Ieprol – Matrículas Abertas – Desktop Mobile
Navegação na tag

Sesab

SECRETARIA DA SAÚDE DA BAHIA CONFIRMA PRIMEIRA MORTE POR FEBRE OROPOUCHE NO ESTADO

A Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab) confirmou nesta segunda-feira (17) a primeira morte por Febre Oropouche no estado. A vítima foi uma mulher de 24 anos, residente em Valença. Embora o óbito tenha ocorrido em março deste ano, a confirmação só foi divulgada agora devido à necessidade de diversos exames para determinar a causa da morte. Mais detalhes sobre o estado de saúde da paciente não foram fornecidos.

Segundo o portal G1, uma segunda morte suspeita de Oropouche está sob investigação. O paciente, um homem de 21 anos, teve o caso registrado em Camamu, cidade localizada a 72 km de Valença. “São dois casos de pessoas jovens, saudáveis, sem comorbidades. Isso foi o que nos chamou ainda mais atenção”, afirmou o infectologista Antônio Bandeira.

De acordo com o infectologista, até o momento, não havia relatos de morte por Febre Oropouche na literatura médica. Os primeiros casos da doença na Bahia foram registrados este ano. Segundo a Sesab, desde março, foram confirmados 691 casos em 48 cidades. As primeiras ocorrências foram registradas em Laje e Valença, onde ocorreu o primeiro óbito.

Leia mais...

272 MUNICÍPIOS BAIANOS ESTÃO EM ESTADO DE EPIDEMIA DE DENGUE; SESAB ALERTA PARA AMPLIAÇÃO DE HORÁRIO DE ATENDIMENTO NAS UNIDADES BÁSICAS

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia – Sesab tem alertado os municípios para a necessidade de ampliação do horário de funcionamento de unidades básicas de saúde (UBS). De acordo com a secretária da Saúde do Estado, Roberta Santana, estão sendo enviados ofícios para as prefeituras pontuando a importância de as unidades básicas estarem prontas para dar assistência àqueles com sintomas de Dengue e em horário estendido.

A Sesab ainda tem promovido ações de teleconsultoria para auxiliar o manejo clínico dos pacientes na atenção básica. “Temos monitorado os casos, dando suporte às gestões municipais e às unidades de saúde, e precisamos dos baianos ao nosso lado, combatendo os focos e também se vacinando contra a Dengue”, reitera Roberta Santana, reforçando que a imunização contra a doença ainda está em ritmo lento.

De acordo com os dados da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Divep) da Sesab, 272 municípios da Bahia estão em estado de epidemia de Dengue. Outros 34 estão em risco e sete em alerta. São 62.478 casos prováveis da doença até o dia 16 de março de 2024. No mesmo período de 2023, foram notificados 12.479 casos prováveis, o que representa um incremento de 400,7%.

Segundo a Sesab, a Bahia possui um dos menores índices de letalidade por Dengue em todo o país, girando em torno de 1,47%, enquanto a média nacional é de 3,09%. O cálculo é feito com base nos casos notificados que evoluem para a forma grave da doença. Ao todo, 17 óbitos por Dengue foram confirmados pela Câmara Técnica Estadual de Análise de Óbito da Sesab nas cidades Jacaraci (4), Piripá (3), Vitória da Conquista (3), Barra do Choça (1), Campo Formoso (1), Feira de Santana (1), Ibiassucê (1), Irecê (1), Santo Antônio de Jesus (1), Santo Estêvão (1). Em 2024, foram registrados dois óbitos por Chikungunya, nos municípios de Teixeira de Freitas e Ipiaú. Nenhum óbito por Zika foi confirmado.

Também, em 2024, até o dia 16 de fevereiro, foram notificados 5.186 casos prováveis de Chikungunya no estado. Já os casos prováveis de Zika são 654.

Leia mais...

