COLÉGIO JORGE AMADO
Buerarema
Pref ilheus junho
Plansul
Ieprol
Navegação na tag

Félix Jr

ITABUNA: “PDT FOI LIBERADO EM ITABUNA”, DIZ FÉLIX JR

Analistas políticos afirmam que o prejuízo eleitoral do governador Rui Costa em Itabuna está sendo imenso e irreversível. Tudo isso em vittude da aliança com o atual prefeito Fernando Gomes, inimigo histórico do PT. No entanto, fontes ligadas ao governo municipal juram que a relação entre os dois está estremecida e Rui não estaria nem retornando as ligações de Gomes.

Mas, o que chamou atenção mesmo foi a liberação concedida ao PDT municipal pela executiva estadual, para apoiar o pré-candidato da oposição, José Ronaldo do DEM. Aliás, Zé do Sertão foi muito bem recebido neste sábado, 16, em evento em Itabuna, com a presença de líderes de diversos partidos no município, inclusive Antônio Mangabeira, do PDT, um dos mais empolgados.

Em relação a matéria publicada, (Relembre), o Deputado Federal e Presidente Estadual do partido brizolista, Felix Junior, em contato com o blog Ipolitica, afirmou que devido ao apoio do governador a Fernando Gomes, o PDT de Itabuna foi liberado para apoiar o candidato do DEM. “O PDT é democrático”, disse.

Leia mais...

ITABUNA: PDT DE FÉLIX COM ZÉ DO SERTÃO

Em Itabuna, o PDT do Deputado Federal e presidente estadual Felix Mendonça Júnior, declarou publicamente apoio a pré-candidatura do ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo, o Zé do Sertão, do DEM.

Comandando a secretaria de agricultura (Seagri) do estado, tendo a irmã Andrea Mendonça a frente, Felinho não deve ter ficado muito satisfeito com o apoio público do seu partido, liderado no município pelo médico Antônio Mangabeira, que se fez presente ao evento.

Leia mais...

FÉLIX JR: “GOVERNO CIRO TERÁ COMO FOCO O DESENVOLVIMENTO E COMBATE ÀS DESIGUALDADES SOCIAIS”

Com a pré-candidatura de Ciro Gomes lançada oficialmente, o deputado federal Félix Mendonça Jr. (PDT-BA) disse que a tendência agora é de crescimento do ex-governador do Ceará. “Ciro é o nome mais preparado e, com certeza, a melhor opção entre todos os candidatos. Com a campanha nas ruas, seu nome tende crescer e será um dos favoritos na corrida presidencial”, afirmou.

Otimista, ele disse que o governo de Ciro terá como foco o desenvolvimento, com justiça social. “A linha mestra do seu programa será a retomada do desenvolvimento e a recuperação da economia, junto com o combate às desigualdades sociais. Acreditamos nesse projeto e vamos trabalhar por ele”, garantiu.

Félix destacou a qualidade da equipe montada por Ciro, que tem à frente Mangabeira Unger, professor da Universidade de Harvard (EUA) e ex-ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos no governo Lula, além do economista Nelson Marconi (Fundação Getúlio Vargas) e Mauro Benevides Filho, secretário da Fazenda do Ceará.

Votos do PT – Presidente do PDT na Bahia, Félix aposta na migração de votos de eleitores do PT, caso Lula seja impedido de concorrer. “Esta é uma tendência natural. Não creio que os eleitores simpatizantes do PT votem em outros candidatos”, disse.

Ele acredita que a sucessão presidencial será decidida entre cinco ou, no máximo, seis candidatos. “Teremos Ciro (PDT), Lula (PT) – caso possa concorrer -, Marina (Rede), Geraldo Alckmin (PSDB), Jair Bolsonaro (PSL) e, agora, Rodrigo Maia (DEM) em condições. As eleições serão decididas entre esses candidatos”, afirmou.

Aos 60 anos, o ex-governador do Ceará e ex-ministro dos governos Fernando Henrique Cardoso e Lula estará presente pela terceira vez na corrida rumo ao Palácio do Planalto. Desde 2006, o PDT não disputa o cargo de presidente da República. Leia mais...

FÉLIX JR PODE VETAR PROJETO QUE TIPIFICA ESTELIONATO ELEITORAL

Um projeto de lei que tipifica como “estelionato eleitoral” promessas de investimentos inviáveis feitas por candidatos durante a campanha pode ser derrubado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, indica a jornalista Andreza Matais em sua coluna no Estadão.

O relator Félix Mendonça (PDT-BA) considerou inconstitucional a proposta de autoria do deputado federal Wladimir Costa (SD-PA). “Até acho um absurdo o político prometer construir escada rolante para subir a favela, mas o cara pode dizer: ‘Eu prometi, mas não consegui fazer. Isso seria estelionato?’”, tentou justificar Mendonça.

Ainda de acordo com a publicação, Félix Mendonça ironiza que a única mudança com a proposta seria substituir o verbo. “A pessoa vai trocar o ‘vou fazer’ para o ‘vou tentar fazer’? Nós já temos muitos crimes hoje no Brasil”, diz.

Leia mais...