapa da previsão, é possível aferir ainda os horários mais prováveis de chuvas mais fortes em Itabuna (vide imagem do Inmet), em cada dia da semana que começa.

Leia mais...

ITABUNA PODE TER TEMPERATURAS DE ATÉ 31º NESTA SEGUNDA-FEIRA

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) prevê que a amplitude térmica em Itabuna (diferenças entre as mínimas e as máximas) para os próximos sete dias poderão chegar a mais de 10 graus já neste domingo, 04/02. A previsão é a de que, se chover, será aquela chuva rápida, reflexo do mormaço e do calor típicos de uma cidade com clima quente e úmido. Chuva isolada, frisa-se.

Já na segunda, terça e quarta, a previsão também é de chuvas pontuais, céu com bastante nebulosidade e sensação de mormaço, com um volume que pode ser um pouco maior na terça-feira, dia 06 e na quarta, dia 07. Na segunda, a chuva deve cair (se cair) por volta das 13h; na terça, às 16h; e na quarta, às 19h. Essa mesma possibilidade seguirá na quinta (08), na sexta (09), no sábado (10) e no próximo domingo (11), sendo que o volume volta a ser muito pequeno de quinta até sábado e pode ser um pouco maior no próximo domingo.

A temperatura mínima do período está prevista para a madrugada de sexta (09) para sábado (10) e na madrugada de sábado para domingo (11), com os termômetros chegando na casa dos 21º. Nesse período, as máximas podem variar entre 31º e 32º, as mesmas previstas para esse domingo e que se estendem de segunda-feira (amanhã) até quinta. Na sexta e no sábado, as máximas não passam dos 29º, especialmente na sexta. No sábado, essa máxima tem uma queda um pouco mais acentuada, não passando dos 27º. Já no próximo domingo, o calorão volta com tudo, com máxima de 31º. Com informações do Inmet.

Leia mais...

ITABUNA: DEFESA CIVIL EMITE ALERTA PARA A POPULAÇÃO RIBEIRINHA

A Defesa Civil de Itabuna utilizou as redes sociais para divulgar um novo alerta de aumento na vazão do Rio Cachoeira nas próximas horas. O alerta foi postado no perfil oficial da Defesa Civil no Instagram.

Pelo aviso, a previsão de chuvas para a madrugada deste sábado (27/01) para domingo (28/01), não se confirmou, sendo que a quantidade se apresentou menor do que o que se esperava.

As informações dão conta, por exemplo, que, nas últimas 12 horas choveu seis milímetros em Itabuna, 16 milímetros em Itapé e três milímetros em Pau Brasil. Itapetinga e Ilhéus não tiveram chuva durante a madrugada.

A preocupação maior, agora, é com um dos afluentes da bacia do Rio Cachoeira, o Rio Piabanha, a partir do bairro de Ferradas, onde o Cachoeira pode ter o seu nível médio elevado em até 1,5 metro, algo que pode representar o atingimento de elevação de até oito metros em Ferradas e de 5,5 no Centro da cidade.

Ontem, sábado, notícias davam conta que o nível do rio, no Centro, estava seis metros acima do normal. Em algum momento no início da noite, ruas e casas chegaram a ser invadidas pela água. 25 famílias, até o momento, estão desabrigadas, moradores de Ferradas, Rua de Palha e Bananeira.

E, no decorrer do dia, o iPolítica continuará fazendo a cobertura completa das fortes chuvas que caem na região que, segundo as previsões, devem perder força a partir desta segunda-feira, dia 29.

Leia mais...

ITABUNA: VOLUME DO RIO CACHOEIRA SOBE RAPIDAMENTE NA NOITE DESTE SÁBADO

Apesar de ter dado uma recuada muito leve no volume de água proveniente das chuvas que caem nas cidades da região desde o início da semana, no início da noite deste sábado, 27/01, o volume voltou a aumentar por volta das 19h30min e a água começou a invadir as áreas ribeirinhas em Itabuna.