ILHÉUS: MUNICÍPIO VAI RECEBER QUATRO NOVAS UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE

Fortalecimento da rede própria e ampliação dos serviços básicos de saúde em Ilhéus foram algumas das propostas discutidas na última terça-feira (22), na Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab). O encontro contou com as presenças do prefeito Mário Alexandre, do vice-prefeito Bebeto, da deputada estadual Soane Galvão, além dos secretários municipais Átila Docio e André Cezário.

Na oportunidade, os gestores ilheenses dialogaram com a titular da Sesab, Roberta Santana, sobre estratégias voltadas à expansão da cobertura de Atenção Primária, através da construção de cinco novas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) no município, sendo uma no bairro Nossa Senhora da Vitória e uma no Teotônio Vilela; cujas obras já estão em processo de licitação; uma no Banco da Vitória (Residencial Vila Cachoeira), próximo ao Hospital Regional Costa do Cacau; e duas unidades em frente à Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC).

“Graças à parceria de credibilidade junto ao Governo do Estado, nós asseguramos mais benefícios para a nossa população. Agradeço ao deputado federal Paulo Magalhães, pois é de sua autoria a emenda para construção das UBSs no Nossa Senhora da Vitória e Teotônio Vilela. Gratidão ao ministro e amigo Rui Costa, por trabalhar tanto pelo nosso povo, e ao governador Jerônimo que está dando continuidade ao projeto de desenvolvimento de Ilhéus e de toda a Bahia”, declarou Mário Alexandre.

A pauta também girou em torno do andamento da construção da Policlínica Regional de Saúde Ilhéus. Orçada em R$ 19 milhões, a unidade vai ampliar a assistência e assegurar diversos serviços para aproximadamente 400 mil habitantes do Sul da Bahia.

O prefeito ressaltou que o funcionamento do equipamento vai fortalecer o processo de regionalização da saúde, com foco na oferta de serviços especializados de média e alta complexidade.

“São investimentos do Governo do Estado que sem dúvida melhoram a qualidade de vida do nosso povo. Eu fico extremamente feliz, porque com muita luta a gente consegue realizar sonhos e garantir avanços importantes para a saúde na região”.

Estrutura

A Policlínica contará com diversas especialidades, entre elas: cardiologia Clínica, cirurgia geral, dermatologia, ginecologia e obstetrícia, mastologia, neurologia, neuropediatra, oftalmologia, ortopedia e traumatologia, otorrinolaringologia, pediatria e urologia.

Também serão realizados exames como ressonância magnética (com e sem contraste), tomografia (com e sem contraste), mamografia, ultrassonografia com doppler, ecocardiografia, ergometria, mapa, holter, eletroencefalograma, raio-X, eletrocardiograma, endoscopia, colonoscopia, nasolaringoscopia, colposcopia, histeroscopia, cistoscopia, entre outros.

Leia mais...

BAHIA RECEBE VACINAS CONTRA VARÍOLA DO MACACO

A Bahia recebeu, nesta terça-feira (14), um primeiro lote de vacinas contra Monkeypox. As 452 doses do imunizante estão armazenadas na Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (CEADI). Nesse primeiro momento, a imunização ocorrerá em duas estratégias: pré-exposição e pós-exposição.

A pré-exposição será destinada a dois públicos: pessoas vivendo com HIV/Aids, sendo homens cisgenero, travestis e mulheres transexuais, com idade superior ou igual a 18 anos e com status imunológico identificado pela contagem de linfócitos T CD4 inferior a 200 células nos últimos seis meses; e profissionais de laboratório que trabalham diretamente com Orthopoxvírus. Para a pós-exposição, serão vacinadas pessoas que tiveram contato direto com fluidos e secreções corporais de pessoas suspeitas, prováveis ou confirmadas para Mpox, cuja exposição seja classificada como de alto ou médio risco.

