Cerveja Je assunção
uruçuca novo
Buerarema
Plansul
Ieprol
Navegação na tag

Lúcio Vieira Lima

ITABUNA: CHARLIANE VAI DISPUTAR UMA VAGA NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA, DECLARA LÚCIO VIEIRA LIMA

O ex-Deputado Federal, Lucio Vieira Lima (MDB), declarou neste domingo, 7, que Charliane Sousa será candidata a Deputada Estadual pelo MDB.

Lúcio garantiu que a Ex-Vereadora e ex-candidata Prefeita de Itabuna será uma das prioridades do partido, por ser mulher, parda, e pela garra e vontade de servir ao povo demonstrada na última eleição, além de representar uma região politicamente e economicamente importante na Bahia.

Leia mais...

ITABUNA: FILIADOS DO MDB QUEREM UNIFICAR PRÉ-CANDIDATURAS EM TORNO DE MARUSE

O furdunço no MDB, em Itabuna prossegue, sem data ou hora pra acabar. Isso porque, segundo informações confirmadas pelo iPolitica, membros históricos do partido querem manter a pré-candidatura à prefeita de Maruse Dantas Xavier pelo MDB, e defendem o recuo dos demais postulantes, Dr. Zacarias e Antônio Cavalcante, e apoio a desportista.

Segundo Rodrigo Xavier, membro da Diretoria Municipal, a Executiva Estadual do Partido, através do seu Presidente Alex Futuca, tinha autorizado a pré-candidatura de Maruse, acordando que mais tarde definiria em conjunto, como seria o processo de escolha do MDB entre seus pré-candidatos. Ainda Segundo Digão, “a pré-candidatura de Maruse está mantida e vai até o fim. Só resta saber quando será o fim.”.

Vale ressaltar que essa articulação em Itabuna vai de encontro a vontade do ex-deputado federal e ex-presidente estadual do Partido, Lúcio Vieira Lima, que até já marcou data para filiar e lançar, sua preferida, a Vereadora Charliane Sousa como pré-candidata do partido, atendendo pedido da parlamentar. O lançamento está marcado para o dia 8 de março, dia internacional da mulher.

Leia mais...

CANAVIEIRAS: MDB QUER LANÇAR ALMIR JÚNIOR PRÉ-CANDIDATO A PREFEITO

O MDB pretende lançar o nome de Almir Júnior, filho do ex-prefeito Almir Melo, como pré-candidato a prefeito do município. A informação foi confirmada ao iPolitica, pelo ex-deputado federal, Lúcio Vieira Lima.

Ao blog, Lúcio disse que Almir Júnior representa a juventude do partido e a nova política que está sendo implantada pelo atual presidente estadual, Alex Futuca. “É o desejo do partido a nível Estadual e Federal, que conhece o trabalho de Almir Júnior, mas lógico que depende também do próprio Almir e do MDB municipal.”, afirmou.

Leia mais...

ITABUNA: ADRIANA NEVES DEIXA O DC E SE FILIA AO MDB

A Ex-presidente Estadual Mulher do Democracia Cristã – DC, Adriana Neves, deixou a legenda está semana e se filiou ao MDB. Adriana, que também era presidente do partido em Itabuna, disse ao iPolitica que saiu do DC por causa de uma série de irregularidades cometidas no último pleito eleitoral que ela mesma denunciou a nacional, e ingressou no MDB pois foi o primeiro partido a abrir as portas para as mulheres. “O MDB vai passar por uma renovação e farei parte deste processo. De trazer novos nomes em todo território baiano.”

A filiação de Adriana Neves foi comentada pelo Ex-deputado Federal Lúcio Vieira Lima. Ele disse ao iPolitica que o partido ganha muito, primeiro por ser uma mulher, as quais todos partidos querem cada vez mais aumentar a participação delas nos seu quadros, mas principalmente, por ser uma mulher guerreira, combativa e que pensa bem a política. “Tenho certeza que ela terá uma importância fundamental, nesse processo de reformulação do MDB, tocado pelo presidente Alexandro Freitas.”.

Leia mais...

PGR REITERA PEDIDO DE CONDENAÇÃO DE 80 ANOS DE PRISÃO PARA GEDDEL E 48 PARA LÚCIO VIEIRA LIMA

Em alegações finais enviadas ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quarta-feira (9), a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, reiterou pedido para que o deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB/BA), seu irmão, o ex-ministro Geddel Vieira Lima e o empresário Luiz Fernando Machado Costa Silva sejam condenados pelos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa.

