FICC
Shopping
CVR
Plansul
Buerarema
COLÉGIO JORGE AMADO
Pref ilheus junho
Ieprol
Navegação na tag

Ministérios

LULA CONFIRMA RUI COSTA, HADDAD, DINO, MÚCIO E MAURO VIEIRA COMO MINISTROS

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) confirmou, nesta sexta-feira (9), cinco nomes da sua equipe de governo.

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), foi anunciado como ministro da Casa Civil. Além deles, foram confirmados: Fernando Haddad (PT), na Fazenda, José Múcio Monteiro, na Defesa e Flávio Dino, na Justiça e Segurança Pública. Também confirmou Mauro Vieira como ministro das Relações Exteriores, que não participou do evento porque está em viagem internacional.

O anúncio dos nomes aconteceu no Centro Cultural Banco do Brasil, sede da transição de governo, em Brasília. Lula disse ainda que a transição encerra na próxima terça-feira (13).

“Eu penso que foi a transição mais democrática já feita nas histórias das transições. O que me impressionou bastante foi a quantidade de voluntários. Me impressionou bastante porque nem utilizamos o dinheiro disponibilizado para a transição”, disse o presidente eleito

Baiano

Rui Costa será empossado como ministro no dia 1º de janeiro.  Com a nomeação dele, a Bahia volta a ter uma indicação para a considerada uma das pastas mais relevantes da Esplanada.

A última vez foi em 2016 quando a ex-secretária de Jaques Wagner (PT), Eva Chiavon, assumiu o posto no governo de Dilma Rousseff (PT). O próprio Wagner também ocupou o cargo entre o final de 2015 e início de 2016.

Rui, no entanto, será o primeiro baiano a ocupar o Ministério da Casa Civil, pelo menos, desde a redemocratização do país em 1985. “Certamente, (Rui Costa) vai prestar um extraordinário serviço na Casa Civil. Será meu ministro-chefe da Casa Civil”, disse Lula. Com informações Metro1.

Leia mais...

APESAR DE PROGRAMA DESLEAL NA TV, TEMER NÃO DEVE EXONERAR TUCANOS

Apesar de ter considerado desleal a propaganda do PSDB, veiculada na TV esta semana, o presidente Michel Temer não pretende exonerar os tucanos que ocupam cargos no governo federal, inclusive no comando de ministérios e coordenação política.

Aliados entendem que o presidente atendeu todos os pedidos do tucanato, inclusive de abandonar Dilma Rousseff, então presidente e apoiar o impeachment, mas avalia que tirar os cargos do PSDB só iria fortalecer a ala oposicionista.

De acordo com o jornalista Kennedy Alencar, o presidente pretende, então, usar os cargos de segundo escalão, e até mesmo de terceiro, para frear a fome do chamado centrão.

A meta, é neutralizar o outro lado, a começar pelo grupo do Senador Tasso Jereissati, presidente interino do PSDB.

Leia mais...