Ieprol – Matrículas Abertas – Desktop Mobile
Navegação na tag

Meio Ambiente

ITABUNA: PESQUISA APONTA QUE 87% DA POPULAÇÃO APROVA COLETA DE RESÍDUO

Uma pesquisa da empresa Compasso revelou que 87% da população de Itabuna está satisfeita com a coleta de lixo que é executado pela empresa Biosanear, responsável pela coleta de resíduos e limpeza de logradouros públicos em Itabuna. Recentemente a Biosanear adquiriu novos equipamentos como uma nova frota de caminhões compactadores, motocoletoras utilizadas em locais de difícil acesso e um caminhão munck destinado à captação de materiais recicláveis para a Associação dos Catadores de Itabuna.

Com o objetivo de orientar a população sobre o descarte correto de resíduos, a Biosanear implantou uma equipe de Educação Ambiental, que já vem atuando no centro e nos bairros da cidade

Para o gerente de Operações da Biosanear, Alan Lima, “por meio de uma pesquisa independente e séria foi possível constatar que a população reconhece o esforço diário desse time, e isso nos mantém motivados quanto ao nosso compromisso constante para limpeza pública de Itabuna”

A pesquisa realizada pela Compasso entrevistou 654 moradores de todos os bairros de Itabuna.

Leia mais...

COM O APOIO DA PREFEITURA DE ITACARÉ, O FESTIVAL DE INVERNO VAI BENEFICIAR A CADEIA DE RECICLAGEM E A INCLUSÃO DE CATADORES DE RESÍDUOS

Com o intuito de preservar o ecossistema do litoral sul baiano, além de promover a educação ambiental, o Festival de Inverno de Itacaré – que acontecerá nos dias 1 e 2 de setembro –, contará com as ações do Programa municipal ‘Lixão Nunca Mais’. A iniciativa é uma parceria com a Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria de Meio Ambiente, e a Associação de Catadores Vitória. Objetivo: fazer o descarte correto de resíduos gerados pelo evento e a coleta de materiais recicláveis, destinando-os para as famílias que têm a reciclagem como forma de subsistência.

Antes da sanção do novo marco legal do saneamento, (Lei n⁰ 14.026/20), os dejetos não tratados ocupavam uma área de cinco hectares no antigo lixão e ameaçavam a biodiversidade e a saúde pública. Agora o local está em fase de recomposição e em compensação foram construídos uma Estação de Transbordo e o Centro de Triagem e Econegócios, onde os recicladores tem acesso a banheiros, cozinha, showroom, brechó, além de espaço para produção de artesanatos e fabricação de vassouras ecológicas com garrafas pet. “A maior vitória disso tudo não é só o fechamento do lixão, mas também dar um local digno de trabalho para os catadores”, disse o prefeito Antônio de Anízio.

Com o Programa, Itacaré se tornou a primeira cidade a desativar um lixão em área de Mata Atlântica no Brasil. Para o Secretário de Meio Ambiente, Marcos Luedy, a ação superou as expectativas: “Cada sorriso nos rostos dos recicladores, é um sorriso em nossos rostos, também. No início foi muito difícil, mas a ideia foi ficando mais forte e as pessoas passaram a acreditar”, disse.

Nos dias do Festival, que ocorrerá na Arena de Eventos do Km 5, em Itacaré, serão instalados Ecopontos e bags no espaço para incentivar o público a realizar o descarte de forma correta. A prefeitura, por sua vez, fará a retirada dos materiais, destinando os recicláveis para o Centro de Triagem e os não recicláveis para o aterro sanitário credenciado no município de Itabuna.

Com a expectativa de receber até seis mil pessoas e cerca de 16h de festa, o Festival de Inverno deve gerar toneladas de resíduos que receberão o tratamento adequado. “Fizemos outros eventos em Itacaré e sempre tivemos os catadores como parceiros. Com o apoio da prefeitura, esse cuidado ecológico fica mais forte e eficaz”, disse Guilherme Ibañes, sócio da Vila Baiana Produções, produtora do Festival.

Leia mais...

BIOSANEAR ADQUIRE NOVOS EQUIPAMENTOS PARA A COLETA DE RESÍDUOS EM ITABUNA

 

A Biosanear, responsável pela coleta de resíduos e limpeza de logradouros públicos de Itabuna, está adquirindo novos equipamentos que visam melhorar os serviços realizados pela empresa e incentivar a coleta seletiva, uma ação que gera emprego e renda para catadores e contribui com a conservação ambiental.

