Plansul
COLÉGIO JORGE AMADO
Buerarema
Pref ilheus junho
Ieprol
Navegação na tag

Rio Cachoeira

ITABUNA: PREFEITURA PRESTA AUXÍLIO PREVENTIVO E EVITA FAMÍLIAS DE SEREM DESABRIGADAS PELO RIO CACHOEIRA

Desde a noite de sábado, a Prefeitura de Itabuna presta assistência preventiva às cerca de 10 famílias para evitar danos à vida e prejuízos materiais com a cheia do Rio Cachoeira na zona oeste. Por meio da Diretoria da Defesa Civil da Secretaria de Segurança e Ordem Pública (Sesop) e Promoção Social da Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps).

A maioria das famílias foi transferida para o Grupo Escolar Leonor Pacheco, no Bairro Maria Matos, e outras para a igreja Assembleia de Deus na localidade. As equipes de apoio atuaram até por volta das 2 horas de domingo, dia 5, na remoção das vítimas que moram em casas de madeira ou barracos. Quatro famílias foram acolhidas na escola e duas na igreja do bairro.

Algumas famílias foram abrigadas em casa de parentes e amigos e outras se negaram a sair do local, mas estão sendo acompanhadas pela Defesa Civil que faz o monitoramento do rio. No trabalho foram utilizados veículos utilitários das secretarias de Promoção Social e Combate à Pobreza,  Segurança e Ordem Pública, Educação, Infraestrutura e Urbanismo e da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), mobilizados pela Diretoria de Defesa Civil. (mais…)

Leia mais...

ITABUNA: AMURC E CDS-LS PARTICIPAM DE ENCONTRO PARA A RECUPERAÇÃO DO RIO CACHOEIRA 

O secretário executivo da Amurc e do CDS-LS, Luciano Veiga, representou os presidentes, Marcone Amaral e Antônio de Anízio, nesta quarta-feira, 1, no Encontro para apresentação de propostas para a recuperação do Rio Cachoeira, no qual, a Prefeitura de Itabuna, através da secretaria de Planejamento, com o apoio da Emasa e do Portal Santo Agostinho, assinou um Termo de Parceria para a empresa Ramboll realizar a elaboração de um diagnóstico ambiental e um projeto básico para a despoluição do Rio Cachoeira.

O encontro foi marcado pela apresentação dos resultados do diagnóstico estratégico do Rio Cachoeira, que de acordo com a gerente de Planejamento da Ramboll, Alejandra DeVecchi, a poluição do rio não é só resultado do lançamento de esgotos em Ilhéus e Itabuna, mas é proveniente da criação de gado, concentrada na sub bacia do Rio Colônia e espalhados entre o rio Salgado e a Sub bacia Sul.

(mais…) Leia mais...

ITABUNA: HOMEM MORRE AFOGADO APÓS TENTATIVA DE RETIRAR CORPO BOIANDO NO RIO CACHOEIRA

Agnaldo Borges dos Santos, 40 anos de idade, morreu afogado na manha desta quinta-feira (26) após tentar retirar um corpo que estava boiando no rio Cachoeira, em Itabuna. A situação aconteceu por volta de 12 horas, quando Agnaldo avistou um corpo de uma mulher, ainda não identificado, no rio.

Populares acionaram a Polícia e o Corpo de Bombeiros, mas Agnaldo resolveu entrar na água e retirar sozinho o corpo da vítima, se afogou e acabou falecendo. Logo após, as equipes da polícia e dos bombeiros chegaram ao local e fizeram as remoções dos corpos.

Houve uma aglomeração por parte de curiosos que assistiram a retirada dos corpos de dentro do rio. Com informações do site Verdinho Itabuna.

Leia mais...