No documento de 85 páginas, Dodge rebateu os argumentos apresentados pelas defesas dos acusados ao longo da instrução processual, destacando a existência de provas de práticas criminosas ocorridas entre 2010 e 2017, quando foram apreendidos R$ 51 milhões (R$ 42.643.500,00 e U$ 2.688.000,00) em um apartamento na cidade de Salvador. Também nesta quarta-feira, a procuradora-geral se manifestou pela manutenção da prisão preventiva do ex-ministro. A defesa havia pedido a liberdade do réu em decorrência do fim da instrução processual. Três meses após a descoberta do dinheiro – em dezembro de 2017 – Lúcio, Geddel, a mãe dos dois, Marluce Vieira, Luiz Fernando e o ex-secretário parlamentar, Job Ribeiro Brandão foram denunciados pela procuradora-geral.

Em relação às penas a serem aplicadas aos irmãos e a Luiz Fernando, foram discriminados aspectos ligados à participação de cada um dos réus nos esquemas criminosos, bem como fatores que, por lei, são causa de majoração das penas. No caso do ex-ministro Geddel Vieira Lima – a quem foram atribuídos oito crimes de lavagem de dinheiro, o pedido da PGR é para que a condenação alcance 80 anos de reclusão. Em relação ao deputado Lúcio Vieira Lima, a PGR requereu 48 anos e seis meses de reclusão. Para Luiz Fernando, o pedido é de condenação de 26 anos de prisão. Ainda de acordo com a manifestação da procurador-geral, os três devem pagar multa conforme prevê o Código Penal. No caso de Geddel, foi sugerida a aplicação de 293 dias-multa, no valor unitário de cinco salários mínimos vigentes à época dos fatos, para cada uma das oito lavagens de dinheiro. Já para Lúcio Vieira Lima e Luiz Fernando também há indicação de multas referentes a 293 dias, mas considerando a participação em cinco séries criminosa,

Leia mais...

BAHIA: JOÃO GUALBERTO IRONIZA LÚCIO VIEIRA LIMA SOBRE UNIÃO DAS OPOSIÇÕES

O pré-candidato ao governo do estado, deputado federal João Gualberto (PSDB), ironizou a declaração do também deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB), cuja opinião é de que as oposições se unirão no segundo turno. Em uma postagem no Instagram, o irmão de Geddel disse que espera que a aliança ocorra em torno do “candidato do MDB”, João Santana.

Ao BNews, Gualberto disparou: “Acho que é mais uma brincadeira dele. Conversaremos com todos os partidos da oposição, menos o que o partido em que Lúcio estiver. Não conversaremos com ninguém envolvido com as malas”.

Leia mais...

BAHIA: PSDC E MDB CONVERSAM SOBRE COLIGAÇÕES

O presidente do PSDC na Bahia, Antônio Albino e o Deputado Federal Lúcio Vieira Lima (MDB), tiveram uma conversa informal nesta terça-feria, 1, feriado do dia do trabalhador. Segundo apurou o blog iPolítica, a pauta do encontro foi uma possível coligação para as eleições de outubro.

O PSDC integra uma chapinha, composta também por PPS, PTC, PHS e PMN e lança no próximo dia 5, a pré-candidatura do presidente do sindicato da policia civil – Sindpoc, Marcos Maurício ao Governo do Estado.

 

Leia mais...

CARLETTO E LÚCIO SÃO OS BAIANOS MAIS FALTOSOS NA CÂMARA DOS DEPUTADOS

Os deputados federais Lúcio Vieira Lima (MDB) e Ronaldo Carletto (PP) são os mais faltosos entre os 39 parlamentares baianos na Câmara com quase um terço de ausências nas 28 sessões deliberativas realizadas em 2018, de acordo com levantamento da Coluna Satélite.

Cada um deles faltou a oito encontros, o que representa 28,5% do total. Depois deles vem Sérgio Brito (PSD), que não foi a sete sessões. Jorge Solla (PT), com seis faltas, aparece em seguida e Elmar Nascimento (DEM), com cinco, completa o top five dos menos assíduos entre os parlamentares baianos.

O levantamento aponta ainda que entre os mais assíduos, somente dois baianos marcaram presença em todas as sessões: João Gualberto e Jutahy Júnior, ambos do PSDB. Seis deputados do estado têm apenas uma ausência: Antonio Imbassahy (PSDB), Antonio Brito (PSD), Cacá Leão (PP), Daniel Almeida (PCdoB), José Carlos Aleluia (DEM), Valmir Assunção (PT) e Waldenor Pereira (PT).

Os deputados Márcio Marinho (PRB) e José Rocha (PR) têm sete e seis faltas na Câmara, respectivamente. Contudo, todas elas foram justificadas.

Leia mais...

COMISSÃO DE ÉTICA ANALISA PERDA DE MANDATO DE LÚCIO VIEIRA LIMA NESTA TERÇA

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados realiza reunião nesta terça-feira (10) às 14 horas, para discutir e votar pedidos de perda de mandato de Lúcio Viera Lima (MDB-BA) e mais três deputados: Celso Jacob (MDB-RJ), Lúcio Vieira Lima (MDB-BA), Paulo Maluf (PP-SP) e João Rodrigues (PSD-SC).