Entre os equipamentos já em operação estão uma nova frota de caminhões compactadores para coleta de resíduos, motocoletoras utilizadas em locais de difícil acesso e um caminhão munck destinado à captação de materiais recicláveis

Uma novidade é o caminhão ´roll-on roll-off´ com caixas estacionárias que serão colocadas nas feiras da cidade. Essas caixas, com 30 metros cúbicos cada uma, possibilitam a acomodação correta, além de facilitar a dinâmica da coleta da cidade.

A Biosanear também adquiriu um veículo que será utilizado em ações de conscientização sobre Educação Ambiental junto à população do centro e dos bairros de Itabuna.

Para o gerente de Operações da Biosanear, Alan Lima, “esses equipamentos trarão uma maior qualidade no serviço que prestamos ao município e mais segurança para nossos colaboradores, além de novas frentes de atendimento à população como a educação ambiental, indispensável nos dias de hoje”.

Leia mais...

ITABUNA: SEMANA DO MEIO AMBIENTE NO JEQUITIBÁ TEM ENTREGA DE MUDAS E OFICINAS DE RECICLAGEM

O Shopping Jequitibá, em Itabuna, está com uma programação diversificada para celebrar a Semana do Meio Ambiente e incentivar a conservação da natureza

A programação começou na segunda-feira (5) com os alunos da Spring School, e terá ainda a participação das escolas Arco-Íris, Geórgia e Ieprol apresentando trabalhos sobre meio ambiente. Durante toda a semana o Comitê de Sustentabilidade do Grupo Mulheres do Brasil realiza a coleta de pilhas usadas, para a destinação correta.

E do dia 5 ao dia 10, a Associação de Agentes Ambientais e Catadores de Materiais Reutilizáveis e Recicláveis de Itabuna – AACRRI promove ações de conscientização sobre coleta seletiva. No mesmo período, a unidade de O Boticário no shopping promove a ação Boti Recicla, coletando embalagens usadas de cosméticos de todas as marcas.

Para incentivar o replantio de árvores em toda a região, a CVR Costa do Cacau, responsável pelo armazenamento correto de resíduos sólidos no Sul da Bahia estará entregando mudas de ipê amarelo, ipê rosa, goiaba, graviola, manga, pitanga e murta. Além disso, está sendo feita a distribuição de uma cartilha de Educação Ambiental.

O gerente comercial da CVR Costa do Cacau, Maurício Ramos Sena, destaca que “a distribuição de mudas contribui pra deixar as cidades mais verdes, contribuindo para um ambiente mais saudável para a população”.

Fechando a programação no dia 10, às 16 horas, a Caese e o Comitê de Sustentabilidade promovem uma oficina de materiais recicláveis para crianças.

Para a superintendente do Shopping Jequitibá, Vera Guimaraes, “apoiar uma ação que valoriza a conservação ambiental através da educação orienta as crianças como cuidar na natureza e garantir um futuro com qualidade de vida”.

A Semana do Meio Ambiente é uma parceria do Shopping Jequitibá com a CVR Costa do Cacau, O Boticário, Prefeitura de Itabuna, Recicla Itabuna, Mãos que Reciclam, Grupo Mulheres do Brasil-Comitê de Sustentabilidade e Caese.

Leia mais...

ESTUDO APONTA QUE CRISE CLIMÁTICA PODE LEVAR TRÊS MILHÕES DE BRASILEIROS A EXTREMA POBREZA

A crise climática é um dos maiores desafios que a humanidade enfrenta atualmente. As mudanças estão causando impactos cada vez mais intensos e frequentes em todo o mundo, como enchentes, secas, ondas de calor, tempestades e furacões, que afetam a vida das pessoas de diversas formas.

Um relatório divulgado pelo Banco Mundial aponta que os choques climáticos poderão empurrar de 800 mil a 3 milhões de brasileiros para a pobreza extrema já em 2030. Entre os principais riscos para o Brasil estão as secas, as enchentes, os deslizamentos de terra, os incêndios florestais e a elevação do nível do mar.

