Cerveja Je assunção
uruçuca novo
Buerarema
Colégio Jorge amado
Plansul
Ieprol
Navegação na tag

Covid-19

GOVERNO PRORROGA TOQUE DE RECOLHER E PROIBIÇÃO DE EVENTOS E AULAS PRESENCIAIS EM TODA A BAHIA

O Governo do Estado decidiu prorrogar o toque de recolher, a proibição das aulas presenciais e a suspensão de eventos em toda a Bahia. As medidas, que venceriam nesta segunda-feira (12), passam a valer até 19 de abril. A prorrogação será publicada ainda neste domingo (11), na versão on-line do Diário Oficial do Estado (DOE).

Também fica vedada a venda de bebida alcoólica em quaisquer estabelecimentos, inclusive por delivery, no período das 18h do dia 16 até as 5h de 19 de abril. No período das 20h às 5h, em toda a Bahia, segue restrita a locomoção de pessoas, sendo vedados a qualquer indivíduo a permanência e o trânsito em vias, equipamentos, locais e praças públicas.

Segue proibida ainda, em todo o território baiano, a prática de quaisquer atividades esportivas coletivas amadoras até 19 de abril, sendo permitidas as práticas individuais, desde que não gerem aglomerações. Continua autorizado o funcionamento de academias e estabelecimentos voltados para a realização de atividades físicas, desde que limitada a ocupação ao máximo de 50% da capacidade do local, observados os protocolos sanitários estabelecidos.

Transporte

A circulação dos meios de transporte metropolitanos deverá ser suspensa das 20h30 às 5h, até 19 de abril. A circulação dos ferry boats também será suspensa das 20h30 às 5h do dia 12 a 16 de abril, ficando vedado o funcionamento nos dias 17 e 18 de abril.

A circulação das lanchinhas fica proibida das 20h30 às 5h, até 19 de abril, limitada a ocupação ao máximo de 50% da capacidade da embarcação nos dias 17 e 18 de abril.

Aulas presenciais e eventos

Continuam suspensas, até 19 de abril, as aulas presenciais nas unidades de ensino, públicas e particulares, ressalvados os estágios curriculares obrigatórios dos cursos da área de saúde.

Permanecem proibidos também os eventos e atividades, independentemente do número de participantes, ainda que previamente autorizados, que envolvam aglomeração de pessoas, como eventos desportivos coletivos e amadores, cerimônias de casamento, eventos recreativos em logradouros públicos ou privados, circos, eventos científicos, solenidades de formatura, passeatas e afins, bem como aulas em academias de dança e ginástica.

Leia mais...

BAHIA REGISTRA NOVO RECORDE DE ÓBITOS POR COVID-19 EM 24 HORAS

Nesta quarta-feira (7) foram registrados 189 óbitos por Covid-19, o maior número desde o início da pandemia em um boletim epidemiológico sobre a doença. Anteriormente este recorde havia sido no dia 31 de março, quando houve registro de 160 mortes. Apesar de os óbitos terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram contabilizados nesta quarta-feira (7).

A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 16.107, representando uma letalidade de 1,95%. Dentre os óbitos, 55,31% ocorreram no sexo masculino e 44,69% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 54,77% corresponderam a parda, seguidos por branca com 21,65%, preta com 15,25%, amarela com 0,48%, indígena com 0,13% e não há informação em 7,72% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 66,67%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (73,82%).

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 3.712 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,5%) e 3.442 recuperados (+0,4%). Dos 825.015 casos confirmados desde o início da pandemia, 794.967 já são considerados recuperados, 13.941 encontram-se ativos e 16.107 tiveram óbito confirmado.

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.140.986 casos descartados e 186.552 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quarta-feira. Na Bahia, 45.896 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Situação da regulação de Covid-19

Às 15h desta quarta-feira (7), 112 solicitações de internação em UTI Adulto Covid-19 constavam no sistema da Central Estadual de Regulação. Outros 35 pedidos para internação em leitos clínicos adultos Covid-19 estavam no sistema. Este número é dinâmico, uma vez que transferências e novas solicitações são feitas ao longo do dia.

Vacinação

Com 1.851.842 vacinados contra o coronavírus (Covid-19), até as 15 horas desta quarta-feira, a Bahia é um dos estados do País com o maior número de imunizados. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas e disponibiliza as informações detalhadas no painel.

