Plansul
COLÉGIO JORGE AMADO
Buerarema
Pref ilheus junho
Ieprol
Navegação na tag

CIPM

CAMACAN: HOMEM É PRESO COM ARMA NA FESTA DA PADROEIRA

Policiais do Pelotão Especial Tático Operacional – PETO do 62° CIPM / Camacan prenderam neste domingo, 14, Janilton de Aquino Torres, 38 anos, residente em Guarulhos – SP. De acordo com informações, o acusado estava portando uma pistola Bersa, numeração 14439, com sete cartuchos intactos, calibre .22 , na rua dois de julho, circuito da festa da padroeira de São Sebastião, em Camacan.

Após interpelação de populares, a guarnição conseguiu localizar Janilton e prendê-lo. Ele foi conduzido para delegacia de Camacan, pelo crime de porte ilegal de arma de fogo para ser adotada as medidas cabíveis.

Leia mais...

CAMACAN: 62°CIPM PRENDE DOIS HOMENS NO CENTRO

Em uma ronda de rotina na Rua Antônio Pereira nesta quarta-feira, 13, policiais militares da 62°CIPM/CAMACAN prenderam Joarles da Silva Alencar por porte ilegal de arma e o mototáxi Uéliton Ferreira da Silva, de 32 anos. Ambos residem em Camacan.

Segundo informações, os indivíduos estavam em atitude suspeita e foram abordados pela guarnição. Foram encontrados um revólver calibre 32, um cartucho intacto e outro picotado, um Smartphone Motorola G4, uma gandola da CIPE Cacaueira ou Mata Atlântica e R$115,00 em espécie. Todo material apreendido foi apresentado na delegacia de polícia junto com os suspeitos.

Leia mais...

CAMACAN: CAPITÃO PENALVA QUER IMPLEMENTAR GESTÃO PARTICIPATIVA ENTRE A 62ª CIPM E A COMUNIDADE

O Capitão Ricardo Penalva da Silva assume o comando da 62ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), em Camacan, nesta terça-feira, 12. Ele vai substituir o Major Robson Brandão. A solenidade será às 9 horas, no espaço Festa Viva.

Ao Blog Ipolítica Capitão Penalva afirmou que o ponto principal da sua gestão será implementar uma gestão participativa com apoio e aproximação da comunidade, valorizando o público interno e estreitando as relações com a imprensa local e a prefeitura, além de estimular as apreensões de armas e tentar baixar o número de homicídio, trazendo assim uma maior sensação de segurança na população.

Capitão Penalva deixa a coordenação de planejamento operacional em Itabuna, após três anos. Durante este período, o município deixou de figurar entre as dez piores cidades do Brasil em homicídios, com auxílio da Policia Civil, Rondesp, Caerc, Prefeitura e outras instituições.

Leia mais...