FICC
Shopping
CVR
diabetes
Buerarema
Plansul
COLÉGIO JORGE AMADO
Pref ilheus junho
Ieprol
Navegação na tag

Marina Silva

MARINA AFIRMA QUE NÃO APOIARÁ NEM BOLSONARO E NEM HADDAD NO SEGUNDO TURNO

A candidata a Presidência, Maria Silva (REDE), fez embates diretos com o candidato do PT, Fernando Haddad, no debate promovido pelo SBT, UOL e Folha de São Paulo, nesta quarta-feira, 26. Em queda das pesquisas de intenção de voto, com 6%, segundo levantamento da CNI/Ibope divulgado ontem, Marina Silva tentou responsabilizar Haddad pelo governo Michel Temer.

A candidata lembrou que Haddad foi “pedir bênção” ao senador Renan Calheiros (MDB), um dos apoiadores do impeachment contra Dilma Rousseff (PT). “Quem botou o Temer lá foram vocês. Ele traiu a Dilma e não teria conseguido chegar à Presidência se não fosse a oposição”, rebateu o candidato do PT.

Marina disse ainda que num possível segundo turno entre o petista e Bolsonaro, ela não apoiaria nenhum dos dois. Em 2014, a candidata apoiou Aécio Neves (PSDB) no segundo turno contra a Dilma, que foi reeleita.

Leia mais...

MARINA SILVA CONDENA CIBERATAQUE AO GRUPO “MULHERES CONTRA O BOLSONARO”

A candidata a Presidência da República, Marina Silva (REDE), condenou neste domingo o ciberataque contra o grupo #MulheresContraOBolsonaro. A presidenciável usou as redes sociais para manifestar sua indignação. “é uma demonstração de como ditaduras operam. Qualquer ato autoritário é inaceitável, venha de onde vier, seja contra quem for. Toda minha solidariedade ao grupo. Que essa covardia seja investigada e punida.

Marina afirmou, também, que o país está diante de uma situação semelhante ao que aconteceu nos Estados Unidos. Ela citou setores autoritários, antidemocráticos e intolerantes querendo influenciar as eleições, abusando do poder econômico, de formas ilícitas para atrapalhar o processo democrático. “Esse tipo de atitude é fruto de uma visão autoritária, tem resquícios na ditadura e, como mulher, quero aqui apresentar o meu repúdio e minha solidariedade à livre manifestação da opinião de todas as mulheres brasileiras. É uma atitude autoritária, machista e preconceituosa.”, concluiu.

Leia mais...

MARINA SILVA QUER QUE AS FAKE NEWS SEJAM INVESTIGADAS COM TODO O RIGOR

A candidata a Presidência da República, Marina Silva (REDE), disse neste domingo, 26, que anda muito preocupada com a velocidade com que chamadas Fake News estão sendo divulgadas. Por meio de redes sociais, a ex-senadora assumiu novamente o compromisso de fazer uma campanha ética, sem fazer uso da violência ou mentiras contra os adversários. A forma como se ganha determina a forma como se governa. “Não vale tudo para ganhar uma eleição!”.

A ex-ministra do Meio Ambiente disse, também que não vai utilizar robôs e nem tentativas de manipular o debate público. “É bom para a democracia que as possíveis máquinas de fake news e manipulação do debate político venham à tona e sejam investigadas com todo o rigor.”, finalizou.

Leia mais...

MARINA SILVA PRETENDE DAR EFETIVIDADE A LEI MARIA DA PENHA FORTALECENDO AS DELEGACIAS ESPECIALIZADAS

A presidenciável da Rede Sustentabilidade, Marina Silva, criticou nesta terça-feira, 7, o número de feminicídios no Brasil. De acordo com Marina, o país é o quinto colocado neste tipo de crime. Em suas redes sociais, ela defendeu o fortalecimento da Lei Maria da Penha, que ela avalia como uma conquista histórica. “A Lei Maria da Penha também pode entrar como um conteúdo transversal dentro das salas de aula. É preciso ensinar as nossas crianças de que o machismo e a visão patriarcal não é algo natural. Mesmo em nossas diferenças, somos todos seres humanos com as mesmas potencialidades.”, explicou.

Marina Silva também criticou a violência psicológica e física que as mulheres também sofrem, além da violência de ter uma remuneração menor pelas mesmas ocupações e taxa de desemprego superior. A candidata afirmou que defende o fortalecimento do empreendedorismo comunitário e linhas de créditos para que as donas de casa possam abrir seu próprio negócio. O ciclo de violência também é combatido com a independência financeira. “as mulheres terão um peso muito grande no meu gabinete e no meu ministério, assim como elas devem ter um peso importante dentro do Congresso e dentro das empresas.”, finalizou Marina em seu twitter.

Leia mais...

INTEGRANTES DO PDT QUEREM QUE CIRO GOMES DISCUTA ALIANÇA COM MARINA SILVA, AFIRMA COLUNA

A cúpula do PDT tem tratado a rejeição do centrão ao nome de Ciro na base do lema “há males que vêm para o bem”. Integrantes do partido defendem que o candidato procure Marina Silva (Rede) para discutir a possibilidade de uma aliança, afirma a Coluna Painel da Folha de São Paulo.

