Plansul
COLÉGIO JORGE AMADO
Buerarema
Pref ilheus junho
Ieprol
Navegação na tag

Internos

ITABUNA: INTERNOS DO CONJUNTO PENAL TEM SESSÕES DE CINEMA

Como forma de atenuar a tensão pelo encarceramento e o prolongado período sem interações com familiares nas visitas sociais presenciais, o Conjunto Penal de Itabuna (CPI) está promovendo diversas atividades com os internos. Uma dessas atividades, o projeto Cinema Legal, tem sido realizada nos diversos pavilhões e anexos e tem levado alegria e descontração para reeducandos e reeducandas nesse momento de maior isolamento social.

Mantendo o distanciamento e tomando os cuidados necessários, uma vez que nem todos habitam os mesmos espaços, as sessões de cinema fazem a alegria e a diversão de todos que participam. “Sabemos que muitos fazem parte de uma população que nunca esteve em um cinema, então buscamos reproduzir ao máximo o ambiente de uma sala de projeção. Até a pipoca está garantida”, afirma a coordenadora do Corpo Técnico do CPI, Rajany Mororó.

O projeto tem acompanhamento de técnicos da unidade prisional, a exemplo de psicólogos, assistentes sociais e terapeuta ocupacional. Os títulos são escolhidos buscando agradar ao máximo o gosto dos espectadores – ação e aventura são os mais pedidos – observando sempre se a obra passa uma mensagem de crescimento individual e coletivo, se reforça valores sociais e se estimulam reflexões e pensamentos positivos.

Nesse momento de pandemia e com as visitas suspensas, além do Cinema Legal, diversos outros projetos são desenvolvidos pelos profissionais da empresa Socializa, que faz a operacionalização do Conjunto Penal de Itabuna, em regime de cogestão com o Governo do Estado. Entre esses projetos estão o “Tardes Musicais”, “Visitas Virtuais, Vínculos Reais”, “Cartas Sociais Online” entre outros.

Leia mais...

ITABUNA: CONJUNTO PENAL USA BIOMETRIA PARA CONTROLE DE SAÍDA TEMPORÁRIA

Depois de implantar o sistema de reconhecimento por biometria (leitura eletrônica das impressões digitais) para a distribuição dos kits de higiene, colchões, cobertores e uniformes, além do controle de acesso à unidade (visitantes dos internos, funcionários etc), o Conjunto Penal de Itabuna (CPI) inova com a biometria para a saída temporária do Dia das Mães. O objetivo é garantir a segurança das informações oficiais de retorno/evasão e permitir, caso sejam requisitados, o compartilhamento de dados com setores de inteligência das forças de segurança e do próprio sistema prisional.

De acordo com o diretor do CPI, capitão PM Adriano Valério Jácome da Silva, o uso da biometria no controle da Saída Temporária é mais um avanço que o Conjunto Penal de Itabuna oferece ao sistema prisional, especialmente no que diz respeito à confiabilidade das informações produzidas pela unidade.

Embora o CPI não divulgue o número de internos beneficiados com a saída temporária, a informação disponível é que a taxa de retorno gira em torno de 90%. “Não há como se duvidar, por exemplo, dos índices de retorno, uma vez que o interno, ao sair, deixa seu registro biométrico, que deve coincidir com o que ele registrar no seu retorno à unidade. É a tecnologia a serviço da segurança e do controle social dentro do sistema prisional”, destaca.

O diretor diz ainda que essa taxa de retorno é algo a ser reconhecido, uma vez que demonstra, por um lado, o critério para a concessão do benefício pela Justiça e, por outro lado, o sentimento, por parte do interno, de que ele faz parte de um sistema ressocializador. “Não à toa, muitos dos que ganham o benefício fazem parte de programas de ressocialização, a exemplo de escola, artesanato, ou mesmo são colaboradores da gestão, contratados dentro do programa de remição da pena pelo trabalho”.

Leia mais...