Segundo Ricky Mascarenhas, diretor do Grupo iPolítica de Comunicação, que esteve no Bairro da Bananeira e na Rua do Prado (margem do rio ao lado do bairro da Conceição), a correnteza começou a invadir ruas e casas.

Nesta situação, a Defesa Civil já orienta aos moradores das áreas alagadas a deixarem os imóveis e se dirigirem para locais seguros (casas de parentes ou ainda acionar a própria Defesa Civil através do telefone 199, para que abrigos provisórios sejam providenciados pelo poder público municipal).

Em Ilhéus, o alerta da Defesa Civil dá conta do perigo de deslizamento de terra nos morros e encostas, especialmente entre 0h e 2h da madrugada de sábado para domingo.

Reconhecidas as áreas de perigo e de vulnerabilidade, essas devem ser abandonadas o mais rapidamente possível, na mesma perspectiva de que se busque abrigos seguros.

A previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) é o de que em Itabuna ainda ocorram pancadas de chuvas que poderão variar de 30 a 60 milímetros por hora ou de 50 a 100 milímetros nas próximas 24 horas. A mesma previsão se confirma para Ilhéus, Itapé e Itajú do Colônia, essas duas últimas cidades cortadas pelos rios Colônia e Salgado que, juntos, formam a bacia do Rio Cachoeira.

Leia mais...

ILHÉUS: DEFESA CIVIL EMITE ALERTA DE CHUVAS; PREVISÃO INDICA 85MM ATÉ TERÇA-FEIRA

A Defesa Civil de Ilhéus emitiu um alerta para o risco de chuvas intensas no município. De acordo com o comunicado, o acumulado de precipitações pode atingir 85 milímetros até a próxima terça-feira (7). Os dados são do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden).

A Prefeitura está orientando os moradores que se mantenham atentos, em suas residências, observando indícios como desagregação de solos em encostas, sinais sonoros, fissuras e rachaduras em imóveis.

De acordo com a Prefeitura, com o objetivo de minimizar os danos causados durante o período chuvoso, o Município tem atuado por meio de sistema de monitoramentos constantes, e tem feito um trabalho preventivo, por meio de vistorias, proteção provisória de taludes com lonas, entre outras ações.

Em caso de emergência, a população pode acionar a Defesa Civil, através do número: (73) 97400-7521 ou ligar para o Corpo de Bombeiros pela Central 193.

Leia mais...

ILHÉUS: DEFESA CIVIL EMITE ALERTA DE CHUVAS ATÉ SÁBADO; PREVISÃO APONTA 56 MILÍMETROS

A Defesa Civil de Ilhéus emitiu novo alerta de chuvas na cidade. Conforme comunicado emitido pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), o acumulado de precipitações pode atingir 56 milímetros até o próximo sábado (27).

A Prefeitura orienta que os moradores fiquem atentos aos riscos geológicos, observando indícios como desagregação de solos em encostas, sinais sonoros, fissuras e rachaduras em imóveis.

Em caso de emergência, a população pode acionar a Defesa Civil, através do número: (73) 97400-7521 ou ligar para o Corpo de Bombeiros pela Central 193.

Leia mais...

ILHÉUS: DEFESA CIVIL EMITE ALERTA DE CHUVAS ATÉ O DIA 28 COM PREVISÃO DE 84 MILÍMETROS

A Defesa Civil de Ilhéus emitiu alerta de chuvas na cidade. Conforme comunicado emitido pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), o acumulado de precipitações pode atingir 84 milímetros até a próxima terça-feira (28).

A Prefeitura orienta os moradores que se mantenham atentos, em suas residências, observando indícios como desagregação de solos em encostas, sinais sonoros, fissuras e rachaduras em imóveis.

Em caso de emergência, a população deve entrar em contato através do número: (73) 97400-3521 – Defesa Civil.

Leia mais...

ÁGUA POTÁVEL E ENERGIA ELÉTRICA SÃO PRIORIDADES DO GOVERNO DO ESTADO PARA SOCORRER MUNICÍPIOS INUNDADOS

O governador em exercício, Adolfo Menezes, o governador eleito, Jerônimo Rodrigues, e o vice-governador eleito, Geraldo Júnior, se reuniram na manhã desta segunda-feira feira (26), virtualmente, com os prefeitos dos municípios localizados nas regiões afetadas pelas chuvas.

