Ieprol – Matrículas Abertas – Desktop Mobile
Navegação na tag

Cultura

CANTORA LAÍSA EÇA FALA SOBRE LANÇAMENTO DO SEU PRIMEIRO VIDEOCLIPE EM CARREIRA SOLO

A cantora Laísa Eça participou do programa Café iPolítica na Boa FM no último sábado, 04/05, em flash ao vivo direto do Boteco Gaúcho, e falou sobre o lançamento do seu primeiro videoclipe, seguindo em carreira solo. A canção “Salto ao Pôr do Sol” foi a escolhida para a primeira produção audiovisual da cantora.

Fazendo parte do EP “Pele Crua”, Laísa disse que a repercussão do seu trabalho tem sido muito positiva nas redes sociais, especialmente após um show de lançamento em praça pública na cidade de Ipiaú, cenário do videoclipe, disponível principalmente no You Tube.

Falou ainda do que a inspira em suas canções que carregam consigo elementos da música popular brasileira, do pop / rock nacional, de pegadas de ritmos eminentemente baianos, como o toque ijexá, misturados às letras que se confundem entre música e poesia, tornando-se mais uma legítima representante do que pode ser reconhecida como novíssima música baiana (NMB).

Eric Thadeu, Laísa Eça e Érika Cotrim

Num videoclipe que mostra o cotidiano e a vida do povoo ipiauense, Eça conseguiu manifestar um trabalho de uma identidade cultural única e bastante próximo daquilo que se propôs.

O EP “Pele Crua”, disponível no Spotify, além de trazer a música considerada carro-chefe do seu trabalho (“Salto ao Pôr do Sol), traz ainda a música homônima que dá nome ao álbum. E também as canções “Andor”, “Viva” e “Agora”.

Os contatos para shows podem ser feitos pelo telefone (73) 9 9165 9542 ou ainda pelo e-mail [email protected]. No Instagram, a cantora reúne seus fãs, amigos e admiradores no perfil @essalaisa.

O programa Café iPolítica na Boa FM vai ao ar todos os sábados, das 8h às 10h. O apoio é do Boteco Gaúcho.

 
Leia mais...

ITABUNA: PRESIDENTE DA FICC COMENTA CALENDÁRIO CULTURAL DO MUNICÍPIO

A Prefeitura de Itabuna, através da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania – FICC, divulgou na última semana, o calendário cultural para 2024. Vários eventos como a Lavagem do Beco do Fuxico, Itapedro, Festival Multiarte Firmino Rocha, Feira Literária de Itabuna – Felita, dentre outros foram anunciados.

Neste sábado, 20, O iPolítica conversou com o Presidente da Fundação, Aldo Rebouças sobre as novidades do calendário. Acompanhe.

Leia mais...

FLIPELÔ 2023 COMEÇA NESTA QUARTA-FEIRA NO LARGO DO PELOURINHO

Começa nesta quarta-feira, a partir das 18h, no Largo do Pelourinho, a 7ª Edição da Festa Literária Internacional do Pelourinho – FLIPELÔ. Com a pintura ao vivo do lettering tridimensional da #FLIPELÔ, o grafiteiro e artista visual Marcos Costa, do Spray Cabuloso, dá início à festa que até domingo irá movimentar o Centro Histórico de Salvador e em especial o Pelourinho.

Logo após, às 19h, o Largo do Pelourinho será tomado pelo som ancestral da Orquestra Afrosinfônica, comandada pelo maestro Ubiratan Marques, e pela voz de Danilo Caymmi. O concerto, com arranjos especialmente compostos para o espetáculo inédito, será um tributo à Mãe Stella de Oxóssi, a homenageada na edição 2023 da Flipelô.

“O concerto foi todo construído e pensado nela e em toda a ancestralidade da música africana, a mãe de toda a música brasileira”, afirma o maestro Ubiratan Marques. “Vamos abrir com um xirê para Mãe Stella. Depois vamos passear por um repertório com canções de Tom Jobim, Dorival Caymmi e outros músicos brasileiros, fazendo a ligação com as obras de Jorge Amado e com Mãe Stella. Isso tudo está realizado. É tudo ancestral”, pontua Ubiratan.

