Ronaldão
Plansul
COLÉGIO JORGE AMADO
Buerarema
Pref ilheus junho
Ieprol
Navegação na tag

LGBTQIA+

OUTDOOR QUE COBRA CONSELHO LGBTQIA+ É VANDALIZADO EM VITÓRIA DA CONQUISTA

Um homem foi flagrado jogando tinta em um outdoor no município de Vitória da Conquista, na Avenida Olívia Flores, veiculado pelo vereador Alexandre Xandó, do Partido dos Trabalhadores, que cobrava a criação de um Conselho Municipal LGBTQIA+ no município. Conforme vídeo produzido por testemunhas, o homem, enquanto vandalizava a placa, afirmou que a mensagem no outdoor se tratava de “ideologia de gênero”.

“Esse tipo de conduta mostra um claro ato de ignorância e preconceito, motivado pela LGBTfobia. Atacar justamente essa placa denota o quanto nossa sociedade é preconceituosa e conservadora. Vamos apurar o caso e não vamos abaixar a cabeça porque LGBTfobia é crime”, destacou o vereador.

O vereador Alexandre Xandó instalou diversos outdoors na cidade cobrando da Prefeitura Municipal a criação do Conselho Municipal de Diversidade Sexual, com políticas de emprego e renda voltada para a comunidade LGBTQIA+.

Leia mais...

JUSTIÇA ORDENA QUE MARINHA AUTORIZE SARGENTO TRANS A USAR NOME SOCIAL E FARDA FEMININA

Uma terceiro-sargento transexual da Marina de Ladário (MS) conquistou na Justiça o direito de usar nome social, além de fardamento e cabelos femininos durante o exercício de suas funções.

A militar é parte da corporação desde 2011 e já havia conseguido mudança do nome civil. Com o novo documento em mãos, ela solicitou a seus superiores em março que fosse referida no trabalho pelo novo nome e pediu urgência na troca de alojamento e banheiro para não “sofrer assédio dos homens em razão da terapia hormonal estar em curso”. A informação é do portal Direito News. A terceiro-sargento teve seu requerimento parcialmente atendido, já que pôde usar banheiro reservado, mas foi informada no dia 5 de maio que os outros pleitos deveriam ser encaminhados à Diretoria de Pessoal Militar da Marina. No dia 10 de junho, a instituição finalmente deu uma resposta à agente, informando-a que não seria possível a alteração do nome ou uso do fardamento e cabelos femininos, “por falta de previsão legal”. A partir da negativa, a militar entrou com uma ação. O juiz Daniel Chiarettim, substituto na 1ª Vara Federal de Corumbá, foi o responsável por determinar a autorização das demandas dela. Leia mais...

ENTIDADES VÃO PROCESSAR PASTOR QUE DISSE ORAR PELA MORTE DE PAULO GUSTAVO

Grupos de defensores de direitos humanos e entidades LGBTQIA+ acionaram o Ministério Público contra a declaração do pastor José Olímpio, da Assembleia de Deus de Alagoas, que disse orar pela morte do ator Paulo Gustavo, internado há um mês, em estado grave com covid-19.

“Esse é o ator Paulo Gustavo que alguns estão pedindo oração e reza. E você vai orar ou rezar? Eu oro para que o dono dele o leve para junto de si”, publicou o pastor em suas redes sociais nesta semana. Após a repercussão negativa do comentário, José Olímpio apagou a publicação.

Em nota, o Grupo Gay de Alagoas (GGAL) informou que as entidades LGBTQIA+ irão registrar um boletim de ocorrência na próxima terça-feira (20) contra o líder religioso.

Confira a nota na íntegra:

Em virtude dos comentários discriminatórios proferidos pelo pastor José Olímpio, as instituições LGBTQIA + e defensoras dos direitos humanos de Alagoas, farão um B.O na próxima terça-feira (20). Esse será o primeiro passo para uma série de atitudes tomadas contra o pastor José Olímpio – líder da Assembleia de Deus em Alagoas.

Em seguida, as instituições estarão acionando o Ministério Público e a Ordem dos Advogados do Brasil em Alagoas (OAB/AL) , que serão acionados para moverem uma ação civil pública contra o líder religioso.

Suas falas levaram Alagoas a ser destaque em todo o Brasil. As declarações feitas por este líder da Assembleia de Deus em Alagoas, alegando estar orando para que Paulo Gustavo morresse, fato que indignou milhares de pessoas e revoltou as lideranças LGBTQIA + alagoanas e de todo o país.

A declaração foi feita em seu perfil pessoal no Instagram, onde o pastor postou a foto do artista com o seguinte texto na legenda:

“Esse é o ator Paulo Gustavo que alguns estão pedindo oração e reza. E você vai orar ou rezar? Eu oro para que o dono dele o leve para junto de si”, escreveu.

Suas falas repercutiram rapidamente nas redes sociais, e logo foram pauta em vários jornais.

Estes são tempos sombrios! O Grupo Gay de Alagoas (GGAL) repudia a postura adotada pelo pastor José Olímpio e pedem um posicionamento das instituições religiosas envolvidas no caso.

Leia mais...