Plansul
COLÉGIO JORGE AMADO
Buerarema
Pref ilheus junho
Ieprol
Navegação na tag

Hospital de Base

ITABUNA: AUDITORIA NO HOSPITAL DE BASE APONTA DIVERSAS IRREGULARIDADES

Uma auditoria especial feita em contratos médicos, convênios e prestação de serviços de janeiro a dezembro de 2017, da Fundação de Atenção a Saúde Itabuna – FASI, que faz a gestão do Hospital de Base Luis Eduardo Magalhães, apontou diversas irregularidades. No relatório que o iPolítica teve acesso, foram identificados pelos auditores, pagamentos feitos a empresas que diferem de acordo com o mês e que diferem dos valores dos contratos, pagamentos de plantões a mais do que o trabalhado, contrato com empresas sendo que já existia outra contratada que desempenhava a mesma função, dentre outras não menos graves.

O relatório, assinado pelo procurador-geral e o controlador do município, além de uma médica e uma enfermeira auditoras e um membro da comissão, concluiu que foi verificado que os processos de pagamentos não são transparentes, pois são realizados de forma aleatória e sem fiscalização. A auditoria recomenda que o relatório seja encaminhado para os órgãos competentes visando a elisão do dano e/ou improbidade ocorrida com recurso federal, bem como, após uma auditoria contábil, a devolução do recurso recebido a maior pelas empresas contratadas, e que todos os servidores envolvidos sejam afastados até a conclusão final.

Leia mais...

ITABUNA: MULHER BALEADA POR EX-MARIDO, MORRE NO HOSPITAL DE BASE

Morreu agora há pouco, Maria Aparecida Reis, de 33 anos, vítima de tiros e facadas na manhã desta sexta-feira, 8, no Centro de Itabuna (Relembre). Segundo informações dos repórteres Wadson Santos e Ray Nascimento, ela passou por procedimentos cirúrgicos no Hospital de Base Luis Eduardo Magalhães, mas não resistiu aos ferimentos. O autor dos disparos foi Francisco Rodrigues Neto, conhecido como Neto da farinha, ex-marido da vítima, que logo após o atentado, se suicidou. Maria Aparecida era comerciária e deixou três filhos.

Leia mais...

ITABUNA: MP REQUISITA AUDITORIA NA MATERNIDADE DA MÃE POBRE E HOSPITAL DE BASE

O Ministério Público Estadual – MPE requisitou a instauração de uma auditoria na Fundação Fernando Gomes – Maternidade Ester Gomes, para verificar sua  regularidade formal, inclusive quanto a sua condição de fundação, estatuto e suas modificações, aprovadas pelo MP e registradas em cartório, sua relação a débitos fiscais e trabalhistas e produtividade histórica a partir de 2016 até a presente data. A antecipação no valor de R$ 253 mil feita pela Secretaria de Saúde no ano passado, sem existência de contrato que autorizasse a operação, e sem a prévia prestação dos serviços pertinentes,  também passará por auditoria.

O MP requer, também, auditoria semelhante na Fundação de Atenção a Saúde de Itabuna – FASI, que administra o Hospital de Base Luis Eduardo Magalhães, e na Unidade de Pronto Atendimento – UPA, do Monte Cristo, cujos funcionários encontram-se em greve por não recebimento de salários, pelo não repasse da Secretaria Municipal de Saúde do valor contratado, além da precarização dos serviços prestados no Hospital São Lucas, motivado do município de Itabuna não estar honrando os compromissos ajustados.

Cópias de procedimentos de Chamamentos públicos realizados pela Secretaria de Saúde a partir de 1 de janeiro de 2017, bem como contratos e aditivos firmados com o Hospital São Lucas/Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, com a Fundação Fernando Gomes (Maternidade Ester Gomes), FASI (Hospital de Base), e com o Instituto Bom Jesus (UPA – Monte Cristo), deverão ser encaminhadas a promotoria de justiça no prazo de 72 horas. Por fim, o Ministério Público recomenda que a secretaria municipal de saúde se abstenha de obstar o regular funcionamento da UPA, Hospital São Lucas e outros conveniados.

  Leia mais...