Quanto ao convite a Danilo Caymmi, o maestro ressalta que este encontro era um desejo antigo. “A Orquestra Afrosinfônica tem como missão cuidar da música afro-brasileira. Danilo carrega uma história, e é membro de uma família que inspira a todos a nós. Sempre queria esse encontro e agora temos a chance de realiza-lo na abertura da FLIPELÔ 2023. Será um encontro muito representativo. É uma soma”, diz entusiasmado.

Leia mais...

ITABUNA: ADVOGADA LARISSA MOITINHO COTADA PARA O CENTRO DE CULTURA ADONIAS FILHO

A advogada Larissa Moitinho está cotada para assumir a coordenação do Centro de Cultura Adonias Filho – CCAF em Itabuna, equipamento estadual vinculado à Secult-BA.

Segundo informações, o cargo é da cota do Deputado Estadual Rosemberg Pinto (PT), e a ponte para ascensão de Larissa ao cargo, comenta-se que teria sido uma indicação do atual Secretário de Governo do Município de Itabuna, Rosivaldo Pinheiro.

O iPolítica tentou contato com os envolvidos mas até o momento não obteve retorno.

  Leia mais...

AGENDA CULTURAL: CONFIRA O QUE VAI ROLAR DE PROGRAMAÇÃO PARA ESTE FINAL DE SEMANA EM ITABUNA E REGIÃO 

O final de semana chegou e junto com ele o momento de lazer e descanso. Os dias do final de semana são aqueles que costumamos fazer um programa diferente e tentar aproveitar da melhor forma o tempo free. Pensando nisso, o iPolítica resolveu trazer algumas opções de entretenimento que estarão acontecendo em Itabuna e na região. 

Confira a programação deste final de semana para curtir os seus dias de folga:

Sexta-feira (20):

Happy Hour da Bull Beef com Chopp Dobrado 

Local: Rua Sergipe – Jardim Vitória – Itabuna 

Horário: 18h às 21h.

Eleito o melhor burger do nordeste, a Bull Beef tem opções de deliciosos hambúrgueres na parrilla, cerveja gelada, drinks e uma boa música ao vivo. 

Música Ao Vivo no Mirante Lounge Bar 

Local: Rua Santo André – Conceição – Itabuna 

Horário: A partir das 19h 

O pagode da sexta é por conta da banda Pagodinho com Dedê e os parças. Afinal, nada melhor do que aproveitar o final do expediente para curtir um som na companhia de gente bonita em lugar agradável.

Festa Cultural de São Sebastião

Local: Praça Humberto Badaró – Itajuípe 

Horário: A partir das 21h 

Com o tema Fé, Cultura e Tradição, a festa será realizada nos dias 20 e 21 de janeiro, no Bairro da Pitangueira. A edição deste ano acontece com a presença de bandas locais, como Sistema 234, Di Mala i Cuia, Ki Absurdo e Di Rolezinho, além das bandas regionais Sinho Ferrary e Otávio Mateus.

Sexta do Rock no Carpe Diem

Local: Rua Barão do Rio Branco – Alto Maron – Itabuna

Horário: A partir das 21h 

Programação especial para os amantes do rock. A banda Mariah Basul se apresenta no espaço mais charmoso da cidade, o Carpe Diem. As múscias da Mariah são uma mistura da música sulbaiana, black music, samba rock e reggae. Muita autenticidade! 

Projeto “Super Férias” do Shopping Jequitibá 

Na sexta e no sábado, as oficinas acontecem das 15 às 19 horas e no domingo das 13 às 16:30 horas, no piso superior do Shopping Jequitibá.

As atividades, coordenadas pela Turma da Casa do Japonês, terão oficinas gratuitas de jardinagem e plantio de mudas, num clima lúdico e divertido.

