Bahia gas
Plansul
uruçuca novo
Emasa
Cerveja Je assunção
Buerarema
Ieprol
Navegação na tag

Santa Casa

ITABUNA: HOSPITAL MANOEL NOVAES IMPLANTA PROJETO CONDUTORES DA ALEGRIA

Um projeto pioneiro no Hospital Manoel Novaes (HMN), em Itabuna, no sul da Bahia, busca aliviar a tensão dos pais e das crianças internadas na unidade. A partir de agora, os pacientes que quiserem, serão transportados dos leitos para o centro cirúrgico em um carrinho elétrico de brinquedo, numa “viagem” divertida e descontraída. Filha de dona Josilane Gonçalves de Sousa, a pequena Laura Gonçalves dos Santos, paciente do Sistema Único de Saúde (SUS), foi a primeira paciente usar o veículo, nesta terça-feira (20).

A diretora técnica do Hospital Manoel Novaes (HMN), a médica pediatra Fabiane Chávez, explica que o Projeto Condutores da Alegria integra o programa de humanização implantado na unidade, que oferece assistência por meio de ações que minimizem situações traumáticas e estressantes para as crianças, por ser um lugar fora da rotina delas. “Às vezes, o ambiente hospitalar é desconfortável. O passeio de carrinho pelos corredores faz com que as crianças sintam-se mais seguras”.

(mais…)

Leia mais...

CONQUISTA: SANTA CASA ANUNCIA DESISTÊNCIA DE CONTRATO DE LEITOS COVID-19 COM A PREFEITURA

A Santa Casa de Misericórdia de Vitória da Conquista enviou ofício para a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informando que não tem interesse em manter o contrato de leitos Covid-19 com o município. No documento, datado de 6 de julho. a instituição de saúde alega dificuldades técnicas, operacionais e financeiras para manutenção do contrato, que vence no dia 23 deste mês.

O aviso da Santa Casa acendeu a luz vermelha na SMS, já que a administração municipal já admitiu que não tem recursos suficientes para qualquer aumento, tendo, inclusive, reduzido o contrato de leitos clínicos de 40 para 20, no mês passado.

(mais…)

Leia mais...

INFECTOLOGISTA DA SANTA CASA DE ITABUNA ALERTA PARA TERCEIRA ONDA DA COVID-19

A nova cepa do novo coronavírus, que teve origem na Índia, pode ser muito mais transmissível do aquelas que já circulavam no Brasil. O alerta é do médico da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna (SCMI), o infectologista Fernando Romero. Desde o início da pandemia, no ano passado, até esta segunda-feira (7), foram 7.105 pacientes com os sintomas da doença atendidos nos hospitais Calixto Midlej Filho e Manoel Novaes. Desse total, 2.026 precisaram de internamento.

Fernando Romero reforça a necessidade da vacinação em massa contra a Covid-19 para conter a transmissão do vírus. “A terceira onda é real e bastante preocupante. Determinadas cepas são mais fortes, com a capacidade de causar mais doenças. Então, qualquer ambiente pode aumentar ou reduzir o poder de transmissão do vírus. Isso dependerá do comportamento das pessoas”, explica.

(mais…)

Leia mais...

VEREADORES DE ITABUNA COGITAM FRENTE PARLAMENTAR DE DEFESA DA SANTA CASA

A situação financeira da Santa Casa de Misericórdia preocupou onze vereadores de Itabuna que visitaram o Hospital Calixto Filho na sexta, 21. Os gestores revelaram saldo negativo tanto no financiamento do Sistema Único de Saúde (SUS) quanto na captação de recursos     privados, na conta receitas menos custos. No caso específico dos convênios particulares, informou o diretor administrativo Wagner Alves, o prejuízo em 2020 superou a cifra de R$ 2 milhões e “pela primeira vez [em 104 anos da instituição filantrópica] fechamos no vermelho.”

Segundo os técnicos da Santa Casa, o sufoco orçamentário em 2020 agravou-se, entre outros fatores, porque “ficamos sem poder realizar cirurgias, uma de nossas fontes mais rentáveis”. A suspensão dos procedimentos cirúrgicos ocorreu em virtude da pandemia de Covid-19.

(mais…)

Leia mais...