A estratégia de vacinação pré-exposição será articulada com os serviços de atendimento especializado hiv/aids (SAE) e com as regionais e municípios, que estão realizando o levantamento do público que será atendido neste momento. Após a consolidação dessas informações, as doses serão enviadas para os locais de aplicação. A expectativa é que a vacinação seja iniciada na próxima semana.

Atualmente, a Bahia possui 155 casos confirmados. Destes, 67% estão concentrados em Salvador (104) e os 33% restantes estão distribuídos em outras cidades do interior do estado (51).

Leia mais...

SECRETÁRIA DA SAÚDE DA BAHIA TOMA POSSE E DESTACA NECESSIDADE DE SEGUIR AVANÇANDO NO FORTALECIMENTO DO SUS

Nova secretária da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), Roberta Santana, tomou posse na manhã desta terça-feira (3) e destacou as principais iniciativas da gestão, que terá como foco o avanço nas ações de fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS) e da política de vacinação.

Graduada em Administração pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) e mestre em Administração Estratégica (UNIFACS-2009), Roberta Santana se especializou na área de Administração Pública, com ênfase em Planejamento e Gestão Estratégica e ocupa funções estratégicas de gestão no Governo do Estado desde 2007.

“Nós temos vários desafios à frente da Saúde. A Bahia tem mais de 6 milhões pessoas com doses da vacinação Covid em atraso e precisamos reforçar essa vacinação. Aliado a isso, também temos a redefinição de protocolos para ampliar o acesso da população aos serviços de saúde. Estamos trabalhando em um conjunto de ações de fortalecimento da atenção básica e de regionalização da saúde junto aos municípios, para que a gente facilite o acesso da população aos primeiros serviços de saúde. Isso evita que a gente leve o paciente para alta complexidade, o que trava a regulação. Com tudo isso, a gente visa diminuir o tempo de espera e reduzir o tempo de permanência dos pacientes nas unidades”, explicou.

Roberta destacou ainda os esforços do Governo do Estado para garantir investimentos na saúde nos últimos 16 anos. “Desde 2007, inauguramos 22 novos hospitais, ampliando as vagas de atendimento de alta complexidade em todas as regiões da Bahia. Somente na área da assistência materno infantil, a Bahia ganhou cinco novas maternidades inauguradas nos últimos anos. Além do Hospital Ortopédico e do Costa das Baleias, que estão em fase de conclusão, entregaremos ainda mais cinco Policlínicas Regionais de Saúde e seis Hospitais Regionais em diversas áreas da Bahia, além de outras diversas intervenções. É dessa forma que vamos seguir trabalhando para levar saúde de qualidade para baianos e baianas em todas as regiões do estado”, concluiu.

Trajetória

Ao longo de sua trajetória como servidora pública, Roberta foi assessora de planejamento e gestão da Embasa e da Companhia de Engenharia Ambiental da Bahia (CERB); diretora-geral da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano (Sedur); coordenadora da presidência da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder); diretora-geral da Secretaria Estadual da Educação (SEC) na gestão do então secretário Jerônimo Rodrigues; e, por fim, diretora-geral da Sesab, cargo que exerceu antes de assumir a Chefia de Gabinete da pasta, em 2021.

Em sua atuação na Sesab, Roberta Santana conduziu a Diretoria-geral no enfrentamento da pandemia causada pela Covid-19, atuando na reorganização da rede de assistência à saúde, com a implantação de estrutura e reforço nas unidades hospitalares para assegurar o atendimento à população. Foi também membro do Grupo de Trabalho de Transição Governamental no final de 2022, exercendo papel importante na elaboração da proposta de reforma administrativa do Governo do Estado, então aprovada pela Assembleia Legislativa da Bahia.

Leia mais...

SESAB ABRE PROCESSOS SELETIVOS REDA COM 1.314 VAGAS DE NÍVEL MÉDIO/TÉCNICO E SUPERIOR

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) abrirá inscrições para Processo Seletivo Simplificado para contratação de pessoal, por tempo determinado, em Regime Especial de Direito Administrativo (REDA) com 1.314 vagas de nível médio/técnico e superior.

