Ieprol – Matrículas Abertas – Desktop Mobile
Navegação na tag

Defesa Civil

ITABUNA: DEFESA CIVIL EMITE ALERTA PARA A POPULAÇÃO RIBEIRINHA

A Defesa Civil de Itabuna utilizou as redes sociais para divulgar um novo alerta de aumento na vazão do Rio Cachoeira nas próximas horas. O alerta foi postado no perfil oficial da Defesa Civil no Instagram.

Pelo aviso, a previsão de chuvas para a madrugada deste sábado (27/01) para domingo (28/01), não se confirmou, sendo que a quantidade se apresentou menor do que o que se esperava.

As informações dão conta, por exemplo, que, nas últimas 12 horas choveu seis milímetros em Itabuna, 16 milímetros em Itapé e três milímetros em Pau Brasil. Itapetinga e Ilhéus não tiveram chuva durante a madrugada.

A preocupação maior, agora, é com um dos afluentes da bacia do Rio Cachoeira, o Rio Piabanha, a partir do bairro de Ferradas, onde o Cachoeira pode ter o seu nível médio elevado em até 1,5 metro, algo que pode representar o atingimento de elevação de até oito metros em Ferradas e de 5,5 no Centro da cidade.

Ontem, sábado, notícias davam conta que o nível do rio, no Centro, estava seis metros acima do normal. Em algum momento no início da noite, ruas e casas chegaram a ser invadidas pela água. 25 famílias, até o momento, estão desabrigadas, moradores de Ferradas, Rua de Palha e Bananeira.

E, no decorrer do dia, o iPolítica continuará fazendo a cobertura completa das fortes chuvas que caem na região que, segundo as previsões, devem perder força a partir desta segunda-feira, dia 29.

Leia mais...

ITABUNA: VOLUME DO RIO CACHOEIRA SOBE RAPIDAMENTE NA NOITE DESTE SÁBADO

Apesar de ter dado uma recuada muito leve no volume de água proveniente das chuvas que caem nas cidades da região desde o início da semana, no início da noite deste sábado, 27/01, o volume voltou a aumentar por volta das 19h30min e a água começou a invadir as áreas ribeirinhas em Itabuna.

Segundo Ricky Mascarenhas, diretor do Grupo iPolítica de Comunicação, que esteve no Bairro da Bananeira e na Rua do Prado (margem do rio ao lado do bairro da Conceição), a correnteza começou a invadir ruas e casas.

Nesta situação, a Defesa Civil já orienta aos moradores das áreas alagadas a deixarem os imóveis e se dirigirem para locais seguros (casas de parentes ou ainda acionar a própria Defesa Civil através do telefone 199, para que abrigos provisórios sejam providenciados pelo poder público municipal).

Em Ilhéus, o alerta da Defesa Civil dá conta do perigo de deslizamento de terra nos morros e encostas, especialmente entre 0h e 2h da madrugada de sábado para domingo.

Reconhecidas as áreas de perigo e de vulnerabilidade, essas devem ser abandonadas o mais rapidamente possível, na mesma perspectiva de que se busque abrigos seguros.

A previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) é o de que em Itabuna ainda ocorram pancadas de chuvas que poderão variar de 30 a 60 milímetros por hora ou de 50 a 100 milímetros nas próximas 24 horas. A mesma previsão se confirma para Ilhéus, Itapé e Itajú do Colônia, essas duas últimas cidades cortadas pelos rios Colônia e Salgado que, juntos, formam a bacia do Rio Cachoeira.

Leia mais...

ILHÉUS: DEFESA CIVIL EMITE ALERTA DE CHUVAS; PREVISÃO INDICA 85MM ATÉ TERÇA-FEIRA

A Defesa Civil de Ilhéus emitiu um alerta para o risco de chuvas intensas no município. De acordo com o comunicado, o acumulado de precipitações pode atingir 85 milímetros até a próxima terça-feira (7). Os dados são do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden).

A Prefeitura está orientando os moradores que se mantenham atentos, em suas residências, observando indícios como desagregação de solos em encostas, sinais sonoros, fissuras e rachaduras em imóveis.

De acordo com a Prefeitura, com o objetivo de minimizar os danos causados durante o período chuvoso, o Município tem atuado por meio de sistema de monitoramentos constantes, e tem feito um trabalho preventivo, por meio de vistorias, proteção provisória de taludes com lonas, entre outras ações.