ITABUNA: NOVA ENFERMARIA DO HOSPITAL DE BASE HOMENAGEIA PASTOR HÉLIO LOURENÇO

Foi inaugurada ontem, 21, pela prefeitura de Itabuna, a Enfermaria D, do Hospital de Base Luis Eduardo Magalhães (HBLEM), que homenageia um dos ícones da benfeitoria religiosa da cidade, o líder evangélico Pastor Hélio Lourenço, falecido em agosto de 2014. A capacidade foi ampliada em 38 novos leitos.

A cerimônia contou com a presença de Cacilda Lourenço, viúva do líder religioso, que se emocionou com a justa homenagem. O prefeito Fernando Gomes fez questão de enaltecer a importância do Pastor Hélio Lourenço na luta pelas desigualdades sociais. A obra foi possibilitada a partir de recursos oriundos de uma ação civil pública do Ministério Público do Trabalho, movida no Tribunal Regional do Trabalho, determinada pela Juíza do Trabalho Eloína Machado.

Leia mais...

ITABUNA: MULHER COMETE SUICÍDIO NO HOSPITAL DE BASE

Uma mulher, ainda não identificada, cometeu suicídio na madrugada desta quarta-feira, 25, no Hospital Luis Eduardo Magalhães, em Itabuna. De acordo com informações, ela teria surtado e se enforcou na ala da psiquiatria, que está desativada.

Atualizada às 09h55

A mulher foi identificada como Patrícia. De acordo com informações do Blog Verdinho, ela foi encaminhada ao Hospital de Base na segunda-feira, após ter surtado na rodoviária de Itabuna, onde vinha sendo medicada. Ainda de acordo com a publicação, a mulher teve uma nova crise, pegou um lençol, colocou no pescoço e amarrou na grade que protege uma das janelas da enfermaria.

Peritos já estiveram no local e encaminharam o corpo para o Departamento de Polícia Técnica.

Leia mais...

ITABUNA: HOSPITAL DE BASE NECESSITA DE DOADORES DE SANGUE

O Hospital de Base Luiz Eduardo Magalhães, em Itabuna, necessita urgentemente de doadores de sangue. Uma das principais unidades hospitalares do Sul da Bahia em urgência / emergência, o hospital atende a população de Itabuna e ainda outros 169 municípios da região. Segundo Karla Macedo, diretora da Fundação de Atenção à Saúde de Itabuna (FASI), mantenedora do hospital, há uma necessidade específica de transfusões diárias que giram em torno de 15 bolsas por dia. Mensalmente, os números giram em torno de 300 a 350 transfusões por dia, só que a quantidade de bolsas existentes no Banco de Sangue de Itabuna nem sempre é a adequada para atender a demanda.

A enfermeira hemoterapeuta Michele Menezes, que atua no Banco de Sangue de Itabuna, exlica que, assim como é possível direcionar uma doação de sangue para um determinado paciente, também é possível que a doação seja para uma instituição específica. Basta que, no ato de inscrição, o doador indique o Hospital de Base como destinatário da doação, ou qualquer outra instituição que seja do seu interesse.

“Somente o Hospital de Base precisa de mais ou menos 15 a 20 bolsas por dia e o Banco de Sangue atende não só Itabuna, mas instituições hospitalares e centros de saúde de outros 115 municípios. Ocorre que, diariamente, a gente precisa de uma quantidade entre 70 e 80 doadores por dia. A gente não está tendo nem 20. Por mês, estamos falando em 1200 coletas, e infelizmente o que estamos tendo não chega nem perto disso”, explicou Menezes.

Sensibilizados com a situação crítica, agentes que integram o Programa Municipal de Combate às Endemias abraçaram a causa e procederam doações de sangue na última quarta-feira (18). Para proceder uma doação específica para o Hospital de Base, o interessado deverá dirigir-se ao Banco de Sangue de Itabuna, localizado na Rua Antônio Muniz, 200 – Bairro Pontalzinho. Para doar, o doador deve apresentar condições de boa saúde, ter idade entre 16 e 69 anos, tem que ter 50 quilos ou mais, tem que ter feito uma boa alimentação no dia da doação e precisa portar um documento oficial com foto (identidade, habilitação, carteira de trabalho, etc.). O telefone para maiores informações é o (73) 3214 9126. O Banco de Sangue de Itabuna atende diariamente de segunda à sexta, das 7h às 17h. Não fecha para almoço. Aos sábados, as doações podem ser feitas das 7h às 12h.