MANOEL NOVAES ENVOLVE MÃES EM PROJETO PARA A RECUPERAÇÃO MAIS RÁPIDA DE BEBÊS

Um projeto de humanização tem sido um bom aliado na recuperação de bebês prematuros internados nos leitos das unidades de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal e Canguru do Hospital Manoel Novaes (HMN), em Itabuna. Implantado há pouco mais de cinco meses, o “Mãe Acompanhante” possibilita que as mamães fiquem maior tempo mais próximas de seus filhos, amamentando, dando carinho e acompanhando a assistência da equipe multidisciplinar da unidade.

Entre as mães que participam do projeto está a fisioterapeuta Lorenna Alves dos Santos, moradora do bairro da Conquista, em Ilhéus. A mãe de Liz, de 2.380 kg, aprovou a iniciativa do hospital pediátrico. “Não sei como estariam as nossas vidas se eu tivesse que passar o dia inteiro longe dela. Certamente eu ficaria aflita e ansiosa para saber, o tempo todo, informações sobre a minha filha”. A pequena Liz nasceu no dia 30 de abril.

(mais…)

Leia mais...

ITABUNA: SANTA CASA RECEBE DOAÇÃO DE “HELMETS” PARA PACIENTES COVID-19

Primeira no sul da Bahia a fazer uso do Helmet – equipamento de ventilação mecânica não-invasiva (VNI) utilizado em pacientes internados em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI)- a Santa Casa de Itabuna ganhou reforço de cinco capacetes especiais. A doação dos equipamentos foi feita na tarde desta terça-feira (4) por representantes da Loja Maçônica Acácia Grapiúna, que estiveram na provedoria da SCMI.

O Helmet é utilizado para evitar, o máximo, possível que haja intubação do paciente com diagnóstico de Covid-19. A diretora técnica do Hospital Calixto Midlej Filho, Maria Carolina Reis, que recebeu os capacetes junto com o provedor da Santa Casa, Francisco Valdece, ressaltou a importância dos equipamentos. “O uso do Helmet pode reduzir a inflamação pulmonar e o esforço do paciente para respirar. Isso previne a intubação e evita a ventilação mecânica invasiva com alto risco”, esclarece.

(mais…)

Leia mais...

CIRURGIA INÉDITA NO SUL DA BAHIA SALVA CRIANÇA QUE FICOU 12 DIAS DESACORDADA

Os primeiros dias deste mês de abril têm sido de muita festa para a família de Wanderlypio Novais Cardoso, de 10 anos, que teve uma crise de dor cabeça e ficou desacordado por 12 dias até ser internado, na quinta-feira da semana passada, na Santa Casa de Misericórdia de Itabuna. O menino foi submetido a uma embolização de aneurisma cerebral, um tratamento endovascular de aneurisma intracraniano inédito no sul da Bahia. Foi realizado um procedimento sem abertura da cabeça do paciente.

Morador do Povoado Riacho Fundo, na zona rual de Barra da Estiva, na região da Chapada Diamantina, o menino teve o problema grave de saúde diagnosticado pela equipe médica da SCMI. “Ficamos desesperados quando ele passou mal, começou a fazer vômito, reclamar das dores de cabeça e desmaiar. Levamos para um hospital na nossa cidade e o médico disse que o meu sobrinho sofria com diabetes. Por isso, estava naquela situação. Mas os profissionais daqui detectaram qual era realmente o problema”, conta Silene Jardim Novais, tia de Wanderlypio Novais.

De acordo com o chefe do serviço de Neurocirurgia da Santa Casa de Itabuna, Sílvio Porto, o menino foi diagnosticado com hemorragia subaracnóidea espontânea por ruptura de aneurisma cerebral. “E foi um sucesso o procedimento realizado pelos médicos Fernando Schmidt, Antônio Roberto de Campos Júnior e pelo médico anestesista Rafael Cano Ribeiro no setor de hemodinâmica da SCMI”.

Paciente do Sistema Único de Saúde (SUS), o menino deixa o hospital com todas as funções neurológicas funcionando perfeitamente. “A complicação de saúde foi descoberta logo que o paciente chegou ao hospital e os nossos profissionais fizeram um procedimento perfeito. Por isso, acredito que essa criança terá uma vida normal”, afirma a diretora técnica do Hospital Manoel Novaes, Fabiane Chávez.

Estrutura para realizar cirurgias

A diretora técnica Fabiane Chávez destaca ainda que a chegada recente de um neurocirurgião pediátrico na Santa Casa de Itabuna representa uma grande conquista para o sul da Bahia. “Sem a estrutura física e humana que montamos, essa criança teria que ser levada para outros centros, como Feira de Santana e Salvador. Isso demostra como estamos preparados para oferecer esses serviços de alta e média complexidade aqui no sul da Bahia”, finaliza.