Em caso de emergência, a população pode acionar a Defesa Civil, através do número: (73) 97400-7521 ou ligar para o Corpo de Bombeiros pela Central 193.

Leia mais...

ILHÉUS: DEFESA CIVIL EMITE ALERTA DE CHUVAS ATÉ SÁBADO; PREVISÃO APONTA 56 MILÍMETROS

A Defesa Civil de Ilhéus emitiu novo alerta de chuvas na cidade. Conforme comunicado emitido pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), o acumulado de precipitações pode atingir 56 milímetros até o próximo sábado (27).

A Prefeitura orienta que os moradores fiquem atentos aos riscos geológicos, observando indícios como desagregação de solos em encostas, sinais sonoros, fissuras e rachaduras em imóveis.

Em caso de emergência, a população pode acionar a Defesa Civil, através do número: (73) 97400-7521 ou ligar para o Corpo de Bombeiros pela Central 193.

Leia mais...

ILHÉUS: DEFESA CIVIL EMITE ALERTA DE CHUVAS ATÉ O DIA 28 COM PREVISÃO DE 84 MILÍMETROS

A Defesa Civil de Ilhéus emitiu alerta de chuvas na cidade. Conforme comunicado emitido pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), o acumulado de precipitações pode atingir 84 milímetros até a próxima terça-feira (28).

A Prefeitura orienta os moradores que se mantenham atentos, em suas residências, observando indícios como desagregação de solos em encostas, sinais sonoros, fissuras e rachaduras em imóveis.

Em caso de emergência, a população deve entrar em contato através do número: (73) 97400-3521 – Defesa Civil.

Leia mais...

ITABUNA: DIRETOR DA DEFESA CIVIL EXPLICA MOTIVO DAS INTENSAS CHUVAS E ALAGAMENTOS NO MUNICÍPIO

Nesta quarta-feira, 14, o Diretor da Defesa Civil de Itabuna, Kaique Brito, conversou em live com o iPolítica sobre a situação das chuvas no munícipio. Devido as fortes chuvas que aconteceram há algumas semana atrás, o rio Cachoeira transbordou e novamente muitas famílias tiveram suas casas atingidas pela água.

Segundo o diretor, o contexto socioambiental e socioeconômico da cidade de Itabuna é a principal causa dos acontecimentos. “Quando parte para a análise do munícipio de Itabuna e da área urbana em si fica complexo porque envolve não só a atividade da prefeitura em relação a limpeza do canal mas também de como a população lida com as questões ambientais”.

De forma técnica, Kaique explica sobre as especificidades do Rio Cachoeira, ponto que também influencia nas questões que envolvem a maior facilidade de cheias. “O Rio Cachoeira é um rio novo, cheio de energia […] ele tem energia demais desde sua nascente até sua foz, ainda não criou meandros, não criou curvas, é muito retílinio. E diante desse cenário colocaram uma cidade no meio [….] Itabuna nasceu nesse contexto justamente de uma cidade a margem do rio”.

O diretor pontua que, além das característica específicas do Rio Cachoeira que facilitam as cheias muito rapidamente, o desmatamento ambiental em toda sua bacia acentua esse efeito. “Quando você retira a floresta de um cenário é a mesma coisa que você pegar a cabeça de um careca e jogar um copo d’agua essa água escorre rápido. Mas se você pega uma cabeça de um cabeludo essa água demora. Quando você retira a floresta você faz o mesmo efeito”, disse.

  Assista a entrevista na íntegra.        Leia mais...

ITABUNA: DEFESA CIVIL EMITE ALERTA DE CHUVAS INTENSAS PARA ESTA SEMANA

Com base em dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), a Defesa Civil de Itabuna emitiu Boletim Municipal de Previsão do Tempo com alerta para chuvas intensas previstas para a região Sul da Bahia. Os índices pluviométricos oscilam entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia.

Além disso, há previsão de ventos intensos entre 60-100 km/h, com risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e descargas elétricas.

Segundo o coordenador da Defesa Civil Municipal, Kaique Brito, as equipes seguem monitorando os volumes de chuvas e emitindo boletins diários pelos meios de comunicação oficiais da Prefeitura.

“Tem chuvas por vir ainda nesta semana para nossa região em cidades como Teixeira de Freitas e Itapetinga, onde foram registrados grandes volumes de chuva. Mas, estamos monitorando e passando as informações para a população”, informou Kaique Brito.