Tem se observado volume excedente de doses nos frascos das vacinas contra a Covid-19, o que possibilita a utilização de 11 e até 12 doses em apenas um frasco, assim como acontece com outras vacinas multidoses.

O Ministério da Saúde emitiu uma nota que autoriza a utilização do volume excedente, desde que seja possível aspirar uma dose completa de 0,5 ml de um único frasco-ampola. Desta forma, poderá ser observado que alguns municípios possuem taxa de vacinação superior a 100%.

Leia mais...

ITAJUÍPE: SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE AMPLIA ÍNDICE DE COBERTURA VACINAL

Foi divulgado nesta terça-feira, 06, o novo índice de cobertura vacinal do município de Itajuípe, que agora atinge 99,5% de aplicação das doses recebidas. A Secretaria Municipal de Saúde de Itajuípe tem realizado um trabalho efetivo na aplicação das vacinas e atingido os índices necessários para ampliar o recebimento de novas doses dos imunizantes nesta primeira fase da campanha de vacinação.

Com o avanço na vacinação na última semana, o público-alvo no município já está na faixa etária de 64 a 60 anos, o que demonstra a celeridade e o comprometimento com as quais as equipes de vacinação têm imunizado a população prioritária. Das 2888 doses recebidas até o momento, foram aplicadas 2875 doses, sendo que 99,5% deste percentual foram para a aplicação da primeira dose nos pacientes prioritários e profissionais de saúde.

Também já foram iniciadas a aplicação das segundas doses nos grupos que se encontram no prazo para a imunização completa, totalizando 43,1% das doses destinadas para a segunda aplicação do imunizante. Nesta última etapa realizada, foram incluídos os pacientes que realizam hemodiálise. O município informa que pacientes nesta condição, a partir de 18 anos, podem procurar a sala de vacinas para a realização do cadastramento e consequente vacinação.

Para o prefeito Marcone Amaral, “Hoje, no dia internacional da Saúde, só temos a agradecer a dedicação, resiliência e o respeito com os quais os nossos profissionais tem se dedicado a esta campanha. Este resultado é fruto de uma equipe unida e focada na proteção à nossa população e o nosso trabalho continua para ampliarmos a vacinação nos demais grupos”, declarou.

Leia mais...

PANDEMIA PODE PERMANECER EM NÍVEIS CRÍTICOS EM ABRIL, ALERTA FIOCRUZ

O mais novo Boletim Extraordinário do Observatório Covid-19 Fiocruz alerta que a pandemia pode permanecer em níveis críticos ao longo do mês de abril, prolongando a crise sanitária e colapso nos serviços e sistemas de saúde nos estados e capitais brasileiras. A análise mostra que o vírus Sars-CoV-2 e suas variantes permanecem em circulação intensa em todo o país. Além disso, a sobrecarga dos hospitais, observada pela ocupação de leitos de UTI, também se mantêm alta. O boletim é produzido pelo Observatório Covid-19: Informação para ação da Fiocruz.

“Ao longo da última Semana Epidemiológica 13, houve uma aceleração da transmissão de Covid-19 no Brasil. Devido ao acúmulo de casos, diversos deles graves, advindos da exposição ao vírus ainda no mês de março, o vírus permanece em circulação intensa em todo o país”, explicam os pesquisadores. Segundo os dados, foi observado ainda um novo aumento da taxa de letalidade, de 3,3 para 4,2%. Este indicador se encontrava em torno de 2,0% no final de 2020. Os pesquisadores do Boletim alertam que esse crescimento pode ser consequência da falta de capacidade de se diagnosticar, correta e oportunamente, os casos graves, somado à sobrecarga dos hospitais.

Com base neste cenário e a partir da premissa de que o “essencial é proteger à saúde e salvar vidas”, os pesquisadores do Observatório Covid-19 Fiocruz, responsáveis pelo estudo, defendem que é fundamental neste momento a adoção ou a continuidade de medidas urgentes, que envolvem a contenção das taxas de transmissão e crescimento de casos através de medidas bloqueio ou lockdown, seguidas das de mitigação, com o objetivo reduzir a velocidade da propagação. Tendo como referência a Carta dos Secretários Estaduais de Saúde à Nação Brasileira, publicada pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) em 1 de março de 2021, a análise aponta para a necessidade de maior rigor nas medidas de restrição das atividades não essenciais para todos estados, capitais e regiões de saúde que tenham uma taxa ocupação de leitos acima de 85% e tendência de elevação no número de casos e óbitos.