De acordo com o neurocirurgião pediátrico Fernando Schmidt, que passou a fazer parte da equipe da SCMI recentemente, o método usado com Wanderlypio Novais é um tratamento frequente, mas ainda de pouco acesso no sistema público de saúde, pois é um procedimento de alto custo e requer material especializado. “A cirurgia durou uma hora e a recuperação do paciente foi ótima”, conta.

Muito comunicativo, educado e carinhoso, Wanderlypio Novais, apesar da pouca idade, tem consciência do perigo que correu antes de receber o atendimento médico, pois gostava de subir em árvore para retirar frutas. “Eu poderia ter desmaiado em uma das vezes em que estava em cima de um pé de jaca, por exemplo. Acho que eu não estaria vivo hoje, não é mesmo tio?”, questionou.

Perguntado sobre o que faria quando retornasse para casa, no  pequeno povoado do Rio Fundo, o menino disse que primeiro iria abraçar forte a mãe, dona Arlete Jardim Novais. Depois brincar com outras crianças e plantar maracugina para vender na feira livre. Ele gosta de futebol, é torcedor do Flamengo, mas não sonha em ser jogador de futebol, mas, sim, caminhoneiro ou trabalhar como mototaxista.

Com facilidade de fazer novas amizades, a criança diz que só quer retornar ao hospital para reencontrar os novos amigos, que são os médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, nutricionistas, psicóloga e pessoal da higienização. Ele sabe os nomes de quase todos os profissionais. “Você vai colocar os nomes deles na reportagem? Porque quero agradecer a todos que cuidaram de mim”, disse. Wanderlypio Novais Cardoso completa 11 anos no próximo dia 13.

Leia mais...

ITABUNA: O PRIMEIRO PACIENTE EM ESTADO GRAVE E UM ANO DE MUITOS DESAFIOS DA SANTA CASA

Hoje completa um ano da luta diária dos profissionais da saúde da Santa Casa de Itabuna para salvar vidas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e nos leitos clínicos exclusivos para pacientes positivados para o novo coronavírus. O primeiro paciente no sul da Bahia com quadro grave de saúde chegou ao Hospital Calixto Midlej Filho (HCMF) exatamente no dia 25 de março e permaneceu na unidade por longos 45 dias, sendo 40 deles em um leito de UTI.

Desde aquele 25 de março de 2020 que o número de internações de pacientes infectados pelo novo coronavírus só cresceu não somente no HCMF, mas também no Hospital Manoel Novaes, referência no interior da Bahia para atendimento a crianças e adolescentes. Desde o início da pandemia até hoje já são 5.298 pessoas – de quase todas as regiões do estado – atendidas nos dois hospitais, sendo que 1.614 precisaram ficar internadas.

Entre os profissionais de saúde que acompanham de perto essa batalha diária pela vida está a coordenadora de enfermagem da UTI Covid-19 do HCMF, Larissa Cavalcante. A enfermeira afirma que as equipes ainda não se acostumaram com o quadro de gravidade dos pacientes e sofrem muito. “Estávamos acostumados a receber pacientes na UTI com perspectiva de melhoras. Mas eles estão chegando tão graves que, por mais esforço e recursos utilizados, o desfecho nem sempre é o esperado. Isso nos machuca muito”, conta.

Larissa relata que outro dia foi dada alta a um paciente que chegou com muito medo porque já tinha perdido um filho para a Covid-19. “Ele, como pai e avô, sentia na responsabilidade de sobreviver para cuidar da família, principalmente dos netos que perderam o pai. Ele falou que, embora estejamos o tempo todo usando máscaras, conseguiu receber, através dos nossos olhos e sorrisos, o oxigênio que precisava para sobreviver. Isso nos impactou muito, nos deixou muito felizes”.

Uma nova realidade

Quem também acompanha o dia a dia nos leitos Covid-19 no Calixto Midlej é a técnica de enfermagem Jacigley Euclides (Jacy), que no início levou um susto por ter de conviver com um número alto de pacientes intubados, em estado grave. “Era uma realidade nova. Um cenário um pouco assustador. Mas hoje saio de casa muito disposta porque venho ajudar o próximo. Ainda tenho medo de me infectar e transmitir a doença para a minha família, mas estou um pouco mais tranquila”, relata.