Leia mais...

PLANTÃO DA EMASA ATENDE DEMANDA DAS CHUVAS QUE CASTIGARAM ITABUNA

As chuvas que voltaram a Itabuna na manhã de hoje, feriado de 15 de Novembro, causaram transtornos em alguns pontos da cidade. A equipe de plantão da Gerência de Saneamento da Emasa atuou no centro e nos bairros, realizando desobstrução da rede mista (drenagem pluvial e esgoto) e também em residências.

O gerente de Saneamento da Emasa, Tauan Sampaio, destaca o trabalho preventivo na limpeza de bueiros, bocas de lobo e canais realizados pela Superintendência de Serviços Públicos e a Emasa.

“Atendemos a toda a cidade, principalmente em algumas residências onde ocorreram retorno das águas da chuva. O trabalho preventivo de desobstrução, tanto das redes pluviais quanto das de esgotamento sanitário, ajudaram no escoamento rápido das águas”, disse Sampaio

Para Tauan Sampaio, é necessário que a cidade elabore um Plano Municipal de Drenagem Pluvial, independente do Plano de Saneamento Básico com o compromisso de parte da população.

De acordo com a Defesa Civil de Itabuna, entre às 5 e 10 horas choveu 38 milímetros, decorrente de nuvem estacionaria, conforme os pluviômetros da Agência Nacional de Águas.

Segundo Kaique Brito, diretor da Defesa Civil, o orgão continua em alerta e monitorando o serviço de meteorologia. “A Defesa Civil está vigilante, atendemos todas as ocorrências do dia e o telefone 199 e WhatsApp 73. 99811.4490, estão à disposição para receber os chamados de ajuda”, finalizou o diretor da Defesa Civil de Itabuna.

Leia mais...

ITABUNA: DEFESA CIVIL VÊ NECESSIDADE DE REFORMA URGENTE EM PRÉDIO DA CÂMARA

O processo de reforma no prédio onde funcionam a Câmara de Itabuna e a Biblioteca Municipal, entre outros setores, está respaldado em laudos da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros, que atestam a necessidade de uma reforma urgente. Segundo o engenheiro Mallory Sena, há várias patologias a serem corrigidas.

“Inicialmente, verificamos que a rampa de acesso principal está com ferragens expostas, com oxidação avançada; na parte interna analisamos que tem várias alvenarias com rachaduras. Inclusive tem uma alvenaria na biblioteca que está em colapso, com risco iminente de desabar, trincas, proliferação de agentes biológicos (bolor e mofo), entre outros”, enumera.

Para o engenheiro, as patologias encontradas (rachaduras no telhado, provocando infiltrações) justificam a “necessidade de uma reforma imediata”. O parecer técnico, inclusive, pede a interdição de alguns cômodos. A parede citada, por sinal, já foi mencionada em laudos anteriores e a mesma situação foi identificada em outras salas. A partir das observações na inspeção, foi dado um prazo de 30 dias para o cumprimento das exigências (lei da Defesa Civil Municipal e do Código de Obras do Município), sob pena de multa.

Avaliação da estrutura

A Casa reuniu notificações anteriores tanto da Defesa Civil como do Corpo de Bombeiros. Em abril, meses após a enchente, a Mesa Diretora também encomendou uma avaliação estrutural à empresa EPK Engenharia. Foram vistoriados pilares, vigas, lajes, fundações, bem como o terreno onde foi erguida a construção. A análise técnica identificou a movimentação irregular de pilares integrantes do prédio em relação à laje de cobertura.

Por identificar irregularidades e classificar a situação como crítica, tal verificação aponta a necessidade de reforços “para manter a integridade da estrutura e evitar recalques futuros”. Em relação ao local interditado pelos Bombeiros, a recomendação no atual estudo é para construção de nova estrutura, “com devidas amarrações respeitando a arquitetura do imóvel”.

A Mesa Diretora, sob a presidência do vereador Erasmo Ávila (PSD), leva em conta, sobretudo, a necessidade de revitalização/requalificação para preservar o patrimônio público. Afinal, trata-se de um equipamento municipal construído ainda no outro século e que precisa de reforma.

Ficou definido que a reforma a ser iniciada é fruto de economias com o duodécimo mensalmente recebido. A licitação para contratar a empresa responsável pela obra, do tipo menor preço, tem julgamento marcado para o dia 21 de novembro, às 9 horas. O valor estimado é de R$ 3.346.343,72

Leia mais...