Marina já rejeitou acenos de outras siglas, mas os pedetistas dizem que Ciro deve ao menos tentar. O discurso feito por Ciro no lançamento de sua candidatura ao Planalto, nesta sexta (20), passou por diversas mãos. A principal preocupação era a de que fosse uma fala sem rompantes. O comando da campanha quer evitar que o pedetista seja visto como o “Bolsonaro da esquerda”.

Leia mais...

MARINA SILVA ARRECADA R$ 36 MIL EM PRIMEIRO DIA DE “VAQUINHA”

Em seu primeiro dia de arrecadação virtual, a pré-candidata da Rede à Presidência, Marina Silva, já recebeu R$ 36.446 de apoiadores para financiar sua campanha.

De acordo com a Folha, até as 22h20 ​desta terça-feira 17, a ex-senadora havia recebido 242 doações pela plataforma de crowdfunding que entrou no ar na segunda-feira, 16, por volta das 23h40. O objetivo, diz o site da vaquinha, é “equilibrar a disputa”.

Segundo a assessoria da candidata, a primeira doação ocorreu apenas um minuto após a entrada da plataforma no ar, ainda para testes.

Leia mais...

MARINA SILVA DIZ QUE NÃO MUDA POSICIONAMENTO PARA CAPTAR VOTOS DO PT

A pré-candidata da Rede à Presidência da República Marina Silva disse na noite de sexta-feira, 22, que não mudará seu posicionamento nas eleições para captar o eleitorado petista, caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso e condenado na Lava Jato, não possa concorrer.

“Acho que as pessoas me respeitam muito mais porque eu não faço uma adaptação do discurso para tentar canibalizar os votos do PT”, disse a presidenciável em entrevista à jornalista Mariana Godoy, na RedeTV, veiculada na noite de sexta-feira. “Eu tento convencer as pessoas de que eu sou uma alternativa boa para o Brasil, porque sou capaz de reunir as pessoas. Porque temos uma proposta, que temos trabalhado nela desde 2010 para mudar o Brasil de verdade, e porque não temos preconceito com nenhum dos partidos”, completou Marina, que concorre neste ano pela terceira vez ao Palácio do Planalto.

Divulgada no início de junho, a última pesquisa de intenção de votos do Datafolha revela que Marina é herdeira de parte dos votos, caso o ex-presidente não esteja nas urnas de outubro. Com Lula na pesquisa, Marina aparece com 10%; sem o petista, com 15%.

A pré-candidata concorreu em 2014 pelo PSB e em 2010, pelo PV. Antes disso, foi deputada, senadora e ministra do PT. Comandou o Meio Ambiente na gestão de Lula. Com informações do Estadão.

Leia mais...

SEM LULA, BOLSONARO LIDERA, SEGUIDO POR MARINA SILVA E JOAQUIM BARBOSA, REVELA PESQUISA

O Instituto Paraná divulgou nova pesquisa para presidente em dois cenários: com e sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na disputa. No primeiro cenário, sem Lula, Jair Bolsonaro (PSL) teria 20,5%, seguido por Marina Silva (REDE), com 12% e Joaquim Barbosa (PSB), com 11%, empatados tecnicamente. Ciro Gomes (PDT) vem logo após com 9,7%, seguido por Geraldo Alckmin (PSDB), com 8,1%. O senador Álvaro Dias, do Podemos, aparece com 5,9%. O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, alcança 2,7%, e Manuela D’Ávila (PCdoB), 2,1%.

No outro cenário, o ex-presidente Lula (PT), aparece com 27,6% das intenções, ante 19,5% de Bolsonaro, 9,2% de Joaquim Barbosa e 7,7% de Marina Silva. O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) vem logo depois com 6,9%, seguido por Ciro Gomes (PDT), com 5,5% e Álvaro Dias (PODE), com 5,4%.

A pesquisa do Instituto Paraná ouviu, entre os dias 27 de abril e 2 de maio, 2.002 pessoas, em 137 municípios de 26 unidades da federação. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais com 95% de nível de confiança. O levantamento foi registrado no TSE sob o número BR 2853/2018.

Leia mais...

MARINA SILVA DIZ QUE RECEBEU COM TRANQUILIDADE RESULTADO DE PESQUISA DATAFOLHA

Em nota divulgada à imprensa, Marina Silva comentou o resultado da pesquisa Datafolha, divulgada neste domingo (15), que coloca a pré-candidata da REDE empatada tecnicamente em 1º lugar e vencendo as eleições no 2ª turno. “Recebo com tranquilidade o resultado da pesquisa DataFolha sobre possibilidades eleitorais dos pré-candidatos à Presidência de 2018. Lembro que pesquisa retrata um momento. E que nesse momento e nos próximos meses o eleitor estará fazendo escolhas entre um expressivo número de candidatos. Nesse período de pré-campanha em que tenho circulado pelo País, estou atenta ao risco da extrema polarização do debate político, recolho propostas para o programa que apresentarei aos cidadãos e me posiciono, como tenho feito desde 2010, comprometida com o debate e não com o embate.”