O técnico de enfermagem Elvis Andrade dos Santos, que atua na UTI Covid do Hospital Manoel Novaes, destaca que os desafios aumentaram neste ano por causa do número maior de crianças e adolescentes que estão precisando ser internados por causa da doença, o que quase não ocorria no ano passado. “Como trabalhamos com crianças, a nossa responsabilidade é ainda maior. O momento mais feliz é quando o paciente recebe alta e volta para casa com a família”, conta.

O hospital pediátrico confirmou o primeiro caso de Covid-19 em 26 de fevereiro de 2020. O paciente, era morador de Itabuna, que havia chegado de uma viagem internacional com os pais, sendo o segundo caso em criança notificado no Brasil. “Muita coisa mudou nesse um ano de pandemia e estamos ainda mais preocupados e atentos porque essas crianças têm chegado em estado grave. O que não mudaram nesse período foram a nossa dedicação e esperança de sempre devolvermos os pacientes recuperados para as famílias”, afirma a diretora técnica do HMN, a médica Fabiane Chávez.

Surpreendidos pelo vírus

O novo coronavírus ainda surpreende negativamente os profissionais de saúde, confirma o coordenador da UTI Covid-19 do Hospital Calixto, o médico intensivista Eric Júnior. “Seguimos com pouco embasamento científico para o tratamento dos pacientes positivados, mas perfil dos doentes mudou. Eles estão chegando com o quadro de saúde muito grave. A realidade é que somos surpreendidos a cada dia por esse vírus. Ainda hoje o tratamento continua sendo o suporte da terapia intensiva”.

Eric Jínior acrescenta que o tratamento da Covid-19 na unidade hospitalar requer um esforço muito grande das equipes e que, depois de um ano de muito trabalho, os profissionais estão cansados, esgotados. “E uma das coisas que temos conversado é que, infelizmente, não existe um prazo para isso acabar. Ainda estamos buscando alternativas para aliviar toda essa pressão”.

Leia mais...

SANTA CASA DE ITABUNA PARTICIPA DO XV CONGRESSO PORTUGUÊS DE TRANSPLANTAÇÃO

A Santa Casa de Misericórdia de Itabuna (SCMI) participa do XV Congresso Português de Transplantação que, por causa da pandemia do novo coronavírus, terá toda a programação virtual neste ano. O evento começa às 14h30min desta quarta-feira (24) e prossegue até sexta (26), com plenárias, simpósios, painéis, discussões e apresentação de estudos.

Durante o congresso, a coordenadora da Comissão Hospitalar de Transplante da SCMI, a enfermeira Patricia Betyar, apresentará o estudo “Educação em Saúde em Tempos Pandemia: Fortalecendo o Processo de Doação/Transplante”. “O transplante é uma terapia que depende da participação da sociedade e o percentual de negativa familiar na Bahia é alto, chegando a 50% quando comparado com a média nacional”, conta a enfermeira.

Betyar avalia que as pessoas podem contribuir mais com todo o processo de doação de órgãos. “É muito importante que todos conversem sobre o assunto, esclareçam suas dúvidas e informem para o familiar o desejo de ser um doador”, relata.

Campanha fila zero

A Comissão Intra-Hospitalar para Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT) da Santa Casa de Itabuna, em parceria com o Banco de Olhos da Bahia, iniciou em 2017 a Campanha Rumo à Fila Zero de Córnea e aumentou em 100% o número de doações de córnea e de notificações de morte encefálica pela instituição.

Patricia Betyar explica que, com a campanha, o número de pessoas na fila estadual para recebimento de doação de córnea caiu de 1.350 para 487. “Hoje, com a pandemia do novo coronavírus, essa quantidade voltou a subir. São 758 aguardando um “Sim” no estado”.

No geral, atualmente são 1.790 pessoas na fila esperando um órgão. A maior demanda é para o transplante de rins, com 1.012 pessoas inscritas. Em seguida, vem córneas com 758. “Por isso a importância da conscientização e mobilização da sociedade para a doação, embora reconheço que seja um momento muito delicado”, observa a coordenadora.

Patricia Betyar destaca que é preciso conscientizar para salvar vidas. “Mesmo com a pandemia, neste ano a Bahia seguiu realizando transplantes. Nos dois primeiros meses foram registrados 134 transplantes: córnea (78), rim doador falecido (44), fígado (7), medula (4) e pele (1).

Leia mais...