Além disso, as mudanças climáticas podem levar à escassez de recursos naturais, como água e alimentos , elevação dos preços dos alimentos, redução da produtividade do trabalho e perda em saúde. Importante lembrar que muitas pessoas vivem em regiões propensas a desastres naturais, ou dependem diretamente da agricultura, pesca ou outras atividades que são sensíveis a essas mudanças.

O relatório do Banco Mundial traz sugestões, para que o impacto possa ser menor, como o crescimento inclusivo e mudanças estruturais. Esse documento cita um estudo produzido pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento que mostra que o Brasil “pode atingir em breve um ponto de inflexão para além do qual a bacia amazônica não mais teria chuva suficiente para sustentar o ecossistema e garantir abastecimento de água e armazenamento de carbono”.

De fato, as mudanças climáticas podem impactar no PIB( Produto Interno Bruto) de um país. O estudo mostra, que aqui no Brasil, o impacto acumulado até 2050 sobre o PIB é estimado em 920 bilhões de reais, cerca de 9,7 % do PIB atual.

Dessa maneira, o Banco Mundial concluiu que o impacto social e econômico dessa ruptura seria bem elevado com graves consequências para agricultura, abastecimento de água na cidade a mitigação das inundações de geração de energia hidrelétrica.

Ainda de acordo com o documento ,” é necessário agir no sentido de conciliar a disciplina fiscal com as necessidades de desenvolvimento do Brasil e manter espaço fiscal para financiar investimentos e programas voltados para as mudanças climáticas”. O relatoria concluiu que o governo precisa investir em ações de adaptação e mitigação da crise climática.

Leia mais...

CIMA APRESENTA PROJETOS A MINISTRA DO MEIO AMBIENTE MARINA SILVA E A CONVIDA PARA AGENDA PROPOSITIVA NO SUL DA BAHIA

O presidente do Consórcio Intermunicipal da Mata Atlântica (CIMA) Antônio Valete, participou de uma audiência com a Ministra do Meio Ambiente Marina Silva, em Brasília, articulada pelo Deputado Federal, José Joseildo Ramos (PT), onde foram apresentadas as problemáticas da região que constitui o CIMA e projetos que visam preservar e recuperar o meio ambiente e a Mata atlântica como por exemplo o Programa de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA), já consolidado no município de Ibirapitanga e implantado no último ano município de Jussari.

Durante a audiência foram pleiteados aporte de recursos financeiros para fomentar e expandir o Programa PSA, tendo em vista a sua importância no combate às mudanças climáticas e a redução das emissões de carbono, assim como a recuperação de áreas e florestas degradas, inclusão da Reserva do Teimoso na Rota Cientifica de ações para o clima e um convite especial, uma visita ao Sul da Bahia para a construção de ações propositivas junto aos gestores do CIMA.

Entusiasta de ações de recuperação e preservação ambiental, o Presidente Antônio Valete falou da importância de um olhar diferenciado para a região, que está em uma localização estratégica, dentro do bioma da Mata Atlântica, possuindo uma grande quantidade de nascentes e de aldeias indígenas. “O CIMA é composto por doze municípios, em seis deles temos aldeias indígenas e uma vasta área de Mata Atlântica riquíssima em biodiversidade, mas que infelizmente nos últimos anos foi negligenciada, as consequências tem sido catastróficas, temos presenciado o avanço desenfreado do desmatamento e vivenciado uma grande instabilidade climática com enchentes em algumas áreas e seca em outras. O que estamos propondo é um trabalho coletivo entre o Ministério do Meio Ambiente, o Governo Estadual, o CIMA e os municípios, para juntos buscarmos soluções viáveis para esse problema que é de todos nós”, enfatizou.

Atualmente, o CIMA cobre uma área de aproximadamente 8.500 Km² envolvendo doze municípios com características que se completam, reunindo uma população de mais de duzentos mil habitantes e economia mista com raízes na agricultura, com significativa presença da cacauicultura com base no sistema Cabruca e Sistema Agroflorestal, turismo e comércio. O consórcio reúne ainda três Reservas Federais importantíssimas: REBIO de Una; Parque Serra das Lontras (Arataca e São José) e RESEX de Canavieiras. Além de duas APAs: APA do Lapão (Santa Luzia) APA Vale das Cascatas e dezenas de RPPNs entre elas a Reserva Natural da Serra do Teimoso no munícipio de Jussari.

A ação propositiva evidência também os quarenta mil produtores de cacau que ajudam a fomentar a economia regional e a preservação ambiental.