Os porta-vozes da REDE, Lais e Pedro Ivo, também comentaram o resultado da pesquisa. “Sabemos que as pesquisas retratam o momento presente. A REDE continuará trabalhando pela vitória de Marina Silva, independentemente de pesquisas. Nosso projeto é construir um Brasil democrático, sustentável e ético, derrotando a velha política.”, afirmaram.

Leia mais...

POR ACLAMAÇÃO, MARINA SILVA LANÇA PRÉ-CANDIDATURA A PRESIDÊNCIA

A ex-senadora e ex-ministra Marina Silva, por aclamação, lançou sua candidatura a Presidência da República durante o 3º Congresso Nacional da REDE Sustentabilidade, neste sábado (07), em Brasília com o slogan “Não dá para querer mudar e não mudar”. Marina busca pela terceira vez consecutiva a vitória. Em 2010, ela foi candidata pelo PV e em 2014, pelo PSB.

“Pela terceira vez, diante de todos os brasileiros, amigos da imprensa, aqueles que estão nos acompanhando de casa, presidente da República”, disse. Entre as bandeiras de Marina estão o combate à corrupção, com o fim ao foro privilegiado, ajuste das contas públicas e redução da desigualdade social.

Leia mais...

CRISTÓVAM BUARQUE DEFENDE APOIO DO PPS A MARINA SILVA

O Senador Cristóvam Buarque disse que defende que o seu partido, o PPS, apoie a pré-candidata Marina Silva (REDE), em sua terceira tentativa de chegar a Presidência da República.

A afirmação do Senador foi neste sábado, 7, no Congresso da Rede Sustentabilidade em Brasília. No entanto, Cristóvam se articula para ser o nome do PPS na disputa ao Palácio do Planalto.

  Leia mais...

“ALIANÇA ENTRE MARINA SILVA E JOAQUIM BARBOSA É IMPROVÁVEL”, DIZ INTERLOCUTOR

Uma eventual aliança entre a ex-senadora, Marina Silva, da Rede Sustentabilidade e o ex-ministro do Superior Tribunal Federal – STF, Joaquim Barbosa, é considerada improvável por interlocutores dos dois presidenciáveis. Barbosa, que deve se filiar até o final da semana ao PSB, se encontrou algumas vezes com Marina no ano passado com mediação do ex-ministro do STF, Ayres Brito.

De acordo com o Estadão, o presidente do PSB, Carlos Siqueira afirmou que uma aliança entre os dois é “improvável”, já que a Rede faz oposição aos três governos do PSB. ““É improvável que coliguemos. Se ela acha que os nossos governos não merecem o apoio da Rede, porque nós vamos achar que devemos apoiá-la?”, questionou. O PSB governa os estados da Paraíba, Pernambuco e o Distrito Federal.

Leia mais...

PRESIDENTE DO FLAMENGO SE FILIA A REDE SUSTENTABILIDADE

O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, filiou-se à REDE Sustentabilidade nesta nesta quinta-feira, 22, no hotel Novotel, no Rio de Janeiro, e contou com a participação da porta-voz nacional do partido, Marina Silva e do deputado federal e pré-candidato a governo do estado do Rio de Janeiro, Miro Teixeira.

Marina e Eduardo se conhecem desde a época em que ela foi ministra do Meio Ambiente e ele chefe do Departamento do Meio Ambiente no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). “Ele me ajudou muito como diretor do BNDES, na viabilização do fundo Amazônia para proteger florestas e fomentar projetos de desenvolvimento. Não é só discurso não, é prática.”, destacou a porta-voz.

Em 2014, quando já era presidente do Flamengo, Eduardo chegou a pensar em divulgar o seu voto publicamente. Mas, na ocasião, considerou que não deveria misturar as coisas. “Sempre votei na Marina, tanto em 2010 como em 2014. E, agora, em 2018. Só que dessa vez nós vamos ganhar.”, afirmou.

No final do ano passado, com a proximidade do fim da sua gestão no Flamengo, Eduardo repensou as possibilidades futuras de atuação. “Quando eu e Marina nos reaproximamos, levantamos a possibilidade de filiação e possível candidatura. O primeiro passo eu já dei. Não sei o que irá acontecer nas eleições, mas estou à disposição para o que for melhor para a REDE e o que for melhor para Marina.”, enfatizou.

Leia mais...

AGORA! ASSINA COMPROMISSO COM A REDE PARA LANÇAR CANDIDATOS

O Agora! assinará nesta terça-feira, 27, uma carta de compromisso com a Rede Sustentabilidade da ex-senadora Marina Silva, aponta a Coluna Painel da Folha de São Paulo. Pelo menos cinco integrantes do grupo deverão ser candidatos a deputado federal pela Rede.

A carta deverá seguir o modelo assinado antes com o PPS, com total autonomia ao movimento. Ainda segundo a coluna, Marina vai participar do anúncio oficial na próxima semana.

Leia mais...