O Conselho vai continuar a discussão e votação do parecer do deputado Hiran Gonçalves (PP-RR) sobre a perda do mandato do deputado Lúcio Vieira Lima, investigado pela Polícia Federal por crimes de lavagem de dinheiro, associação criminosa e ameaça. A representação, apresentada pelo PSOL e pela REDE Sustentabilidade, foi parcialmente acolhida pelo relator.

Leia mais...

A MENSAGEM DE LÚCIO VIEIRA LIMA

Conhecido pela irreverência e suas mensagens subliminares, o deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB) mandou um recado para alguém especial, hoje em seu instagram.

Na mensagem, o irmão de Geddel fala em ingratidão, orgulho e falta de memória. Apesar da irreverência peculiar, a mensagem apresenta mágoa e decepção, com alguém, mas quem? 

Vale lembrar que o deputado se reuniu na semana passada com o prefeito de Salvador, e comenta-se na imprensa que ACM Neto (DEM) só aceitaria o apoio do MDB, em uma eventual disputa ao Palácio de Ondina, caso Lúcio Vieira Lima deixasse o partido.

 

Leia mais...

RAQUEL DOGDE FAZ NOVO PEDIDO DE CAUTELARES CONTRA LÚCIO E MARLUCE VIEIRA LIMA

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu nesta sexta-feira, 2, ao ministro STF (Supremo Tribunal Federal) Edson Fachin a reconsideração da decisão que rejeitou a aplicação de medidas cautelares contra o deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) e Marluce Vieira Lima, respectivamente irmão e mãe do ex-ministro Geddel Vieira Lima. As informações são da Agência Brasil.

Na petição, a procuradora afirmou que a decisão de Fachin, proferida na quarta-feira (28), não levou em conta que investigações preliminares sobre a origem de R$ 51 milhões encontrados no apartamento de um amigo de Geddel, em Salvador, no ano passado, indicam que dinheiro pode ter sido recebido pela família como propina paga pela empreiteira Odebrecht em troca da atuação do ex-ministro na Caixa Econômica Federal, além da apropriação indevida de salários de funcionários de Lúcio na Câmara dos Deputados, da venda simulada de gado e do aluguel fictício de máquinas agrícolas.

Leia mais...

FACHIN REJEITA PEDIDO DE MEDIDA CAUTELAR CONTRA LÚCIO VIEIRA LIMA

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edison Fachin, rejeitou o pedido do Ministério Público Federal (MPF) para aplicar medidas cautelares diversas da prisão ao deputado federal Lúcio Vieira Lima e sua mãe Marluce Vieira Lima. Ambos foram denunciados após a apreensão dos R$ 51 milhões em um apartamento ligado ao ex-ministro Geddel e que foi cedido por um empresário ao deputado federal Lúcio Vieira Lima.

De acordo com a Rádio Sociedade, a Procuradoria-Geral da República também afirmou que a medida tinha objetivo de impedir a continuidade da prática de condutas que se configuram delito de peculato. A defesa de Marluce e Lúcio Vieira, conduzido pelo advogado Gamil Föppel, contestou o pedido do MPF argumentando que a suposta prática de crimes de lavagem de dinheiro seria “fruto de mera opinião”.

Leia mais...

CONSELHO DE ÉTICA VAI INSTALAR PROCESSO DE CASSAÇÃO DE LÚCIO VIEIRA LIMA E MAIS TRÊS DEPUTADOS

Os membros do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados vão instalar na próxima semana, provavelmente na terça-feira, 27, processo disciplinar solicitando a cassação do deputado federal baiano, Lúcio Vieira Lima (MDB), irmão do ex-ministro Geddel Viera Lima. Outros três deputados federais também terão pedidos de cassação solicitados, Celso Jacob (MDB), do Rio de Janeiro, Paulo Maluf (PP), de São Paulo e João Rodrigues (PSD) de Santa Catarina.

O presidente do conselho, o baiano Elmar Nascimento, do DEM, aliado do MDB na Bahia, deve escolher o relator de cada processo.

Leia mais...

PF NÃO CONSEGUIU ACESSAR DADOS DO CELULAR DE LÚCIO VIEIRA LIMA

O perito federal Fábio Sícoli informou aos investigadores encarregados dos inquéritos em tramitação no Supremo Tribunal Federal (STF) que a Polícia Federal não conseguiu destravar o celular do deputado Lúcio Vieira Lima (MDB) para acessar o conteúdo, de acordo com a Coluna Expresso da Revista Época.

Lúcio é investigado no caso dos R$ 51 milhões apreendidos em Salvador e teve o aparelho recolhido pela PF. De acordo com o relato de Sícoli, a perícia não dispõe de ferramenta capaz de desbloquear o telefone nas versões mais atuais do sistema operacional.

Leia mais...