Para que se alcance os resultados esperados, o estudo destaca que essas medidas de bloqueio precisam ter pelo menos 14 dias de duração e, em algumas situações, mais tempo, dependendo da amplitude do rigor da aplicação. Na visão dos pesquisadores, é fundamental a adoção de medidas combinadas e complexas, assim como a coerência e a convergência dos poderes do Estado (Executivo, Legislativo e Judiciário), bem como dos diferentes níveis de governo (municipais, estaduais e federal), em favor destas medidas de bloqueio.

“Coerência e convergência são fundamentais neste momento de crise para que as medidas de bloqueio sejam efetivamente adotadas de forma a sair do estado de colapso de saúde e progredir para uma etapa de medidas de mitigação da pandemia, diminuindo o número de mortes, casos e taxas de transmissão e efetivamente salvando vidas”, afirmam.

Dentre as medidas de bloqueio propostas, estão a proibição de eventos presenciais, como shows, congressos, atividades religiosas, esportivas e correlatas em todo território nacional; a suspensão das atividades presenciais de todos os níveis da educação do país; o toque de recolher nacional a partir das 20h até as 6h da manhã e durante os finais de semana; o fechamento das praias e bares; a adoção de trabalho remoto sempre que possível, tanto no setor público quanto no privado; a instituição de barreiras sanitárias nacionais e internacionais, considerados o fechamento dos aeroportos e do transporte interestadual; a adoção de medidas para redução da superlotação nos transportes coletivos urbanos; a ampliação da testagem e acompanhamento dos testados, com isolamento dos casos suspeitos e monitoramento dos contatos.

Os resultados da investigação apontam ainda que é fundamental insistir nos esforços para o fortalecimento da rede de serviços de saúde, incluindo os diferentes níveis de atenção e de vigilância, com ampla testagem, compra e ampliação da produção de vacinas, e aceleração da vacinação. “É imprescindível ainda garantir condições para que a população possa se manter em casa protegida, limitando a circulação de pessoas nas cidades apenas para a execução de atividades verdadeiramente essenciais”, orientam os pesquisadores.

Leitos de UTI para Covid-19

Entre os dias 29 de março e 5 de abril de 2021, as taxas de ocupação de leitos de UTI Covid-19 para adultos no Sistema Único de Saúde (SUS) apresentaram reduções em Roraima (de 62% para 49%), Amapá (de 100% para 91%), Maranhão (de 88% para 80%), Paraíba (de 84% para 77%) e Rio Grande do Sul (de 95% para 90%).

Na direção oposta, destaca-se piora em Sergipe, com a taxa subindo de 86% para 95%. Exceto por essas mudanças, os dados obtidos em 5 de abril de 2021 ainda indicam relativa estabilidade do indicador, em níveis muito críticos, na maior parte dos estados e no Distrito Federal.

Leia mais...

MUNICÍPIO CONSIDERADO EXEMPLO POR BOLSONARO, CHAPECÓ TEM UTIS LOTADAS E MAIS MAIS ÓBITOS DO QUE A MÉDIA NACIONAL

Chapecó, em Santa Catarina, foi apontada pelo presidente Jair Bolsonaro como exemplo no combate à covid-19, no entanto, segundo dados do Ministério da Saúde, o município tem 100% das UTIs lotadas no SUS e rede privada.

O município acumula ainda mais mortes por 100 mil habitantes do que o País e Santa Catarina. A cidade enfrentou colapso de saúde em fevereiro, precisou transferir pacientes, adotar restrições de circulação e ampliar o número de leitos. Chapecó tem 537 mortos pela pandemia, sendo que mais de 410 foram registrados neste ano.

De acordo com o Estadão, Bolsonaro disse nesta segunda-feira, 5, que visitará a cidade que fez um “trabalho excepcional” contra a pandemia e deu “liberdade” a médicos para prescreverem o “tratamento precoce”, ou seja, medicamentos sem eficácia para a covid-19, como a hidroxicloroquina. Mais cedo, o presidente compartilhou vídeo em que o prefeito da cidade, João Rodrigues (PSD), celebra a queda de internações e a desativação de uma unidade de terapia semi-intensiva.