ILHÉUS: DEFESA CIVIL REALIZA COLOCAÇÃO DE LONAS E REFORÇA AÇÕES PREVENTIVAS

Com o objetivo de minimizar os riscos de deslizamentos de terra durante o período chuvoso, a Prefeitura de Ilhéus, por meio da Secretaria de Infraestrutura e Defesa Civil (Seinfra), segue instalando lonas em áreas de risco no município. A medida tem caráter preventivo e a identificação dos pontos é feita pela equipe da Defesa Civil.

Conforme a Seinfra, as lonas ajudam a conter o deslizamento, dando mais segurança e suporte às comunidades. Para realizar a colocação, os profissionais seguem um cronograma que elenca as regiões de maior para menor risco. Os trabalhos tiveram início nesta semana na Rua da Torre, localizada no CSU, Alto da Tapera e Ladeira Rio Almada.

“As lonas têm a função de escoar a água da chuva e redirecioná-la, evitando que as encostas fiquem saturadas e ocorra deslizamento. O trabalho é importante para mitigar os efeitos causados pelos temporais e diminuir o risco de desastres ambientais”, explicou Átila Docio, titular da pasta.

Leia mais...

ILHÉUS: DEFESA CIVIL REGISTRA 15 OCORRÊNCIAS DEVIDO ÀS CHUVAS NESTA SEGUNDA-FEIRA

A Defesa Civil recebeu 15 chamados em decorrência das fortes chuvas que atingiram Ilhéus nas últimas 12 horas. De acordo com o órgão, a maioria das solicitações está relacionada a alagamentos e obstrução de vias. O Município trabalha com duas frentes de patrulha mecanizada, em bairros da Zona Sul e no Teotônio Vilela, a fim de prestar assistência necessária às famílias e minimizar os danos causados pelo temporal.

Conforme o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), era esperado um volume de chuva de 25 milímetros nesta segunda-feira (24). No entanto, o índice pluviométrico chegou a 71 milímetros, o equivalente a quase três vezes do previsto. As ocorrências foram registradas nos bairros Nossa Senhora da Vitória, Hernani Sá, Banco da Vitória, Centro, Conquista, Tapera e Teotônio Vilela.

Na Zona Sul, a equipe realiza o serviço de desobstrução de canais, no Hernani Sá e na Faelba. No Teotônio Vilela, a desobstrução acontece nas ruas Padre João Borges, Belo Horizonte e nos loteamentos Del Rey e Badaró. Os chamados por risco de deslizamentos foram registrados na Avenida Belmonte, na Conquista, e na Rua Dois de Julho, no Banco da Vitória.

A Prefeitura informa que houve pontos de alagamento na região central da cidade no período da manhã, causando transtorno em todo o comércio. Todavia, as equipes já realizaram a desobstrução dos locais mais críticos.

Segundo dados do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (CEMADEN), são esperados acumulados de chuva de 85 milímetros até quinta-feira (27). Os ventos fortes podem gerar rajadas de até 70 km/h. Atualmente, Ilhéus possui dois pluviômetros, um no bairro da Conquista e outro no Malhado.

Alerta continua

As atenções devem ser redobradas quanto a inundações, alagamentos, deslizamento e escoamento de terras, principalmente em morros e terrenos de encostas. Em caso de emergência, as pessoas devem ligar para o número: (73) 98178-2255.

Leia mais...

ITABUNA: DEFESA CIVIL VAI DIVULGAR ATUALIZAÇÃO DO MAPA DAS ÁREAS DE RISCO

A Prefeitura de Itabuna, por meio da Coordenação da Defesa Civil da Secretaria Municipal de Segurança e Ordem Pública (SESOP), vai divulgar oficialmente nesta quarta-feira, dia 14, às 8 horas, no auditório da Secretaria Municipal de Saúde, uma atualização do Mapa das Áreas de Risco da cidade.

O mapeamento realizado pelos técnicos da Defesa Civil aponta atualmente 32 áreas que apresentam riscos de deslizamentos, inundações e enchentes.

O geógrafo e pesquisador Kaique Brito, diretor da Defesa Civil de Itabuna, informa que essas áreas de risco abrangem um universo de 1.600 imóveis residenciais e cerca de sete mil pessoas. “Este trabalho dará um respaldo técnico muito importante para a Administração municipal para a tomada de decisões, principalmente para a Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza”, comenta.