Leia mais...

ITACARÉ: PREFEITURA DESATIVA DEFINITIVAMENTE O LIXÃO E INAUGURA ESTAÇÃO DE TRANSBORDO E CENTRO DE TRIAGEM E ECONEGÓCIOS

Foi na tarde desta quinta-feira (25), no Auditório do Ecoporan Hotel, em meio a muita emoção e agradecimentos, que aconteceu uma das maiores conquistas da cidade de Itacaré, uma data marcante, que ficará na memória de todos os presentes e na história do município.

Muito emocionado, o Prefeito Antônio de Anízio, discursou e demonstrou toda a importância do projeto “Lixão Nunca Mais”.

Na fala do prefeito é perceptível a marca de um dia histórico para Itacaré. Não sendo possível esconder tanta emoção e felicidade. Muitos não acreditavam que o projeto realmente sairia do papel. Agora, todos podem ver de perto o fechamento do lixão. “A maior vitória disso tudo isso não só o fechamento do lixão, mas também estamos dando local digno de trabalho para os catadores, com o Centro de Triagem e Econegócios; um local seguro e digno de moradia, construindo 25 casas para essas famílias; e capacitando essas pessoas para gerar maior renda reciclando o lixo, nossa maior vitória tem sido cuidar dessas pessoas”, disse o prefeito.

(mais…) Leia mais...

CONVÊNIO BAHIAGÁS-BIOFÁBRICA RECUPERA ÁREAS DE INTERESSE AMBIENTAL NA ALDEIA IGALHA EM OLIVENÇA

Após acordo com órgãos ambientais da Bahia, a empresa de gás natural Bahiagás vai doar 7 mil mudas de essências florestais nativas da mata atlântica e variedades frutíferas para a comunidade indígena da Aldeia Igalha, em Olivença. As mudas serão produzidas pela Biofábrica, a partir de um convênio com a empresa distribuidora de gás natural. O convênio foi assinado na manhã dessa sexta-feira (15), no salão de cerimônias da comunidade indígena, em Olivença.

A Bahiagás executa a ação como forma de pagamento de serviços ambientais em reparação de danos causados ao meio-ambiente com a construção de seu gasoduto no território ilheense. Porém, como explicou seu diretor ambiental José Galindo, a companhia, em vez de simplesmente pagar as multas ambientais aos órgãos de fiscalização, preferiu fazer essa ação de compensação ambiental “junto àqueles que tradicionalmente ocupam e lutam por um território ambientalmente preservado”, afirmou.

Já o presidente da Biofábrica, Jackson Moreira, definiu o convênio como um presente que a instituição ganha, pela relevância e simbolismo da ação. “Produzimos, para além do cacau, mudas de essências florestais e diversas variedades frutíferas. A maior parte de nossos contratos são direcionados a plantio ou replantio de áreas comerciais. Aqui, estamos participando de uma ação extremamente positiva para o meio-ambiente. Parabenizamos a Bahiagás pela iniciativa, e ao povo Tupinambá, que vai ser beneficiado e vai se integrar diretamente a esse projeto tão importante”.

O cacique Nani Sussuarana destacou a importância da ação. Ele avalia que o convênio vai ajudar a recuperar diversas áreas na terra indígena e também vai ajudar na educação ambiental da comunidade. “Vai fortalecer ainda mais a nossa Mãe Natureza aqui na aldeia e nos ajudar a cuidar da nascente do rio Tororomba, que beneficia a todos nessa região”.

O convênio

O documento formalizado nessa sexta-feira prevê ações ambientais em 6,5 hectares, que serão restaurados, reabilitados ou plantados com 7 mil mudas de essências florestais e variedades frutíferas, a exemplo de cacau, goiaba, açaí, graviola entre outras. Serão beneficiadas 150 famílias. O trabalho será desenvolvido pela Biofábrica, que vai atuar desde a produção das mudas até o plantio georreferenciado, com apoio da mão-de-obra da própria comunidade.

Ainda será qualificada força de trabalho da própria comunidade, que atuará como partícipe do projeto e, ao final dos seis meses do convênio, estarão aptos a dar continuidade ao processo de manutenção e recuperação ambiental de outras áreas. “Vamos construir um viveiro para aclimatação das mudas, que, após finalizar o convênio, ainda será utilizado pela comunidade, em um processo contínuo de preservação, conservação e recuperação ambiental na terra indígena”, explica Jackson Moreira.