As vagas serão abertas para atuação na Maternidade Maria da Conceição de Jesus (392 vagas), em Salvador; no Hospital Geral Santa Tereza (681 vagas), em Ribeira do Pombal; e para o Complexo Hospitalar de Vitória da Conquista, preferencialmente, para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), em Vitória da Conquista (241 vagas).

Os Editais de Abertura das Inscrições foram publicados nesta quinta-feira (17) no Diário Oficial do Estado da Bahia e poderão ser conferidos também no link saude.ba.gov.br/processosseletivos-reda.

Os Processos visam compor temporariamente o quadro de colaboradores das unidades a fim de prestar assistência de qualidade para a população. Entre os cargos de nível médio/técnico estão: administrativo, enfermagem, patologia clínica, radiologia etc. Já entre os cargos de nível superior estão enfermeiro, fisioterapeuta, assistente social, nutricionista, psicólogo, terapeuta ocupacional, contabilidade e ciências jurídicas, entre outros.

As seleções acontecerão em duas etapas: a primeira, com provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório; e a segunda, com prova de títulos, de caráter classificatório. As inscrições acontecerão no mês de dezembro e as primeiras etapas estão previstas para acontecerem em janeiro, de acordo com cada edital.

A convocação para as vagas será feita a depender da necessidade e a conveniência da Sesab e a contratação tem o prazo determinado de até 36 meses, podendo ser prorrogado por igual período uma única vez, também a critério da Secretaria.

Mais informações poderão ser conferidas nesta quinta-feira (17) no link: saude.ba.gov.br/processosseletivos-reda

Leia mais...

BAHIA RECEBE PRIMEIRO LOTE DA PFIZER PARA CRIANÇAS A PARTIR DE SEIS MESES

A Bahia recebeu, nesta quinta-feira (10), a primeira remessa de vacinas contra a Covid-19, da Pfizer BioNTech, para crianças de seis meses a menores de três anos. O avião trazendo a carga com as 70 mil doses pousou no aeroporto de Salvador por volta das 12h30. Este é o primeiro envio deste tipo de imunizante destinado ao estado. Até o momento, o Ministério da Saúde indicava a vacinação somente para crianças acima de três anos.

Secretária da Saúde do Estado, Adélia Pinheiro destaca que as doses serão distribuídas nos próximos dias, conforme definição da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), instância deliberativa que reúne gestores de saúde dos 417 municípios e do Estado.

“Essas vacinas serão destinadas, prioritariamente, para crianças com comorbidades, mas não exclusivamente. Elas serão distribuídas a partir da próxima quarta-feira (16), após o início das atividades de capacitação das equipes de saúde responsáveis pela aplicação das doses. Trago essa boa notícia destacando que é dessa forma que o Governo do Estado da Bahia cuida mais e melhor da nossa população”, explica.

De acordo com a coordenadora de Imunização do Estado, Vânia Rebouças, a logística de distribuição tem sido muito importante para dar celeridade ao processo de vacinação na Bahia. “Conseguimos fazer com que o imunizante seja entregue em todas regiões em tempo hábil. Essas doses da Pfizer serão destinadas aos 417 municípios do estado”, explicou.

Leia mais...

BAHIA NÃO REGISTRA ÓBITOS POR COVID-19 NAS ÚLTIMAS 24 HORAS

O último boletim epidemiológico divulgado pela Sesab neste domingo, dia 4, foram registrados 92 novos casos de Covid-19, com 127 pacientes recuperados. Não houve registro de óbito. Dos 1.687.962 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.656.671 já são considerados recuperados, 628 encontram-se ativos e 30.663 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações.

O boletim contabiliza ainda 2.009.442 casos descartados e 359.138 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até às 17 horas deste domingo. Na Bahia, 68.372 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

Vacinação

Até o momento a Bahia contabiliza 11.645.480 pessoas vacinadas com a primeira dose, 10.810.291 com a segunda dose ou dose única, 7.193.372 com a dose de reforço e 2.011.113 com o segundo reforço.