Na avaliação do diretor da Defesa Civil de Itabuna trata-se de um trabalho de caráter estritamente técnico e preventivo. “Será possível, por exemplo, criar uma base sólida de dados para entendermos a dinâmica de trabalho em locais específicos de riscos”, encerrou.

Leia mais...

ITABUNA: DEFESA CIVIL PUBLICA RELATÓRIO INFORMATIVO SEIS MESES APÓS AS ENCHENTES 

Um relatório explicativo produzido pela Defesa Civil de Itabuna foi publicado hoje, dia 27, exatamente seis meses após a cheia do Rio Cachoeira, e que disponibiliza informações técnicas sobre diversos aspectos que envolveram as ações do município nesse período.

Segundo o diretor da Defesa Civil, Kaique Brito, o texto traz informações que podem esclarecer desde os momentos em que o nível das águas subiu como também atividades no período imediato ao ocorrido. “A Defesa Civil precisa fazer ciência. Esse material publicado traz um significado de que o órgão, além de responder a momentos de crises, precisa gerar e publicar informações técnicas para uma melhor gestão do município”, afirmou.

O texto também traz, em síntese, algumas informações sobre a limpeza das ruas e logradouros, incluindo imagens, Assistência Social e dados técnicos dos levantamentos realizados pela Defesa Civil nos meses pós-enchentes. Você pode baixar o relatório clicando no link a seguir.

https://drive.google.com/file/d/1HkHcsXhLgVolJSQi_v_7ZxuZLrkOenAV/view?usp=sharing

Assista a Homenagem da Câmara de Vereadores de Itabuna aos voluntários da enchente.

Leia mais...

ITABUNA: SIURB E DEFESA CIVIL VISITARAM IMÓVEIS EM SITUAÇÃO DE RISCO NO BAIRRO SÃO PEDRO

Representantes da Superintendência de Serviços Públicos da Secretaria de Infraestrutura e Urbanismo (SIURB) e da Defesa Civil da Prefeitura de Itabuna fizeram na manhã desta terça-feira, dia 10, a vistoria de três imóveis que apresentam situação de risco na Avenida Pedro Jorge, no  Bairro São Pedro.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil, Kaique Brito, em razão dos imóveis terem sido construídos em uma área nas proximidades de um canal de macrodrenagem, as fundações e o porão ficam constantemente alagados. “Há um perigo constante para quem mora nesses imóveis”, disse.

O coordenador determinou a fiscalização de engenheiros civis da Defesa Civil para que emita laudo, em no máximo 20 dias, com o detalhamento e avaliação de toda situação, para a partir daí serem adotadas as medidas cabíveis.

O superintendente de Serviços Públicos, Francisco de Sousa Lino Filho, completa ressaltando que “a partir do laudo da Defesa Civil, a SIURB avaliará a melhor forma de fazer a manutenção do canal em razão da dificuldade de acesso de máquinas”.

O vereador Israel Cardoso acompanhou a vistoria. “Visitei os quatro cantos da cidade para identificar as necessidades da população. E neste caso, as residências encontram-se em risco iminente de desabamento por terem sido construídas próxima ao canal” afirmou, ele que fez a solicitação de vistoria à Defesa Civil.

Leia mais...

MAIS DE 850 MIL PESSOAS FORAM ATINGIDAS PELAS CHUVAS NA BAHIA, APONTA DEFESA CIVIL

Com base em informações recebidas das prefeituras, a Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec) atualizou, na tarde deste sábado (8), os números referentes à população atingida pelas enchentes que ocorrem em diversas regiões do estado.

São 26.607 desabrigados, 61.516 desalojados, 02 desaparecidos, 26 mortos e 520 feridos. O número total de atingidos chega a 850.424 pessoas.

Os números correspondem às ocorrências registradas em 176 municípios afetados. É importante destacar que, desse total, 165 estão com decreto de situação de emergência. O último decretado foi o município de Caraíbas.

As localidades com vítimas fatais são: Amargosa (2), Itaberaba (2), Itamaraju (4), Jucuruçu (3), Macarani (1), Prado (2), Ruy Barbosa (1), Itapetinga (1), Ilhéus (3), Aurelino Leal (1), Itabuna (2), São Félix do Coribe (2), Ubaitaba (1) e Belo Campo (1).

Leia mais...