Pelo convênio, as mudas serão plantadas em áreas de preservação permanente, devidamente georreferenciadas, preferencialmente às margens de corpos d’água e demais áreas de maior apelo sócio-ambiental. As ações devem seguir o que preconiza o Novo Código Florestal.

A cerimônia de assinatura do documento teve, além do cacique Nani Sussuarana, do vereador indígena Cláudio Magalhães e do ancião da aldeia, José Raimundo, uma forte participação das mulheres, com destaque para Duciana e Juerana, da organização das mulheres, e Sueli Araponga, ligada à SPM/ CDDM, bem como de diversas outras lideranças e integrantes da comunidade. Ainda participaram, pela Biofábrica, o diretor Administrativo e Financeiro Valdemir José dos Santos e a Responsável Técnica, engenheira agrônoma doutora Kaleandra Freitas Sena.

Leia mais...

ITABUNA: SHOPPING JEQUITIBÁ JEQUITIBÁ CELEBRA SEMANA DO MEIO AMBIENTE E VALORIZA SUSTENTABILIDADE

O Shopping Jequitibá em Itabuna está com uma ampla programação para celebrar a Semana do Meio Ambiente, com ações que vão orientar as pessoas sobre a necessidade de conservação da natureza e garantir qualidade de vida com foco na sustentabilidade. As atividades, que começam neste dia 1º. de junho, são realizadas em parceria com a CVR Costa do Cacau, O Boticário/Boti Recicla , Escola Geórgia e Prefeitura de Itabuna.

O Botica Recicla terá um estande em frente à loja O Boticário, arrecadando embalagens vazias de todas as marcas de cosméticos. Para os clientes Clube Viva que levarem três ou mais embalagens ganham um bônus de 15 reais nas compras acima de 150 reais. Todo o material coletado será enviado para reciclagem.

Na quinta-feira, dia 2, na Praça Central, acontece a Mostra Ambiental do Colégio Geórgia, com o tema Sustentabilidade. Cerca de 200 estudantes mostrarão os cuidados para tornar o planeta mais sustentável. A mostra vai até as 22 horas.

Já na sexta-feira, a CVR Costa do Cacau, responsável pelo gerenciamento de resíduos no Sul da Bahia, terá um estande na Alameda da Moda, com uma exposição que mostra a trajetória do empreendimento, que atualmente atende prefeituras e empresas privadas, distribuição de mudas, além de proporcionar aos visitantes um espaço “Instagramável”. O estande da CVR fica aberto até domingo. (mais…)

Leia mais...

AUMENTA MULTA PARA LIXO E POLUIÇÃO SONORA EM ITABUNA

Após duas votações na Câmara de Vereadores, foram aprovadas alterações à Lei 2.195/2011, o Código Ambiental e do Equilíbrio Ecológico do Município de Itabuna. As mudanças, propostas pelo Executivo, reveem penalidades à poluição sonora e ao despejo de lixo em terrenos baldios, entre outras irregularidades. Começando sempre por advertências, depois multas a partir de R$ 150,00.

No caso de som, ruídos e vibrações acima dos limites permitidos àquele local e horário, a multa pode variar de R$ 150,00 a R$ 5 mil. Estes valores poderão ser cobrados, também, pelo não atendimento dos padrões de qualidade do ar e da água. A mesma faixa de punição vem por causa de atividades sem autorização ambiental.

A legislação refere-se, ainda, ao despejo de resíduos de uso doméstico no solo ou em corpos d’água. É o caso do Rio Cachoeira. Tais infrações também podem levar a multa de R$ 150,00 a R$ 5 mil. O mesmo aplica-se à construção em canteiros ou instalação em equipamentos nos canteiros marginais dos canais. (mais…)

Leia mais...

MINISTÉRIO PÚBLICO DA BAHIA PEDE PRISÃO DE GRILEIRO APÓS INVASÃO DE ÁREA AMBIENTAL EQUIVALENTE A 150 CAMPOS DE FUTEBOL

José Mariano Batista de Souza, acusado pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) de fazer grilagem de terras há mais de 20 anos, é apontado como integrante de um esquema de ocupação ilegal e degradação do meio ambiente no Vale do Capão, na Chapada Diamantina, região turística no interior da Bahia.