Sábado (21)

Ciranda Ilhéus na Praça 

Local: Praça Dr. Antônio Vianna – Ilhéus

Horário: A partir das 17h 

O movimento cultural Ciranda Ilhéus na Praça reúne gastronomia, cultura e muita diversão. Com expositores e produtores de Ilhéus e região Sul da Bahia, a feira valoriza a economia criativa da cidade e seus produtores locais. O evento oferece três áreas: uma de shows e apresentações, outra para os produtores dos mais variados artigos, e por fim, a área de barracas para comidas, food trucks, pães e cervejas artesanais.

Balada do Casarão Cola na Manu 

Local: Avenida JS Pinheiro – Itabuna 

Horário: A partir das 22h 

As bandas Olha o Balanço e Nova Proposta prometem esquentar tudo no Casarão Cola Na Manu. Ambiente totalmente coberto, climatizado, com muito conforto e qualidade.

Domingo (22)

Para o domigão que tal uma programação mais leve? Talvez seja uma boa opção tirar o dia para curtir um cineminha. O cinema do Shopping Jequitibá está em cartaz com diversos filmes renomados nacionalmente. Confira o que é sucesso nas telas do cinema:

Avatar: O Caminho da Água 

Horários: 13h10; 17h; 19h30 e 21h 

Gato de Botas 2: O Último Pedido

Horários: 12h35; 15h; 17h30; 20h

Alerta Máximo

Horários: 22h20

Leia mais...

ITACARÉ REALIZA TERCEIRA EDIÇÃO DO FESTIVAL DE CULTURA QUILOMBOLA

Durante quatro dias a cidade de Itacaré foi palco da terceira edição do Festival de Cultura Quilombola, um evento realizado pelo Conselho Quilombola Municipal e apoiado pela Prefeitura de Itacaré.

O objetivo do evento é promover e divulgar a cultura quilombola no município, dando visibilidade e reconhecimento aos povos tradicionais, além de manter viva a tradição dessas comunidades tão importantes na construção do país.

O Festival contou com uma programação recheada de tradição; com discussões, apresentações culturais, música, oficinas e o lindo desfile da beleza quilombola.

A abertura do evento aconteceu na última quinta-feira (17), com as apresentações do Samba Duro, Bicho Caçador e um grande show do Músico Zalela, que agitou a galera na Praça São Miguel.

O segundo dia foi voltado para as discussões, debates, palestras e rodas de conversa, que abordaram temas como: Saúde, educação e preservação da cultura quilombola na atualidade, momentos que levaram o público à reflexão sobre os povos tradicionais.

O terceiro dia contou com oficinas e cozinha show com apresentação de pratos da culinária quilombola. Durante à noite, teve música com o cantor Marcelinho do Samba. Já no domingo (20), que também se comemorou o dia da Consciência Negra, os festejos foram fechados com chave de ouro, teve os pratos típicos; Caruru e Sarapatel, e música com a Banda Brilho Negro. Mas não parou por aí, para abrilhantar ainda mais o evento, aconteceu o desfile da beleza negra quilombola e um grande show da banda ilheense, Orquestra Gongombira.

O Prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, declarou que o evento foi espetacular. Segundo o gestor, apoiar os povos tradicionais é uma alegria e faz bem para o município valorizar seus povos originais. “Os povos quilombolas podem sempre contar com o apoio da nossa gestão, e em 2023 vamos realizar algo ainda maior, se esse ano foi bom, o próximo será muito melhor “, ressaltou o prefeito.

Além da prefeitura de Itacaré, o 3º Festival de Cultura Quilombola de Itacaré, também teve o apoio do Centro Público de Economia Solidária (Cesol), da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Asperi, Associação Tribo do Porto, entre outros importantes parceiros

Leia mais...

UFMG DIPLOMA 15 NOVOS DOUTORES POR “NOTÓRIO SABER”

Pioneira entre as universidades federais, a UFMG entregou títulos de Doutor por Notório Saber a 15 artistas e mestres de saberes populares e tradicionais de Minas Gerais e da Bahia. Cerimônia na noite desta segunda-feira, 17, no campus Pampulha, reuniu membros da comunidade acadêmica e de grupos quilombolas e indígenas, que celebraram a ocasião com cânticos rituais.