Leia mais...

ITABUNA: IDOSO É BALEADO EM ASSALTO NA MANGABINHA

Agnaldo Moreira Bastos, de 63 anos foi baleado na tarde desta segunda-feira, 2, próximo ao posto de saúde no bairro Mangabinha, em Itabuna. De acordo com o Blog Verdinho Itabuna, o idoso foi atingido com um tiro no braço direito. Os criminosos exigiram que a vítima entregasse a moto e como ela demorou de entregar, eles atiraram. Agnaldo foi socorrido para o Hospital de Base.

Leia mais...

ITABUNA: PRONTO SOCORRO DO HOSPITAL DE BASE NÃO SERÁ FECHADO, GARANTE DIRETORA

A Diretoria do Hospital de Base Luis Eduardo Magalhães, emitiu nota a imprensa nesta sexta-feira, esclarecendo a informação de que o pronto socorro da unidade hospitalar seria fechado, notícia veiculada em alguns veículos de comunicação. Veja a nota abaixo, na íntegra:

A Fundação de Atenção á Saúde de Itabuna, Mantenedora do Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, vem a público esclarecer os fatos veiculados pela imprensa referente ao fechamento do Pronto Socorro. O Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães é uma Instituição Pública de assistência ambulatorial e hospitalar na média e alta complexidade, referência para mais de 160 municípios com população estima em mais de 2 milhões de habitantes, principal porta de entrada na Urgência e Emergência do Sul da Bahia e prestação de serviços nas 24h com profissionais qualificados em diversas especialidades.

Na data de hoje foi recebido pela Presidência e Diretorias desta instituição Hospitalar, os representantes do Conselho Municipal de Saúde – CMS e Secretaria Municipal de Saúde, com intuito de verificar in loco as informações veiculadas, entendendo a importância e relevância dos serviços prestados por esta Instituição Hospitalar.

A FASI não é diferente de muitas outras instituições públicas ou privadas (com ou sem fins lucrativos), as mesmas passam por dificuldades financeiras quando da prestação de serviços ao Sistema Único de Saúde – SUS, vivenciado por um cenário de sub-financiamento.

A Presidente da FASI esclarece que não é verídica a informação sobre o fechamento do PRONTO SOCORRO ou quaisquer outros serviços. Ações protetivas foram tomadas para garantir a continuidade da prestação dos serviços à população, permitindo a garantia dos Princípios, Atribuições e Diretrizes da assistência conforme lei orgânica vigente do SUS e que é inerente ao Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães.

Leia mais...

ITABUNA: SECRETÁRIO DIZ QUE ABRIR UPA É SUICÍDIO PARA O MUNICÍPIO

Na última sexta-feira, 9, o secretário municipal da fazenda, Moacir Dantas Messias, esteve na câmara de vereadores de Itabuna, apresentando a prestação de contas do município relativos ao primeiro trimestre e as metas fiscais para 2018.

Indagado pelos vereadores sobre a situação caótica que se encontra Itabuna, principalmente na área de saúde, onde não se encontram nem remédios básicos no hospital de base e os postos de saúde estão abandonados, o secretário alegou que o repasse foi reduzido devido a abertura do Hospital Costa do Cacau e que é um suicídio para o município abrir uma Unidade de Pronto Atendimento  – UPA.

Vale lembrar que a prefeitura de Itabuna contratou uma empresa para fazer a gestão da UPA do Monte Cristo, por R$ 23.073.675,96, sendo R$ 961.403,16, mensais. (Relembre).

Leia mais...

CARLA MACEDO ASSUME DIRETORIA DO HOSPITAL DE BASE

Carla Macedo toma posse nesta terça-feira, às 16 horas, como nova diretora-presidente da Fundação de Atenção a Saúde de Itabuna – FASI, mantenedora do Hospital de Base Luis Eduardo Magalhães. Carla sempre foi da linha de frente da unidade hospitalar e chegou a assumir interinamente a coordenação da Central de Regulação do SUS quando Maria Rezadeira foi exonerada.