Ainda de acordo com o Estadão, apesar do entusiasmo do presidente, Chapecó apresenta taxa de 243 mortos para cada 100 mil habitantes, superior à média nacional (157,7 vítimas) e de Santa Catarina (158). Há ainda 193 pessoas internadas na cidade, número superior ao de 20 de fevereiro (183 internados), quando a cidade estava em colapso. O prefeito João Rodrigues disse ao Estadão que a doença está controlada na cidade. Ele atribui a queda de casos à testagem e tratamento rápido. “Está 100% controlada. O que tem são as UTIs lotadas”, afirma Rodrigues, que alega que a ocupação de leitos na região segue altíssima por causa de pacientes de fora da cidade.

Leia mais...

GOVERNO DA BAHIA VOLTA A DECLARAR ESTADO DE CALAMIDADE

O Governo do Estado da Bahia publicará na edição do Diário Oficial do Estado desta terça-feira (6) um novo decreto declarando estado de calamidade pública em todo o território em virtude da pandemia da Covid-19.

Este é o terceiro decreto do tipo publicado pelo governo baiano para fins de prevenção e enfrentamento ao novo coronavírus. A medida autoriza a mobilização de todos os órgãos estaduais, no âmbito das suas competências.

A publicação do decreto segue normativa do Ministério do Desenvolvimento Regional e viabiliza a liberação de recursos por parte do Governo Federal para que sejam aplicados nas medidas de prevenção, controle, contenção de riscos, danos e agravos à saúde pública, a fim de evitar a disseminação da doença.

Leia mais...

“A EMOÇÃO É TAMANHO G”, DIZ FÁBIO VILAS-BOAS AO SER VACINADO CONTRA A COVID-19

O secretário de Saúde do estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, recebeu nesta segunda-feira (5) a primeira dose da vacina contra a Covid-19. A informação foi divulgada com bastante alegria pelo secretário, em suas redes sociais.

Ele que também é médico, completou 54 anos no mês passado e recebeu a primeira dose em um posto de drive-thru na capital baiana. Fábio chegou a contrair o vírus e precisou ser até intubado na UTI de um hospital particular de Salvador.

Em suas redes sociais, Fábio comemorou a dose e chamou de ‘dia da esperança’. “Dia da esperança por aqui! Hoje me junto aos mais de 1,7 milhão de baianos que já tomaram a primeira dose da vacina contra a Covid-19. A emoção é tamanho G”, publicou o secretário.

Leia mais...

ITABUNA DÁ PROSSEGUIMENTO A VACINAÇÃO DE IDOSOS ENTRE 60 E 69 ANOS, BOMBEIROS E POLICIAIS

A Rede de Frio da Secretaria de Saúde de Itabuna dá prosseguimento a vacinação de idosos com idade entre 60 e 69 anos nessa segunda-feira, dia 5, a partir das 11 horas. A coordenadora da Rede Frio, Camila Brito, informa que a imunização seguirá até zerar o estoque, tendo em vista que o município recebeu uma pequena quantidade de vacinas destinadas a esse público.

“Mesmo Itabuna sendo a quarta maior cidade da Bahia, o município recebeu apenas 2.340 doses. Na semana passada recebemos 5.710 doses e não foi suficiente. Diante da grande demanda, foi necessário fazer um pré-agendamento daqueles que ficaram na fila e não conseguiram atendimento”, explica Camila Brito.

Hoje, para a unidade de saúde do bairro São Caetano, por exemplo, foram destinadas 200 doses. No Califórnia 150 doses, para o Centro de Saúde José Maria de Magalhães Neto (antigo Sesp) 150 doses e Jardim Primavera 130 doses. “Estamos aguardando uma nova remessa de vacinas, mas não sabemos o dia que chegará”, informa.

POLICIAIS E BOMBEIROS

Também nessa segunda-feira, a partir das 14 horas, serão vacinados os profissionais de salvamento que possuem mais de 50 anos e os agentes de trânsito do município. A imunização ocorrerá na Rede Frio que funciona no Centro de Saúde José Maria de Magalhães Neto (antigo Sesp).

Já na terça-feira, dia 6, na sede do 4º Grupamento de Bombeiros Militar, terá continuidade à vacinação dos policiais militares que estão na ativa, são lotados no 15º BPM e possuem mais de 50 anos, além dos bombeiros militares e Policiais Civis de Itabuna.

Leia mais...