MANOEL NOVAES VOLTA A SER “PORTAS ABERTAS” PARA MORADORES DE ITABUNA A PARTIR DO DIA 29

Referência regional em atenção à saúde da mulher e da criança, o Hospital Manoel Novaes atenderá, de “portas abertas”, os moradores de Itabuna e outros sete municípios do sul da Bahia pactuados e que não contam com hospital. O novo fluxo começa no dia 29 deste mês, quando a reestruturação da unidade hospitalar será concluída. Inicialmente, o novo contrato tem validade de 90 dias.

Além de Itabuna, serão beneficiados com o fluxo “portas abertas”, os moradores de Almadina, Buerarema, Itapé, Maraú, Floresta Azul, Firmino Alves, São José da Vitória e Santa Cruz da Vitória. Para os demais municípios pactuados com Itabuna, o fluxo de envio de pacientes para média e alta complexidade segue via regulação da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab).

O provedor da Santa Casa de Itabuna, Francisco Valdece, alerta que, quando o novo fluxo for implantado, só devem procurar o Hospital Manoel Novaes aqueles pacientes que realmente precisarem do atendimento de média e alta complexidade. “As demais pessoas deverão procurar a rede básica de saúde do município onde moram”, explica. Em Itabuna podem procurar também a Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Durante a coletiva de imprensa na manhã de hoje, no Manoel Novaes, o prefeito de Itabuna, Augusto Castro, destacou a qualidade do serviço prestado pelo hospital e adiantou que está negociando a implantação de novos serviços para os pacientes pediátricos e que o hospital de campanha para atendimento exclusivo a pacientes com o novo coronavírus deve ser aberto até o final deste mês.

A diretora do Núcleo Regional de Saúde Sul, Domilene Borges, lembrou que o fluxo “portas abertas” representará maior agilidade no atendimento aos pacientes dos municípios pactuados. Já a secretária de Saúde de Itabuna, Lívia Mendes, pediu que a população siga o fluxo correto para que tenha o atendimento adequado no menor tempo possível.

Leia mais...

MÉDICA ALERTA SOBRE AUMENTO DE CASOS GRAVES DE COVID-19 EM CRIANÇAS

A diretora técnica do Hospital Manoel Novaes, da Santa Casa de Itabuna, Fabiane Chávez, voltou a alertar sobre o aumento de casos de novo coronavírus em crianças e adolescentes no sul da Bahia. O número de atendimentos a pacientes com suspeita ou positivados não para de crescer. Nos primeiros 15 dias de fevereiro, por exemplo, foram 70 atendimentos. Esse número saltou para 105 no mesmo período de março.

Esse é o pior momento desde o início da pandemia do novo coronavírus, conforme avaliação da médica pediatra. Segundo Fabiane Chávez, as equipes do Hospital Manoel Novaes nunca fizeram tantos atendimentos de pacientes infectados pelo novo coronavírus em um período tão curto de tempo. Na terça-feira (16), por exemplo, todos os 16 leitos Covid-19 estavam ocupados e a unidade não teve como receber novos pacientes naquele dia.

A médica observa que o aumento de casos de Covid-19 em crianças e adolescentes é registrado também na rede básica de saúde em Itabuna, onde também atua. “Dia desses, de 10 crianças que atendi na unidade de saúde, oito testaram positivo para a doença. Há crescimento na quantidade de pacientes graves, que precisam de um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O número de vagas nos hospitais pediátricos no Brasil já era insuficiente antes das internações por Covid e, piorou com esse aumento de casos”, afirma.

A situação vem se agravando

Fabiane Chávez ressalta que a situação só tem se agravado. “Atualmente, o plantonista atende pacientes Covid-19 o dia inteiro. Mas não é só isso. Tem chegado cada vez mais pacientes necessitando de internação. Isso ocorria com bem menos frequência no ano passado, durante a primeira onda da pandemia”. Ela lembra ainda que já há, no sul da Bahia, mortes confirmadas de crianças infectadas pela doença.

De acordo com a diretora técnica, muitos pais ainda não entenderam a crise sanitária que o mundo está atravessando e não têm sido rigorosos nos cuidados com as crianças e adolescentes. “Quase toda a hora temos que convencer os pais de que a doença apresentada pelos seus filhos é indicativo da Covid-19. Quase sempre o resultado é positivo para o vírus. Eles precisam ter mais cuidado e pararem com o negacionismo”.

Aumentou também, nos últimos meses, o percentual de mulheres grávidas infectadas pela Covid-19 e os bebês estão nascendo positivados. “Todos devemos redobrar os cuidados, principalmente, por causa da circulação das variantes de Manaus e do Reino Unido. As pessoas estão morrendo mais. Em muitos casos jovens, sem comorbidades e até crianças”, finaliza. Nesta quarta-feira (17), a taxa de ocupação de leitos de UTI e clínicos no Hospital Manoel Novaes é de 100%.