“Hoje reconhecemos e legitimamos formalmente, por meio de um título acadêmico, a entrada na UFMG de outras epistemes e formas de pensamento, filosofias, práticas e valores. Essa medida decorre da compreensão de que compartilhar saberes plurais que induzem a políticas inclusivas é também uma função da universidade pública”, afirmou a reitora Sandra Goulart Almeida. Ela lembrou que os titulados têm relação antiga com a UFMG e relatou que o processo que culminou na entrega dos diplomas teve início em 2014 e passou por diversas etapas, da produção de memoriais à aprovação unânime do Conselho Universitário.

A cerimônia abriu a programação do evento Encontro com mestras, mestres e artistas do Notório Saber, organizado pela Pró-reitoria de Cultura e pela Formação Transversal Saberes Tradicionais, que integra a Semana do Conhecimento UFMG, realizada nesta semana.

Sueli Maxacali, uma das novas doutoras, disse que o reconhecimento da UFMG “abre novos caminhos para todos nós, mestras e mestres, e faz nossas culturas ainda mais fortes. É preciso manter a luta dos mestres viva para os nossos povos”.

A cerimônia teve a presença do professor José Jorge de Carvalho, da Universidade de Brasília, que concebeu o Encontro de Saberes, em 2010. O encontro foi realizado por quatro anos na UnB e, em 2014, chegou à UFMG. “Este é um evento histórico, sem precedentes, e certamente será inspiração para outras instituições brasileiras”, disse. “Trata-se de uma mudança de paradigma. Esses mestres já interagem com a academia, mas agora ganham legitimidade em outro nível, cerimonial.”

Foram diplomados o Cacique Nailton Muniz Pataxó; o líder indígena xacriabá Valdemar Ferreira dos Santos; Mestra Mayá, da Terra Indígena Caramuru Paraguassu, na Bahia; José Bonifácio da Luz (Bengala), líder quilombola da comunidade dos Arturos, em Contagem; Mameto Kitaloyá, liderança do terreiro Nzo Atim Kitalodé, em Belo Horizonte; Dirceu Pereira Sérgio, capitão regente e presidente da Irmandade de Nossa Senhora do Rosário de Justinópolis, em Ribeirão das Neves; Joelson Ferreira dos Santos, líder da Teia dos Povos e do Assentamento Terra Vista em Arataca, na Bahia; Mestra Japira, pajé da aldeia Novos Guerreiros, na Bahia, e zeladora dos saberes Pataxó; Edson Moreira da Silva (Primo), mestre de capoeira; Cacique Babau, liderança da aldeia Serra do Padeiro, no sul da Bahia; Isael Maxakali, líder do povo Tikmũ’ũn (Maxakali); Sueli Maxakali, líder do povo Tikmũ’ũn; Gil Amâncio, ator, dançarino e músico; Maurício Tizumba, ator, compositor e multi-instrumentista, e Ricardo Aleixo, artista intermídia e pesquisador de literaturas, outras artes e mídias.

Políticas respeitosas e de impacto social “Uma universidade inclusiva é regularmente confrontada com outras realidades. Novas perguntas são formuladas, velhas estruturas são questionadas. A presença múltipla favorece a ampliação dos modos de perceber e questionar a sociedade, a ciência e a própria lógica da produção de conhecimento”, disse Sandra Goulart Almeida. “E a mudança de percepção favorece a indução de políticas respeitosas e de amplo impacto social.”

A reitora da UFMG mencionou os ataques que as universidades têm sofrido, de natureza material e simbólica, para reforçar que a instituição tem o compromisso de atender os interesses e demandas de toda a sociedade, “e especialmente dos que mais necessitam”. Ela lembrou também que a UFMG comemora, em 2022, 95 anos de “muita dedicação, resiliência e também rebeldia”.