MORRE AOS 84 ANOS O CANTOR AGNALDO TIMÓTEO

O cantor Agnaldo Timóteo morreu neste sábado (23) vítima da Covid-19. Com 84 anos, o cantor permaneceu 21 dias internado na UTI do Hospital Casa São Bernado, no Rio de Janeiro.

Internado desde o dia 17 de março, Agnaldo já tinha recebido a primeira dose da vacina contra o vírus, onde acabou contraindo entre o intervalo das doses. No último dia 27 ele precisou ser intubado na unidade hospitalar.

O cantor iniciou a carreira na década de 1960 e se consolidou com canções românticas. Na política, teve mandatos como deputado federal e vereador em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Com informações do G1.

Leia mais...

FALTA DE OXIGÊNIO PODE ATINGIR 625 MUNICÍPIOS E DO “KIT INTUBAÇÃO” CHEGA A 1.141

O risco de falta de oxigênio e dos medicamentos do “kit intubação” atinge pelo menos 625 e 1.141 Municípios do país, respectivamente. Os dados constam da segunda edição da pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) para compreender os desafios enfrentados pelos Entes locais no enfrentamento da pandemia da Covid-19. As perguntas foram aplicadas junto aos prefeitos entre os dias 29 e 31 de março.

 

Ao todo, participaram desta edição da pesquisa 2.553 Municípios, 45,9% do total. A CNM obteve respostas de Municípios de todas as Unidades da Federação. Dessa forma, os resultados apresentados podem se constituir em um bom cenário da situação vivenciada em todas as regiões do país. Para esta edição, foram escolhidos temas que estavam em evidência nesta semana: i. falta de oxigênio nas unidades de saúde; ii. insumos farmacológicos que compõem o “kit intubação”; iii. medidas de restrição que estão sendo adotadas nos Municípios e; iv recebimento de vacinas.

 

Sobre a distribuição de vacinas, quase a totalidade dos Municípios (98%) recebeu nesta semana vacinas contra a Covid-19, demonstrando que o imunizante está chegando aos Municípios. As remessas ocorreram duas vezes para 68,4% dos Municípios e 24,4% receberam uma vez nesta semana.

 

Fechamento de atividades não essenciais chega a 37,1%

 

Os resultados desta semana indicam que 37,1% dos Municípios pesquisados estão realizando lockdown, considerado na pesquisa como o fechamento total das atividades não essenciais, para conter a propagação da Covid-19. Já 61,9% afirmaram que não tomaram essa atitude nesta semana. No entanto, quando perguntados sobre a restrição da circulação de pessoas à noite, o percentual de Municípios que adotou essa medida sobe para 82,2%, e somente 17,5% declararam não adotar.

 

A pesquisa também mostra que 88% dos Municípios estão adotando restrições das atividades aos finais de semana, e somente 11,8% não. A medida de antecipação de feriados nesta semana foi adotada por 15,3% dos Municípios pesquisados. Quanto às aulas presenciais, 89,4% dos Municípios estão com elas paralisadas, e somente em 9,9% ainda estão ocorrendo nesta semana.

 

Comparativo

 

A partir desta edição, a CNM também avaliou as respostas das questões que se repetiram no mesmo grupo de Municípios respondentes a fim de obter uma análise comparativa da evolução destas questões ao longo das semanas. Pôde-se observar que o percentual de Municípios com medidas de restrição se manteve nos mesmos patamares nos dois períodos pesquisados.

 

Além disso, o percentual de Municípios com risco para falta de oxigênio e dos medicamentos do “kit intubação” teve queda pouco expressiva, apontando que o problema continua sendo uma grande preocupação dos Entes locais.

 

Observatório CNM Covid-19

 

A pesquisa é uma das ações do Observatório da Covid-19 nos Municípios do Brasil, lançado pela CNM na semana passada com o objetivo de trazer orientações e conhecer o panorama local no enfrentamento da pandemia. A página traz informes diários com as informações mais importantes aos Municípios, além de materiais técnicos para apoiar os gestores neste momento.

Veja a pesquisa completa AQUI
Leia mais...

SENADOR OTTO ALENCAR PEDE QUEBRA DE PATENTE DO MEDICAMENTO REMDESIVIR, USADO NO COMBATE À COVID-19

O senador Otto Alencar (PSD-BA) protocolou um projeto de lei para quebrar a patente do antiviral Remdesivir, usado em combate à Covid-19. Segundo Otto, a farmacêutica Gilead, responsável pelo medicamento, autorizou a quebra para outros países e não incluiu o Brasil.