Se condenado pelos crimes indicados pelo MP, a pena mínima ultrapassa quatro anos de prisão. De acordo com o órgão, Mariano de Souza invadiu e ocupou ilegalmente uma área no interior do Parque Municipal do Boqueirão, dentro dos limites do município de Palmeiras. A área invadida mede 153 hectares, o equivalente a 150 campos de futebol. O Parque está situado em área de aplicação da Lei da Mata Atlântica e foi criado por decreto municipal em maio de 2015, antes mesmo dele ter invadido o terreno.

O MP-BA acusa Mariano de ter ateado fogo na vegetação de Mata Atlântica, em uma área de proteção ambiental. O homem, com diversos boletins de ocorrência, é conhecido por ameaçar moradores e cercar áreas do Parque. Ele ainda é alvo de três outras ações penais, por lesão corporal leve, ameaças e tráfico de drogas, além de outras duas na área cível.

(mais…) Leia mais...

ITABUNA: PROJETOS DE DESPOLUIÇÃO DO RIO CACHOEIRA SERÃO APRESENTADOS EM WORKSHOP

A despoluição do Rio Cachoeira voltou a ser pauta de uma reunião realizada hoje, dia 19, na sede da Emasa, entre o presidente, diretores e gerentes da empresa, com a secretária de Planejamento da Prefeitura de Itabuna, Sônia Fontes e o diretor de Projetos da Secretaria de Planejamento, Rosivaldo Pinheiro.

No encontro, foi definido os detalhes de um workshop, que ocorrerá no próximo dia 1º, quando serão apresentadas as propostas desenvolvidas relacionadas ao Rio Cachoeira pelas empresas Portal Santo Agostinho e a dinamarquesa Ramboll.

Desde o mês de maio a Emasa vem discutindo projetos e dados sobre o Rio Cachoeira para a Ramboll, que atua na captação de recursos e executa serviços na área ambiental e de saneamento. Com a posse dessas informações, a empresa dinamarquesa aperfeiçoou projetos e que vai apresentar no dia 1º/9.

(mais…) Leia mais...

ITAJUÍPE: SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO AMPLIA ASSESSORIA AO MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL

O Secretário de Desenvolvimento Econômico, Renato Ramos, informou, em entrevista à Rádio 104.9 FM, de Itajuípe, a ampliação da assessoria ao Microempreendedor Individual no município. Ao seu lado, esteve Michel Lima, Gerente Adjunto do Sebrae – Ilhéus e Fausto Nascimento, servidor e coordenador da Sala do Microempreendedor na SDE.

Durante a entrevista, o Secretário destacou o número de Microempreendedores Individuais no município, que chega a 703 microempresários registrados no programa. O secretário falou também sobre a parceria com o SEBRAE, estabelecida na gestão anterior pelo Secretário Vinícyus Guimarães, hoje no comando da pasta da Agricultura e Meio Ambiente, e como está parceria fortalece os empresários e pequenos investidores.

Além dos serviços oferecidos ao MEI no município, o secretário destacou a importância da participação dos empresários e comerciantes de todo o município na busca de mais benefícios para a classe.

(mais…) Leia mais...

ATERRO SANITÁRIO JÁ RECEBEU 2.051 TONELADAS DE RESÍDUOS DO ANTIGO LIXÃO DE ITABUNA

O aterro sanitário da Central de Valorização de Resíduos Costa do Cacau, (CVR), localizado na BR, 415, já processou 2.051 toneladas de resíduos sólidos do antigo lixão de Itabuna em quase um mês de operação. Já os resíduos de construção civil, somam 1.210 toneladas, que chegam ao aterro.

O secretário municipal de Infraestrutura e Urbanismo, Almir Melo Jr, acredita que parceria da Prefeitura de Itabuna com o aterro é um avanço para a cidade. “Já é um grande passo já que cumprimos a Lei de resíduos sólidos e ajudamos a despoluir o meio ambiente”, destacou em uma referência á Lei nº 14.026/2020, do Marco Regulatório de Saneamento Básico.

O gerente comercial da empresa, Rodrigo Zaché, ressalta que a destinação legalizada dos resíduos contribui para o desenvolvimento industrial de Itabuna. “A maioria das empresas, antes de se instalarem nas cidades, avaliam se há um tratamento do lixo, e Itabuna agora já está atende a esse parâmetro”, falou.

(mais…) Leia mais...