Leia mais...

ITABUNA: SANTA CASA AUMENTA O NÚMERO DE LEITOS COVID-19 NO CALIXTO MIDLEJ

O provedor da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, Francisco Valdece, confirmou nesta quarta-feira (3) que a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) vai liberar mais 10 leitos clínicos para internação de pacientes positivados com o novo coronavírus. Com isso, o número de vagas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) saltará de 6 para 16.

A solicitação de abertura dos novos leitos Covid-19 na Santa Casa foi feita à Sesab pelo prefeito de Itabuna, Augusto Castro. O convênio já firmado e o funcionamento dos leitos depende agora da publicação do ato no Diário Oficial do Estado e de regulação junto ao Ministério da Saúde.

O aumento de leitos para pacientes Covid-19 é uma preocupação do provedor Francisco Valdece. “A nossa prioridade sempre foi assegurar um atendimento de qualidade e salvar vidas. Essa tem sido uma luta diária de todos nós, aqui na Santa Casa”, disse Valdece, acrescentado que a instituição não está poupando esforços para ajudar o Estado e Município de Itabuna no enfrentamento ao novo coronavírus.

Além dos leitos SUS para pacientes Covid-19 exclusivo, o provedor anunciou aumento de mais 2 leitos de UTI convênio/ particulares. Estes já estão em funcionamento no Hospital Calixto Midjej Filho. A Santa Casa é referência no atendimento a pacientes adultos e pediátricos com diagnóstico de coronavírus no sul da Bahia.

Leia mais...

SESAB E SANTA CASA DE ITABUNA FIRMAM ACORDO PARA ABERTURA DE LEITOS COVID-19

A Santa Casa de Misericórdia de Itabuna e a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) firmaram acordo, nesta quarta-feira (9), para abertura de leitos para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) infectados pelo novo coronavírus. Serão contratados leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e clínicos (enfermaria) no Hospital Calixto Midlej Filho.

Demandada pela Sesab, a reunião ocorrida na tarde de hoje, em Salvador, com secretário de saúde da Bahia, Fábio Villas Boas, contou com a participação do provedor em exercício da SCMI, o médico Antônio Augusto Monteiro, do 1º tesoureiro Peter Deviris e do consultor André Fernando Wermann.

Villas Boas reafirmou seu compromisso com a atenção dos pacientes acometidos pela Covid em Itabuna e região. Além de abertura dos leitos, o secretário de Saúde, atendendo uma demanda da Santa Casa, vai disponibilizar quatro respiradores para o atendimento desses pacientes.

Durante a reunião, os membros da provedoria reiteraram que os hospitais Calixto Midlej Filho e Manoel Novaes estão disponíveis para ajudar nas ações de combate a esse terrível vírus, sempre que demandados, como foi nesta ocasião. “Nossas unidades sempre estiveram à disposição da Sesab e da comunidade regional. O Estado sabe quanto fomos importantes para centenas de famílias de pacientes encaminhados e atendidos no Calixto Midlej e Manoel Novaes”, destacou o provedor em exercício da SCMI.

A Santa Casa de Itabuna é pioneira no sul da Bahia no tratamento de pacientes com suspeita e positivados para o novo coronavírus e contabiliza 2.910 atendimentos nos hospitais Calixto Midlej Filho e Manoel Novaes.

Leia mais...

ITABUNA: NÚMEROS MOSTRAM A FORÇA DA SANTA CASA

Em 102 anos de história, a Santa Casa de Misericórdia de Itabuna vem cumprindo sua missão de servir com excelência a experiência do cuidar, enfrentando os desafios do dia a dia e sempre pensando em melhorias dos seus serviços para atender a população.

Prestes a conseguir a acreditação hospitalar, um sistema de avaliação e certificação nacional de qualidade de serviços de saúde feita por empresa nacional voltada para a melhoria contínua, a instituição almeja o selo da Organização Nacional de Acreditação – ONA, através da atual gestão com o provedor Eric Júnior.

E é através de suas unidades, compostas por dois hospitais, Calixto Midlej Filho e Manoel Novaes, e o Cemitério Campo Santo, que a Santa Casa mostra a sua força, com os números de atendimentos e procedimentos realizados anualmente em seus diversos serviços.

(mais…)

Leia mais...