Atualmente, o remédio é importado por R$ 19 mil a unidade, com a quebra da patente esse valor pode chegar a custar R$ 5 mil, o que vai permitir a compra por estados e municípios, segundo Otto.

A medição, que é usada desde o ano passado nos Estados Unidos, também vem sendo aplicada no estado da Bahia e apresentando ótimos resultados. “Em meu estado, por exemplo, o medicamento vem apresentando ótimos resultados e principalmente em casos mais graves da doença”, pontuou o senador.

Leia mais...

SUPREMO DESIGNA AUDIÊNCIA DE CONCILIAÇÃO PARA DISCUTIR HABILITAÇÃO DE LEITOS DE UTI NA BAHIA E EM QUATRO ESTADOS

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal – STF, marcou audiência de conciliação para o dia 8 de abril, quinta-feira, às 15h, a ser realizada por videoconferência, sobre cinco ações que tratam da habilitação de novos leitos de UTI nos Estados do Maranhão, de São Paulo, da Bahia, do Piauí e do Rio Grande do Sul junto ao Ministério da Saúde, para o enfrentamento da Covid-19.

Em março deste ano, a ministra determinou à União que analisasse, imediatamente, os pedidos de habilitação e restabelecesse, nesses estados, de forma imediata e proporcional às outras unidades federativas, os leitos de UTI destinados ao tratamento da doença custeados pelo Ministério da Saúde até dezembro de 2020, mas reduzidos em janeiro e fevereiro deste ano.

De acordo com a relatora, as partes se manifestaram favoravelmente à audiência de conciliação, nos termos do artigo 334 do Código de Processo Civil (CPC). A audiência será conduzida pelo juiz federal Mateus de Freitas Cavalcanti Costa, convocado para atuar em auxílio no gabinete da ministra.

Leia mais...

DEAM E DELTUR DE PORTO SEGURO ESTÃO COM NOVE SERVIDORES INFECTADOS PELA COVID-19

O Sindicato dos Policiais Civis do Estado da Bahia – SINDPOC, denuncia que as Delegacias Especializadas de Porto Seguro estão com surto de Covid-19. O complexo que comporta a Delegacia Especial da Mulher e a Delegacia de Turismo ficam em um mesmo prédio, havendo 9 pessoas infectadas, dentre elas 4 policiais civis.

A entidade solicita providências quanto a sanitização das unidades, distribuição de Equipamentos de Proteção Individuais (EPIs) e revezamento dos servidores para atender apenas casos mais graves. O sindicato também reforça que os policiais estão atuando na linha de frente da Covid-19, realizando operações, além da rotina diária das delegacias.

O SINDPOC alerta que já são mais de dois mil policiais infectados pela Covid-19 na Bahia, sendo 22 óbitos.

Leia mais...

BRASIL PERDEU 300 MIL PESSOAS PARA COVID-19

Infelizmente o país registrou uma marca assustadora em decorrência da pandemia do novo coronavírus. Nesta terça-feira (24), o Brasil somou 300 mil óbitos por Covid-19 desde o início da pandemia.

Com um cenário de colapso em diversos estados, ausência de um plano claro da vacinação, 300.015 brasileiros já perderam suas vidas e 12.183.338 foram contaminados pelo vírus. O Brasil é, desde o dia 5 de março, o país com maior número de mortes diárias pela Covid-19.

Leia mais...

ITABUNA: PREFEITURA CADASTRA IDOSOS ACAMADOS PARA SEREM VACINADOS EM RESIDÊNCIA

O Departamento de Atenção Básica da Prefeitura de Itabuna está cadastrando os idosos acamados ou com dificuldades de locomoção para que tomem a vacina contra a Covid-19 em suas residências. O cadastramento deve ser feito nas Unidades Básicas de Saúde por um responsável ou cuidador do idoso.

Segundo informou a enfermeira Alessandra Lopes, supervisora do Departamento, apenas quatro das 33 UBS enviaram as listas com os endereços dos idosos. “Quanto antes tivermos com essa relação de pessoas acamadas, mais rápida será a visita dos profissionais para aplicar a imunização contra a Covid-19”, disse.

Leia mais...