ITABUNA: PROJETOS DE DESPOLUIÇÃO DO RIO CACHOEIRA SERÃO APRESENTADOS EM WORKSHOP

A despoluição do Rio Cachoeira voltou a ser pauta de uma reunião realizada hoje, dia 19, na sede da Emasa, entre o presidente, diretores e gerentes da empresa, com a secretária de Planejamento da Prefeitura de Itabuna, Sônia Fontes e o diretor de Projetos da Secretaria de Planejamento, Rosivaldo Pinheiro.

No encontro, foi definido os detalhes de um workshop, que ocorrerá no próximo dia 1º, quando serão apresentadas as propostas desenvolvidas relacionadas ao Rio Cachoeira pelas empresas Portal Santo Agostinho e a dinamarquesa Ramboll.

Desde o mês de maio a Emasa vem discutindo projetos e dados sobre o Rio Cachoeira para a Ramboll, que atua na captação de recursos e executa serviços na área ambiental e de saneamento. Com a posse dessas informações, a empresa dinamarquesa aperfeiçoou projetos e que vai apresentar no dia 1º/9.

(mais…) Leia mais...

ITABUNA: SECRETÁRIO NACIONAL DE SANEAMENTO GARANTE RECURSO PARA REVITALIZAR RIO CACHOEIRA

A Bacia do Rio Cachoeira está sendo foco de um projeto para a sua despoluição, elaborado pela Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa). Nesta quinta-feira, dia 15, o secretário Nacional de Saneamento do Ministério do Desenvolvimento Regional, Pedro Maranhão, chegou a Itabuna para conhecer e afirmou que há recursos disponíveis para a 1ª etapa do projeto. Maranhão foi recebido pelo prefeito de Itabuna, Augusto Castro (PSD), que esteva acompanhado do presidente da Emasa, Raymundo Mendes Filho, e do secretário de Infraestrutura e Urbanismo, Almir Melo Jr. O titular da Secretaria Nacional de Saneamento do MDR observou as precárias condições ambientais do Rio Cachoeira da Ponte Lacerda, que liga o centro da cidade ao São Caetano. “Nós temos um problema antigo que é a poluição nesse rio, o que muito nos preocupa. Hoje, apresentamos o projeto para recuperá-lo. Num segundo momento, pretendemos abrir uma nova avenida ligando esta parte da cidade à rodovia BR-101, passando pela Rua da Bananeira”, disse o prefeito. Augusto Castro comentou ainda que a despoluição do Cachoeira é um dos pontos do Programa de Governo que está em andamento. Ele reafirmou que o Meio Ambiente é uma de suas bandeiras, ao lado da Saúde, Assistência Social, Educação e Infraestrutura Urbana, e lembrou que os temas foram objeto da campanha política. O presidente da Emasa, Raymundo Mendes Filho, disse que o projeto está em fase de conclusão. “Nosso objetivo é captar o esgoto, antes ser lançado no rio. Por isso, pretendemos instalar vários pontos de captação a seco”, uma tecnologia moderna já experimentada em outros municípios brasileiros. O secretário Nacional de Saneamento, Pedro Maranhão, disse que está visitando outras cidades para conhecer a realidade ambiental. Segundo ele, o Ministério de Desenvolvimento Regional dispõe de recursos para obras de infraestrutura. “Pelo que vejo, é um rio bonito que precisa de cuidados para que a qualidade de vida da população seja melhorada”, avaliou o secretário. Maranhão ficou sabendo que a Bacia do Cachoeira integra a Bacia Leste que engloba 23 municípios, dos quais 12 são banhados pelo rio que sofre com o lançamento de dejetos. Antes de chegar a Itabuna, ele também conheceu o aterro sanitário certificado pelos órgãos ambientais para onde são destinados os resíduos sólidos de Itabuna e de outros municípios regionais na rodovia BR-415, entre Ilhéus e Itabuna. Leia mais...