Entre as prioridades estão levar água potável e comida, além de restabelecer o fornecimento de energia elétrica para os moradores das áreas isoladas. Para Adolfo Menezes, a hora é de muito trabalho e solidariedade: “nosso objetivo é dar as mãos e salvar vidas. Em seguida, vamos iniciar o trabalho de recuperação da infraestrutura”.

Jerônimo Rodrigues reforçou o apoio aos prefeitos e à população. “Nesse momento, o Corpo de Bombeiros, a Polícia Militar, as escolas, a Defesa Civil, tanto do Estado quanto dos municípios, estamos todos de mãos dadas para que a gente possa sair dessa situação. Vamos sentar com os prefeitos e, de perto, ver o que podemos fazer”, enfatizou.

Ficou definido, ainda, que dois decretos serão publicados hoje (26), no Diário Oficial do Estado, com outras medidas para mitigar os efeitos dos alagamentos. Um dos decretos estabelece, de forma unilateral, situação de emergência nos municípios afetados, o que facilita o acesso a recursos e a outros tipos de apoio à população. O segundo decreto reativa o Comitê Multidisciplinar, que trabalhará junto aos municípios para sistematizar, a médio prazo, o suporte às cidades atingidas pela água.

Sobrevoo

No início da tarde, governadores em exercício e eleito farão um sobrevoo de helicóptero para avaliar os estragos provocados pelos temporais.

Leia mais...

PREFEITURA DE JEQUIÉ DISPONIBILIZA PONTO DE APOIO PARA RECEBIMENTO DE DOAÇÕES AOS DESABRIGADOS

Com objetivo de atender de forma emergencial as famílias afetadas pelas fortes chuvas, a Prefeitura de Jequié disponibiliza, a partir desta segunda-feira, 26, um ponto para recebimento de doações para as famílias desabrigadas.

As pessoas interessadas em doar, devem se dirigir até a antiga Biblioteca Central, na Avenida Rio Branco, Centro. Neste local, uma equipe estará responsável pelo recebimento dos itens: Roupas, além de materiais de cama, banho, higiene pessoal e alimentos não perecíveis.

Qualquer situação decorrente das chuvas que atingem o município, a população pode manter contato com a Defesa Civil, por ligação ou WhatsApp (73) 93505-0750.

Leia mais...

GOVERNO DO ESTADO ATUALIZA DADOS EM MUNICÍPIOS AFETADOS PELAS CHUVAS

A Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec) atualizou, na tarde deste domingo (25), os números referentes à população atingida pelas enchentes que ocorrem em regiões do estado. Até a situação atual, são 1.740 desabrigados, 20.262 desalojados e 166.094 outros afetados em decorrência dos efeitos diretos do desastre. Também foram registrados sete feridos e um óbito. O número total de atingidos chega a 188.104 pessoas.

Os números correspondem às ocorrências registradas em 92 municípios afetados. É importante destacar que, desse total, 69 estão com decreto de Situação de Emergência (SE), são eles: Aiquara, Alagoinhas, Alcobaça, Arataca, Baixa Grande, Barra do Choça, Barro Preto, Belo Campo, Boa Nova, Brejões, Buerarema, Cachoeira, Canavieiras, Caravelas, Cardeal da Silva, Cícero Dantas, Coaraci, Dário Meira, Euclides da Cunha, Eunápolis, Fátima, Firmino Alves, Ibicaraí, Ibicuí, Ibipeba, Ibirapuã, Iguaí, Ilhéus, Inhambupe, Ipiaú, Itabuna, Itaju do Colônia, Itajuipe, Itambé, Itanhém, Itapé, Itapebi, Itapicuru, Itaquara, Itarantim, Itororó , Jiquiriça, Jucuruçu, Jussari, Lafaiete Coutinho, Maiquinique, Medeiros Neto, Mirante, Mutuípe, Nova Itarana, Nova Soure, Nova Viçosa, Olindina, Pau Brasil, Piripá, Planalto, Porto Seguro, Prado, Ribeira do Pombal, Ribeirão do Largo, Santa Cruz Cabrália, Santa Cruz da Vitória, Santa Luzia, São Félix, Teodoro Sampaio, Ubaitaba, Vereda, Vitória da Conquista e Wenceslau Guimarães.