Sandra exaltou os doutores por notório saber, “pessoas que dedicaram suas vidas à aquisição, constituição e transmissão de conhecimentos de relevância social e coletiva, inserindo uma necessária intervenção em nossos modos de pensar o conhecimento”. E reforçou a capacidade da UFMG de “se repensar e se reinventar a cada novo desafio, a cada novo obstáculo, a cada momento em que é necessário se modificar para se ajustar a uma visão de mundo que seja, de fato, transformadora”. Ela mencionou nomes de professores que trabalham há muito tempo pelo reconhecimento dos saberes tradicionais, como Leda Martins, Ana Gomes e César Guimarães

  Leia mais...

TEATRO POPULAR DE ILHÉUS E UESC ASSINAM ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA

No último dia 10 de outubro foi assinado o termo de Acordo de Cooperação Técnica firmado entre o grupo Teatro Popular de Ilhéus (TPI) e a Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) que tem como objetivo promover a cooperação científica, técnica, artística e cultural entre as partes contribuindo e ampliando as ações do Núcleo de Artes da UESC (NAU) e do Projeto Extensão Difusão da Astronomia no Sul da Bahia, além de propiciar atividades no âmbito da cultura com a comunidade acadêmica e regional por meio de ações de formação, mobilização e mediação com mútuo apoio institucional e a troca de informações e transferência de conhecimentos científicos, técnicos, artísticos e culturais.

Atualmente, o TPI é mantido pelo programa de Ações Continuadas de Instituições Culturais – uma iniciativa da Secretaria de Cultura da Bahia com recursos do Fundo de Cultura do Estado da Bahia, com o intuito de viabilizar projeto do coletivo teatral junto ao Fundo de Cultura que prevê a realização de apresentações, debates, cursos, mediação de público e a montagem de um espetáculo por ano. A partir da realização da parceria com a UESC as referidas atividades estabelecidas por este convênio com a Secretaria de Cultura da Bahia serão realizadas em conjunto e por meio de ações vinculadas ao Núcleo de Artes da UESC e ao Observatório Astronômico da UESC, que integram as metas do plano de trabalho proposto no referido Termo de Cooperação Técnica.

O Teatro Popular de Ilhéus (TPI) é uma instituição cultural independente fundada em 1995 pelo ator, dramaturgo e diretor teatral Équio Reis e durante os últimos 27 anos realizou dezenas de montagens e intervenções artísticas em diversas comunidades e cidades no Brasil. Desde sua fundação, o Teatro Popular de Ilhéus tem buscado alternativas para a construção de sua sede própria. Entre 2013 e 2021 o grupo teve como sede a Tenda Teatro Popular de Ilhéus, um circo montado na Avenida Soares Lopes. Com a queda da Tenda após uma tempestade pluvial, a instituição recebeu em doação um terreno no bairro do Pontal onde funcionava o antigo Clube Social do Pontal.

Enquanto o projeto e obras para a instalação da nova casa teatral estão em andamento, o grupo necessita dar continuidade às suas atividades, agora abrigado na instituição universitária estadual. Difusor da arte, cultura e cidadania o TPI é também importante vetor na geração de renda e recursos para a economia criativa contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico da sociedade. Para tanto, a cooperação entre UESC e TPI é fundamental para a manutenção de um trabalho que tem reverberado positivamente o teatro da região para o Brasil e o mundo.

Leia mais...

ACADEMIA DE LETRAS DE ITABUNA LANÇA SEU PRIMEIRO CONCURSO LITERÁRIO

A  Academia de Letras de Itabuna lança seu Primeiro Concurso Literário cujo tema é “O Rio Cachoeira” e contemplará estudantes instituições universitárias da Região Sul da Bahia, do particular entorno da Região Cacaueira

Os participantes devem enviar textos no gênero crônica literária. O concurso tem como objetivos incentivar a criação literária e a revelação de novos talentos no campo da literatura, despertar para uma realidade crucial dessa região, especificamente da cidade de Itabuna e seu entorno, considerando circunstâncias geográficas, histórico-sociais e humanas e suscitar o interesse e providências devidas por parte de órgãos públicos, de natureza científica e da população em geral, itabunenses e de municípios adjacentes, quanto ao relevante tema proposto.

A crônica deverá ser redigida em prosa, obedecendo às normas da escrita padrão em Língua Portuguesa e em, no máximo, duas laudas e cada candidato só poderá concorrer com um único texto. A crônica deve ter uma só autoria, devidamente identificada, conforme moldes discriminados no regulamento do concurso.