ITABUNA: DEPUTADO PEDRO TAVARES SUGERE AUDIÊNCIA PARA DEBATER SITUAÇÃO DO RIO CACHOEIRA

O deputado estadual Pedro Tavares (DEM), sugeriu nesta quarta-feira, 25, durante reunião da Comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa da Bahia – ALBA, a realização de uma audiência pública, no município, com o objetivo de discutir a revitalização do curso de água.

O parlamentar enfatizou a necessidade de ações com o intuito de recuperar o ecossistema do rio e medidas de conscientização para a adoção de práticas sustentáveis. Segundo ele, é preciso um esforço conjunto do Governo e das gestões municipais a fim de promoverem um plano de revitalização.

“O rio Cachoeira é um patrimônio histórico da região, serve como referência para a história e geografia de Itabuna, mas, infelizmente, a sua flora está ameaçada. O desmatamento e o esgoto lançado na água tem prejudicado o rio”, lamentou, sugerindo também a participação de especialistas para debaterem o problema.

O presidente da Comissão de Meio Ambiente, deputado José de Arimateia acatou a sugestão e prometeu colocá-la em votação para que o evento seja realizado ainda este ano. O parlamentou lembrou que recentemente esteve em Itabuna, onde discutiu a saúde pública do município e como presidente do colegiado corroborava com a discussão sobre o rio, na cidade.

Leia mais...

ITABUNA: ENTENDA O VERDE DA MORTE EM NOSSO RIO

Entender a cor verde (e o forte odor) de nosso rio Cachoeira não é difícil: é resultado de haver mais esgoto do que água. Isso mesmo. Nesse cálculo simples, percebemos que o rio está diminuindo sua força natural e os esgotos continuam sendo lançados de forma contínua na água. O resultado disso é a população submetida um odor forte nos bairros ribeirinhos e no Centro, comerciantes incomodados, fauna e flora do rio ameaçadas e um lindo (e triste) verde na paisagem da cidade. O que causa essa cor verde no rio é um processo chamado eutrofização (consulte aqui). Desde a época de meu Mestrado, em que estudei a mistura das águas dos rios Colônia, Salgado e Cachoeira, eu e demais pesquisadores da área de Recursos Hídricos apontávamos que o problema do rio é um problema de Bacia Hidrográfica. Falar em recuperar o rio Cachoeira hoje é precisar do esforço de 11 municípios.

Bacia Hidrográfica do rio Cachoeira. Destaque para a posição da Barragem de Itapé, a qual regula a vazão do rio Cachoeira.

O cenário é o seguinte: em todos esses rios da imagem destacada acima, temos desmatamento em suas margens e áreas do entorno. Sem florestas quando chove, a água vai embora pro oceano, pois o papel das árvores é reter umidade no solo. O que resta? Falta de água nos rios, e sobra esgoto lançado. E esse é o cotidiano em Floresta Azul, Ibicaraí, Itapé, Itabuna… Percebemos que nem a Barragem de Itapé (que foi construída pra manter o fluxo do rio e não pra dar água pra Itabuna) está auxiliando esse processo. Ou seja, é um problema geográfico, sistêmico, e que nem o melhor prefeito de Itabuna sozinho iria conseguir.

A degradação na região foi apresentada em diversas reuniões, como na Associação Brasileira de Recursos Hídricos, em 2018.

As soluções apontadas em nossa principal pesquisa publicada (relembre aqui) são medidas que vão precisar de nossa paciência, pois são de médio/longo prazo. Precisamos reflorestar nossas nascentes e mata ciliares, capacitar agricultores para produzirem água através de programas governamentais, implementar a cobrança pelo uso da água bruta de forma eficaz (sobretudo para indústrias e grandes produtores) e gestão ambiental nos moldes do saneamento básico na cidades. Tratar esgoto é obrigação primária.

Enquanto nada disso sai do papel, teremos mais e mais verões com essa cor perigosa para a qualidade de vida de nós, Itabunenses.

Dúvidas no (73) 991188300 e [email protected] Leia mais...