Municípios afetados:

Aiquara, Alagoinhas, Alcobaça, Arataca, Baixa Grande, Barra do Choça, Barro Preto, Belo Campo, Boa Nova, Brejões, Buerarema, Cachoeira, Canavieiras, Caravelas, Cardeal da Silva, Cícero Dantas, Coaraci, Dário Meira, Euclides da Cunha, Eunápolis, Fátima, Firmino Alves, Ibicaraí, Ibicuí, Ibipeba, Ibirapuã, Iguaí, Ilhéus, Inhambupe, Ipiaú, Itabuna, Itaju do Colônia, Itajuipe, Itambé, Itanhém, Itapé, Itapebi, Itapicuru, Itaquara, Itarantim, Itororó, Ituaçu, Jiquiriça, Jucuruçu, Jussari, Lafaiete Coutinho, Maiquinique, Medeiros Neto, Mirante, Mutuípe, Nova Itarana, Nova Soure, Nova Viçosa, Olindina, Pau Brasil, Piripá, Planalto, Porto Seguro, Prado, Ribeira do Pombal, Ribeirão do Largo, Santa Cruz Cabrália, Santa Cruz da Vitória, Santa Luzia, São Félix, Teodoro Sampaio, Ubaitaba, Vereda, Vitória da Conquista, Wenceslau Guimarães, Almadina, Aurelino Leal, Barra da Estiva, Catu, Cipó, Floresta Azul, Gandú, Guanambi, Guaratinga, Ibotirama, Itamaraju, Itapetinga, Jitaúna, Juazeiro, Manoel Vitorino, Maragojipe, Marcionílio Souza, Mascote, Santo Antônio de Jesus, Sátiro Dias, Tanhaçu e Teixeira de Freitas.

Rodovias afetadas pelas chuvas

A Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra) informa o registro de 40 ocorrências em rodovias baianas em decorrência das chuvas desde o mês de novembro. Deste total, 33 pontos já estão com o tráfego restabelecido, quatro trechos estão com tráfego interrompido e três com o trânsito liberado em meia pista.

As intervenções também contam com o apoio dos Consórcios Intermunicipais de Infraestrutura. Segue relação dos trechos de rodovias baianas e pontes que estão com tráfego interrompido e/ou em meia pista.

Trechos com tráfego interrompido:

Médio Sudoeste da Bahia

BA-130: Maiquinique – Divisa BA/MG

1 – Um pontilhão no KM 730 na BA-130, que liga Maiquinique a divisa entre Bahia e Minas Gerais, cedeu por conta das fortes chuvas da última sexta-feira (23/12) na região do Médio Sudoeste baiano. A equipe técnica da Seinfra está no local aguardando a melhoria das condições climáticas para iniciar os serviços emergenciais. O tráfego ainda está interrompido.

Extremo Sul

BA-284: Itamaraju – Nova Alegria – Alho – Jucuruçu

2 – O desvio provisório construído na BA-284, entre Itamaraju e Jucuruçu, na região do distrito de Nova Alegria, cedeu após as chuvas na madrugada da última sexta-feira (23/12). A equipe técnica da Seinfra já está no local aguardando a redução do nível de água para iniciar os serviços emergenciais a fim de recompor o desvio provisório. O tráfego de veículos na rodovia está interrompido.

BA-001: Prado – Cumuruxatiba

3 – Um rompimento foi registrado no KM 5 da BA-001, saindo de Prado em direção à Cumuruxatiba, após as fortes chuvas da madrugada da última sexta-feira (23/12). Para verificar mais detalhes, a equipe técnica da Seinfra está em deslocamento até o ponto afetado da rodovia. As ações emergenciais começarão assim que melhorar as condições climáticas na região. O trânsito de veículos neste trecho da BA-001 está interrompido.