Do público de 5 a 11 anos, 1.034.397 crianças já foram imunizadas com a primeira dose e 656.848 já tomaram também a segunda dose. Do grupo de 3 e 4 anos, 39.556 tomaram a primeira dose.

Leia mais...

BAHIA TEM 27 CASOS CONFIRMADOS DA VARÍOLA DOS MACACOS

Dois novos casos de Monkeypox foram confirmados na Bahia nesta sexta-feira (12). Um caso de um indivíduo residente em Salvador e o outro de um residente de Juazeiro. Com estas confirmações, a Bahia totaliza vinte e sete casos da doença, sendo 18 em Salvador, 2 em Santo Antônio de Jesus; 1 em Cairu; 1 em Conceição do Jacuípe; 1 em Feira de Santana; 1 em Ilhéus; 1 em Juazeiro; 1 em Mutuípe e 1 em Xique-Xique. Além dos confirmados, a Bahia tem notificados 133 casos suspeitos de Monkeypox.

O boletim completo com os municípios em que os casos foram notificados está disponível em http://www.saude.ba.gov.br/boletinsmonkeypox.

Monkeypox é uma zoonose viral, do gênero Orthopoxvirus, da família Poxviridae, que se assemelha à varíola humana, erradicada em 1980. A doença cursa com febre, dor de cabeça, dores musculares, dores nas costas, adenomegalia, calafrios e exaustão.

A infecção é autolimitada com sintomas que duram de 2 a 4 semanas, podendo ser dividida em dois períodos: invasão, que dura entre 0 e 5 dias, com febre, cefaleia, mialgia, dor das costas e astenia intensa.

A erupção cutânea começa entre 1 e 3 dias após o aparecimento da febre e tem características clínicas semelhantes com varicela ou sífilis, com diferença na evolução uniforme das lesões.

Leia mais...

APÓS REVISÃO DE LAUDOS, CASO DA VARÍOLA DOS MACACOS EM ILHÉUS É DESCARTADO

Na Bahia, dados atualizados até às 15 horas desta terça-feira (26) registram que o estado permanece com 5 casos confirmados de Monkeypox, mantendo a mesma quantidade de casos confirmados do dia anterior. Ressalta-se que após revisão dos laudos laboratoriais, todos os casos confirmados são residentes do município de Salvador, excluindo assim, a confirmação inicial do caso no município de Ilhéus.

Ao todo 38 casos suspeitos aguardam diagnóstico laboratorial. Os casos em investigação são dos municípios de Barra (01), Ibicaraí (02), Ilhéus (02), Laje (01), Lauro de Freitas (01), Mutuípe (03), Porto Seguro (01), Salvador (18), Santa Cruz Cabrália (01), Santo Antônio de Jesus (03), São Gonçalo dos Campos (01), São Miguel das Matas (01) e Vitória da Conquista (03).

Monkeypox é uma zoonose viral, do gênero Orthopoxvirus, da família Poxviridae, que se assemelha à varíola humana, erradicada em 1980. A doença cursa com febre, dor de cabeça, dores musculares, dores nas costas, adenomegalia, calafrios e exaustão. A infecção é autolimitada com sintomas que duram de 2 a 4 semanas, podendo ser dividida em dois períodos: invasão, que dura entre 0 e 5 dias, com febre, cefaleia, mialgia, dor das costas e astenia intensa. A erupção cutânea começa entre 1 e 3 dias após o aparecimento da febre e tem características clínicas semelhantes com varicela ou sífilis, com diferença na evolução uniforme das lesões.

Leia mais...