As inscrições acontecerão entre 05 de outubro a 30 de novembro. Em se tratando da premiação, o primeiro lugar receberá o valor em dinheiro de R$3.000,00 além de Diploma e publicação na revista Guriatã, periódico da ALITA. Ao segundo lugar, será concedido valor em dinheiro, de R$2.000,00, além de menção honrosa e publicação na revista Guriatã, periódico da ALITA. Ao terceiro lugar, será concedido valor em dinheiro de R$1.000,00, como também menção honrosa e publicação na revista Guriatã, periódico da ALITA.

De acordo com uma das organizadoras do concurso a escritora Margarida Fahel “A escolha do tema atende a importante e urgente necessidade da cidade de Itabuna, assim como de todo o seu entorno. A situação de nosso rio, hoje apenas triste lembrança do que foi em outras épocas, belo e caudaloso, local de pescarias e praias arenosas, hoje reduto de perigo e graves riscos à saúde pública.”

O Edital com o regulamento encontra-se no site da ALITA na página Notícias. Para mais informações acesse: https://academiadeletrasdeitabuna.com.br/

Leia mais...

IBICARAÍ: ALUNOS DA ESCOLA CORACI ALLY PARTICIPAM DE SESSÃO DE CINEMA

A Secretaria de Educação de Ibicaraí está promovendo diversas ações alusivas à Semana da Criança com as escolas da rede pública municipal. A Escola Coraci Magalhães Ally realizou para seus alunos uma tarde de cinema no Cine Smart de Ibicaraí. A ação aconteceu na tarde de sexta-feira, dia 7 de outubro. Na oportunidade eles assistiram o desenho animado Ainbo, a Guerreira da Amazônia.

Na segunda-feira, dia 10, acontecerá no Coraci Ally uma gincana com todos os alunos do turno matutino. Na terça-feira (11), as comemorações continuam com o “Bloquinho na Rua”, onde os alunos irão circular em clima de festa pelas ruas do bairro. Na quinta (13) acontecerá o encerramento da Semana das Crianças com um bingo estudantil com os alunos dos períodos matutino e vespertino.

De acordo com a secretária municipal de Educação, Miriam Andrade, as comemorações alusivas à Semana da Criança têm acontecido durante essa e a próxima semana nas escolas e creches municipais com festinhas, brincadeiras, “bloquinho de rua”, bingo e tarde de cinema. “Cada escola faz a sua programação. No domingo o Social fará uma grande festa para a garotada e na quinta-feira, dia 13, nós faremos uma festinha com todas as crianças das creches no Ginásio de Esportes Nicécio Bráulio Dantas”, disse Miriam.

De acordo com professor e assessor especial da Educação, Harmensz Van Rin Morais de Assis, cada escola tem sua programação e algumas conseguiram ofertar uma tarde de cinema para os seus alunos. Para muitos garotos o mundo do cinema é uma novidade. É preciso nesse momento agradecer ao proprietário do Cine Smart Jackson Batista, que tem sido parceiro da Educação local”, disse Harmensz.

Leia mais...

ILHÉUS: CÂMARA APROVA PROJETO DE LEI PARA IMPLANTAÇÃO DA SEMANA MUNICIPAL DA CULTURA EVANGÉLICA

A iniciativa da criação deste Projeto de Lei partiu do vereador Alzimário Belmonte, o Gurita (PSD) e foi aprovada por no plenário da Câmara de Vereadores de Ilhéus. A Semana Municipal da Cultura Evangélica será comemorada na semana da bíblia que acontece sempre na segunda semana que antecede o segundo domingo do mês de dezembro.

O projeto entende como trabalho evangélico e manifestações artísticas a apresentação de coral com arranjos e hinos de louvor e adoração; peças de teatro de temas bíblicos; gincanas desportivas integrando os membros da igreja com a comunidade e feira de livros evangélicos.