Litoral Sul

BA-671: Itaju do Colônia – Palmira

4 – O desvio provisório da ponte sobre o Rio Nova Alegria, entre Itaju do Colônia e Palmira, na BA-671, cedeu durante as chuvas da última sexta-feira (23/12). A empresa responsável pela manutenção da rodovia irá iniciar os serviços de recomposição do desvio assim que melhorar as condições climáticas. O local está sinalizado e o tráfego de veículos no trecho permanece interrompido.

Trechos com tráfego interrompido em meia pista:

Extremo Sul

BR-489: Itamaraju – Prado

1 – Uma das cabeceiras da ponte localizada na área urbana de Itamaraju, no trecho para quem segue em direção à Prado, na BR-489, foi afetada por conta das chuvas na última sexta-feira (23/12). Uma inspeção no local foi realizada pela equipe técnica da Defesa Civil para verificar a situação e tomar as providências necessárias. A Polícia Rodoviária Estadual (PRE) está no trecho a fim de controlar o tráfego de veículos, que está em ritmo lento.

BA-001: Prado – Alcobaça

2 – Um buraco na pista na BA-001, entre Prado e Alcobaça, na região do Condomínio Guaratiba, surgiu por conta das fortes chuvas do último sábado (24/12). O Consórcio Construir, responsável pela manutenção da rodovia, já está no local com os equipamentos realizando os serviços de reparo. Na sexta-feira (23/12), as águas da chuva haviam levado materiais para a via. O tráfego de veículos no trecho está em meia pista e tem a previsão de ser totalmente liberado até o final deste domingo (25/12).

Médio Sudoeste da Bahia

BA-670: Potiraguá – Itororó

3 – Um dos encontros da ponte no km 25 da BA-670, entre Potiraguá e Itororó, cedeu por conta das chuvas na noite da última sexta-feira (23/12). Uma inspeção no local foi realizada pela equipe técnica da Seinfra neste sábado (24/12). Na visita foi detectado que houve o surgimento de um buraco, que causou a interrupção parcial da via. O local já foi sinalizado pela Polícia Rodoviária Estadual (PRE). O tráfego está em meia pista.

Leia mais...

ITABUNA: DIRETOR DA DEFESA CIVIL EXPLICA MOTIVO DAS INTENSAS CHUVAS E ALAGAMENTOS NO MUNICÍPIO

Nesta quarta-feira, 14, o Diretor da Defesa Civil de Itabuna, Kaique Brito, conversou em live com o iPolítica sobre a situação das chuvas no munícipio. Devido as fortes chuvas que aconteceram há algumas semana atrás, o rio Cachoeira transbordou e novamente muitas famílias tiveram suas casas atingidas pela água.

Segundo o diretor, o contexto socioambiental e socioeconômico da cidade de Itabuna é a principal causa dos acontecimentos. “Quando parte para a análise do munícipio de Itabuna e da área urbana em si fica complexo porque envolve não só a atividade da prefeitura em relação a limpeza do canal mas também de como a população lida com as questões ambientais”.

De forma técnica, Kaique explica sobre as especificidades do Rio Cachoeira, ponto que também influencia nas questões que envolvem a maior facilidade de cheias. “O Rio Cachoeira é um rio novo, cheio de energia […] ele tem energia demais desde sua nascente até sua foz, ainda não criou meandros, não criou curvas, é muito retílinio. E diante desse cenário colocaram uma cidade no meio [….] Itabuna nasceu nesse contexto justamente de uma cidade a margem do rio”.

O diretor pontua que, além das característica específicas do Rio Cachoeira que facilitam as cheias muito rapidamente, o desmatamento ambiental em toda sua bacia acentua esse efeito. “Quando você retira a floresta de um cenário é a mesma coisa que você pegar a cabeça de um careca e jogar um copo d’agua essa água escorre rápido. Mas se você pega uma cabeça de um cabeludo essa água demora. Quando você retira a floresta você faz o mesmo efeito”, disse.

  Assista a entrevista na íntegra.        Leia mais...