Ontem, 5, o prefeito exonerou Márcia Rodrigues Santos Rabelo de Andrade do comando da FASI, além do diretor administrativo-financeiro, Jorge Ribeiro. (Relembre). As mudanças fazem parte da reforma administrativa proposta pelo prefeito Fernando Gomes, com o objetivo de tentar dar um rumo a sua administração.

Leia mais...

SINDSERV COBRA EXPLICAÇÕES SOBRE CORTE DA INSALUBRIDADE NO HOSPITAL DE BASE E AMEAÇA ENTRAR EM GREVE

Após cortar o adicional de insalubridade de quem trabalha nas unidades básicas de saúde, agora foi a vez dos trabalhadores e trabalhadoras do Hospital de Base Luiz Eduardo Magalhães. Na última segunda-feira, 2, o Sindserv realizou uma assembleia, onde foi deliberado pela categoria o estabelecimento de um prazo de vinte dias para que o referido corte seja revisto, sob pena de se iniciar uma greve no HBLEM. O Sindserv também solicitou dos gestores acesso ao relatório que embasou a retirada da Insalubridade.

Levi Araújo, diretor do Sindserv, crítica o descaso que tomou conta do Hospital desde que a atual gestão assumiu, com sobrecarga na jornada, precárias condições de trabalho e ataques sistemáticos aos direitos da categoria. “Hoje, nas enfermarias, um técnico de enfermagem fica responsável (em média) por dezoito pacientes!”, denunciou. Além de arbitrário, o corte no Adicional de Insalubridade é ilegal, pois está previsto em lei. “Os trabalhadores e o sindicato não vão aceitar este corte, pois trabalhamos num ambiente totalmente insalubre”, afirmou Araújo. O Sindserv estuda medidas judiciais para garantir o benefício, além da formalização de denúncia junto ao Ministério Público.

EPI’S – Uma das justificativas para se cortar a Insalubridade no Base seria a utilização dos equipamentos de proteção individual (EPI). Levi esclarece que, mesmo utilizando máscaras, luvas e aventais existe o risco de contaminação. Inclusive o sindicato orienta os servidores e servidoras a se recusarem a atender pacientes sem os devidos equipamentos de proteção individual (EPI). “A responsabilidade é do Hospital”, declarou o dirigente.

Segundo Levi, o clima está tenso no Hospital. Demissões em massa de servidores contratados, ataques aos direitos, além das precárias condições de trabalho, têm dado o tom de “caça às bruxas” nos últimos oito meses. No entendimento de Levi, é preciso que o diálogo prevaleça para que os problemas do Hospital sejam superados. “Não se pode achar que tudo que foi feito até agora está errado e que todos os problemas do Base serão resolvidos a toque de caixa e de forma arbitrária, sem dialogar com o sindicato e com a categoria, porque este Hospital só está de pé hoje graças aos servidores ”, destacou.

Leia mais...

O DONO DO PEDAÇO

Em Itabuna acontecem coisas que são até difíceis de acreditar. E com precedentes, é bom que se diga. Há uns meses atrás foi inaugurado um trailer em frente ao Hospital de Base, servindo todo tipo de lanche.

Segundo informações, a Sedur fez a calçada para instalação do ponto, particular e a Emasa fez a encanação para o fornecimento de água, tendo prejudicado, inclusive, moradores do condomínio ao lado.

Eis que agora o proprietário está levantando um muro, com alvenaria e tudo, em terreno do Hospital. E como se já não bastasse, o amigo do prefeito (como ele mesmo se nomeia), não permite que nenhum ambulante comercialize qualquer coisa que venha de encontro com o seu empreendimento. Esse tem moral!

Leia mais...

VISITA DE RELIGIOSOS NO HOSPITAL DE BASE SERÁ DEBATIDA NA CÂMARA

Nesta segunda-feira, 28, às 8 horas, na Câmara de Vereadores de Itabuna, será debatida novamente a questão da visita de religiosos de todas as denominações aos pacientes internados no Hospital de Base Luiz Eduardo Magalhães. A reunião contará com a presença dos religiosos, mas também será aberta ao público.

O serviço de capelania, um tipo de assistência religiosa, pela qual pastores, evangelistas e obreiros poderão atuar em instituições públicas e privadas, com livre acesso a hospitais, asilos entre outros, que deverá ser implantado no Hospital de Base, também será pauta do debate.

Leia mais...