De acordo com o propositor da Lei, a “Semana Municipal da Cultura Evangélica” destina-se ao congraçamento das igrejas evangélicas, independentemente da ordem denominacional protestante, sejam elas tradicionais luteranas, metodistas, batistas, presbiterianas, adventistas, pentecostais ou neopentecostais”, explicou Gurita.

Semana de valorização do patrimônio histórico e cultural

Outro projeto de Lei também do vereador Gurita (PSD) foi aprovado durante Sessão Ordinária que inclui a Semana de Valorização do Patrimônio Histórico e Cultural no calendário oficial de eventos e festas do município. A comemoração da data será realizada, anualmente, na semana que compreende o Dia Nacional do Patrimônio Histórico, em 17 de agosto. Os poderes executivo e legislativo em conjunto com o Conselho Municipal de Cultura, Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, poderão promover uma série de ações e atividades, juntamente com entidades ligadas ao setor e a sociedade civil, para debater a importância histórico-cultural dos Patrimônios Públicos.

Leia mais...

URUÇUCA PARTICIPA DA PRIMEIRA CAMINHADA DE POVOS DE TERREIRO

A caravana de Uruçuca participou da “Primeira Caminhada de Povos de Terreiro em Buerarema. Liderada pelo Pai de Santo Sidalosi de Onã, e acompanhada.pelo Coordenador de Cultura do município, Robenildo Bispo.

O movimento é considerado muito importante para fortalecer laços religiosos, e mostrar à sociedade os valores históricos e culturais que permeiam os terreiros de candomblé.

Para Sidalosi, o candomblé é uma cultura. “Deus é um só, Ele é o pai de nós todos. Os orixás são proteção, são luzes! O candomblé está de portas abertas para ajudar aos que chegam doentes, buscando socorro.” completou.

O respeito às religiões é essencial para garantir o direito ao culto religioso independente de crença. “A Prefeitura de Uruçuca, por meio da Diretoria de Cultura, está sempre sensível às demandas dos representantes de religiões de matriz africana.”, complementou a Diretora de Cultura de Uruçuca, Lívia Barbosa.

Leia mais...

BOLSONARO VETA LEI PAULO GUSTAVO, QUE DESTINAVA RECURSOS À CULTURA

O presidente da República, Jair Bolsonaro, vetou nesta quarta-feira (6) o Projeto de Lei Complementar (PLP) 73/2021, que repassaria R$ 3,86 bilhões do Fundo Nacional de Cultura (FNC) para fomento de atividades e produtos culturais em razão dos efeitos econômicos e sociais da pandemia de covid-19. O projeto foi batizado de Lei Paulo Gustavo, em homenagem ao ator e comediante que morreu em maio do ano passado, vítima da covid-19.

O veto ao projeto foi publicado no Diário Oficial da União. Entre os argumentos utilizados por Bolsonaro para vetar o repasse de recursos, está o de que a medida fere a Lei de Responsabilidade Fiscal, por criar uma despesa prevista no teto de gastos, mas sem a compensação, na forma de redução de despesa, para garantir o cumprimento desse limite.

“Ademais, ao adicionar uma exceção à meta de resultado primário, a proposição legislativa incorreria em compressão das despesas discricionárias que se encontram em níveis criticamente baixos e abrigam dotações orçamentárias necessárias à manutenção da administração pública e à execução de importantes políticas públicas, tais como aquelas relacionadas às áreas de saúde, educação e investimentos públicos, com enrijecimento do orçamento público, o que implicaria dano do ponto de vista fiscal”, diz o veto. (mais…)

Leia mais...

URUÇUCA: PREFEITURA PREPARA ENCONTRO DE POVOS DE TERREIRO

A Prefeitura de Uruçuca, por meio da Diretoria de Cultura, realizou uma reunião com lideranças e membros das religiões de matriz africana do município. A reunião ocorrei nas dependências do Centro de Cultura Dr. Ronaldo Vasconcelos Farias.

O objetivo da reunião foi dar início ao planejamento do Encontro de Povos de Terreiro, evento que visa a valorização da cultura afro presente em nosso município, além do fortalecimento dos terreiros de candomblé.

Leia mais...