BAHIA TEM BAIXA NOS CASOS ATIVOS DA COVID-19, SEGUNDO SESAB

Após uma onda de ‘surto’ da Covid-19 no estado da Bahia, chegando a registrar mais de 20 mil casos ativos nas últimas semanas, o último boletim epidemiológico divulgado neste domingo (24) pela Secretaria de Saúde – SESAB, registrou que 9.745 casos encontram-se ativos.

Desse total, 2.017 pessoas estão recuperadas e mais sete óbitos. Dos 1.649.355 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.609.337 já são considerados recuperados, 9.745 encontram-se ativos e 30.273 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações.

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.943.394 casos descartados e 356.751 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até às 17 horas deste domingo. Na Bahia, 67.276 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

Leia mais...

BAHIA REGISTRA TERCEIRO CASO CONFIRMADO DA VARÍOLA DOS MACACO

Três casos da doença causada pelo vírus Monkeypox (conhecida como varíola do macaco) foram confirmadas na Bahia. Todos são de residentes em Salvador. O primeiro registro foi no dia 13 de junho, o segundo em 14 de junho e o terceiro nesta quarta-feira (20).

Outros 13 casos suspeitos estão sendo investigados. São notificações dos municípios de Salvador (5), Santo Antônio de Jesus (2), Vitória da Conquista (2), Camaçari (1), Camamu (1), Ilhéus (1), Porto Seguro (1). Em todos os casos, as medidas sanitárias de monitoramento dos contactantes próximos, bem como isolamento foram adotadas.

Monkeypox é uma zoonose viral, do gênero Orthopoxvirus, da família Poxviridae, que se assemelha à varíola humana, erradicada em 1980. A doença cursa com febre, dor de cabeça, dores musculares, dores nas costas, adenomegalia, calafrios e exaustão.

A infecção é autolimitada com sintomas que duram de 2 a 4 semanas, podendo ser dividida em dois períodos: invasão, que dura entre 0 e 5 dias, com febre, cefaleia, mialgia, dor das costas e astenia intensa. A erupção cutânea começa entre 1 e 3 dias após o aparecimento da febre e tem características clínicas semelhantes com varicela ou sífilis, com diferença na evolução uniforme das lesões.

Leia mais...

BAHIA TEM MAIS DE 13 MIL CASOS ATIVOS DA COVID-19

Segundo os dados publicados pela Secretaria de Saúde do estado da Bahia neste domingo (3), nas últimas 24 horas, foram registrados 896 casos de Covid-19, 1.085 recuperados e um óbito. Dos 1.585.183 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.541.917 já são considerados recuperados, 13.220 encontram-se ativos e 30.046 tiveram óbito confirmado.

O boletim contabiliza ainda 1.911.618 casos descartados e 345.711 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até às 17 horas deste domingo. 65.138 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

Vacinação

Até o momento a Bahia contabiliza 11.615.090 pessoas vacinadas com a primeira dose, 10.699.839 com a segunda dose ou dose única, 6.325.634 com a dose de reforço e 753.005 com o segundo reforço.

Do público de 5 a 11 anos, 972.469 crianças já foram imunizadas com a primeira dose e 556.811 já tomaram também a segunda dose.

Leia mais...

GOVERNO DO ESTADO ASSINA CONTRATO DE R$ 197 MILHÕES EM RECURSOS ANUAIS PARA OBRAS SOCIAIS IRMÃ DULCE

Nesta sexta-feira (1º), em evento realizado na sede das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), em Salvador, o governador Rui Costa, acompanhando da secretária da Saúde do Estado, Adélia Pinheiro, assinou novo contrato com a entidade filantrópica, no valor R$ 197,6 milhões anuais, para garantir a oferta de serviços ambulatoriais e hospitalares para os baianos. O recurso contempla a oferta de 727 leitos para a Central Estadual de Regulação em diversas especialidades, além de leitos de UTI adulto e pediátrico.

“Conseguimos encontrar os caminhos para viabilizar um aumento bastante razoável do contrato com as Obras Irmã Dulce, buscando um equilíbrio entre receita e despesa dessa instituição que é extremamente importante para auxiliar a rede estadual de saúde de assistência hospitalar. Além dessa ampliação do valor do contrato, o Governo do Estado se comprometeu em realizar as ampliações físicas necessárias para aumentar a oferta de serviços de alta complexidade aqui no hospital”, destacou o governador.

A titular da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), Adélia Pinheiro, ressaltou que, “diante do aumento progressivo dos custos operacionais das entidades filantrópicas, redução do investimento federal em entidades de ensino, a ausência de reajuste federal da tabela SUS, bem como a necessidade de manter e ampliar a prestação de serviços de saúde, o Governo do Estado realizará um aporte adicional de até R$ 19,4 milhões, totalizando os R$ 197 milhões, contribuindo, decisivamente, para a manutenção da oferta de serviços da Osid”.

A superintendente das Obras Sociais Irmã Dulce, Maria Rita Pontes, afirmou que o apoio do Governo do Estado ajuda a instituição a respirar e a buscar fôlego para continuar na luta. “Com esse contrato, ganhamos ânimo e esperança para resolver as nossas pendências. A luta continua, principalmente nesse momento de alta da inflação, mas com o apoio estadual vamos ultrapassar essas dificuldades com mais tranqüilidade”.

Sobre a ampliação física que será realizada pelo Estado, Maria Rita explicou quais são os serviços que passarão a ser ofertados. “Comentamos com o governador sobre essas necessidades e ele, com muita sensibilidade, garantiu a sala de ressonância, para implantarmos o equipamento que já adquirimos, e o hospital dos olhos, obra de muita importância e também de alta complexidade”.

Sobre a Osid

A entidade filantrópica é composta de 21 núcleos, 20 deles no Largo de Roma, na Cidade Baixa, em Salvador. No outro núcleo, a Osid mantém o Centro Educacional Santo Antônio (CESA), uma escola em tempo integral, com foco na qualidade do ensino básico que atende mais de 800 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.

Atualmente, a entidade filantrópica abriga um dos maiores complexos de saúde 100% SUS do país, com cerca de 3,5 milhões de procedimentos ambulatoriais por ano a usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), idosos, pessoas com deficiência e com deformidades craniofaciais, pacientes sociais, pessoas em situação de rua, usuários de substâncias psicoativas e crianças e adolescentes em situação de risco social.

Leia mais...

SEGUNDO SESAB, MAIS DE 50 PESSOAS FORAM VÍTIMAS DE QUEIMADURAS DURANTE OS FESTEJOS JUNINOS

Um total de 53 pessoas foram atendidas nos Hospitais Geral do Estado (HGE),  Regional de Santo Antônio de Jesus (HRSAJ) e do Oeste, entre os dias 20 e 26 últimos, vítimas de acidentes com fogos de artifício e fogueiras. No HGE, foram 39 atendimentos, 13 no HRSAJ e 1 no HO.

Depois de dois anos sem a programação de festejos juninos, em função da pandemia, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) reforçou o atendimento nas unidades de referência para assistência a queimados, além de ter alertado à população para que aproveitasse as festas sem esquecer os riscos de acidentes com fogos de artifício e fogueiras.

Dados das duas principais unidades hospitalares especializadas em tratamento de queimados da rede estadual, o Hospital Geral do Estado (HGE) e o Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus (HRSAJ), referentes aos últimos 4 anos, mostraram um acréscimo no número de acidentes no período entre 20 e 30 de junho, quando comparados os dois anos com festejos (2018 e 2019) e os dois sem festejos e com pandemia (2020 e 2021).

Na Bahia, existem três unidades com CTQ – Centro de Tratamento de Queimados que ganharam reforço nos plantões durante o período: o HGE, o HRSAJ e o HO – Hospital do Oeste. O CTQ é uma espécie de UTI com médicos plantonistas, enfermeiros, técnicos de enfermagem e fisioterapeutas 24 horas.

Leia mais...