Porfirio
pm
Charliane
Plansul
uruçuca novo
Emasa
Cerveja Je assunção
Buerarema
Ieprol
Navegação na tag

#Vacinas

BUERAREMA AMPLIA A VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19 PARA PESSOAS A PARTIR DE 40 ANOS

Com quase 32% da população imunizada com pelo menos a 1ª dose da vacina contra a Covid-19, a Secretaria de Saúde de Buerarema amplia a vacinação no município para pessoas sem comorbidades a partir de 40 anos de idade, além da inclusão de puérperas – até 45 dias pós-parto e gestantes.

A equipe de vacinação tem utilizado todas as alternativas para possibilitar que o público prioritário já eleito seja vacinado, através de busca ativa, atendimento em domicílio, horários e dias alternativos de atendimento, entre outras estratégias.

 HORÁRIO ESPECIAL DE ATENDIMENTO:

Durante esta semana acontece o horário especial de vacinação no Centro Especializado de Saúde – Cesp, de 17h as 20h, de 08 a 10/06  (terça, quarta e quinta-feira).

A vacinação também está disponível de segunda a sexta-feira, em todas as Unidades de Saúde da Família.

Leia mais...

SECRETÁRIO DE SAÚDE LÉO PRATES APELA AO GOVERNO FEDERAL PARA ANTECIPAÇÃO DA CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA GRIPE EM SALVADOR

O Secretário Municipal da Saúde, Leo Prates, solicitou ao Ministério da Saúde – Governo Federal – a antecipação da campanha de vacinação contra o vírus da influenza (gripe) em Salvador. “Certo de que o atual cenário vivido em Salvador no enfrentamento à pandemia da Covid-19 exige a adoção de amplas medidas cada vez mais assertivas por parte dos gestores envolvidos na saúde, decidi apelar ao Governo Federal pela antecipação do início da campanha de vacinação contra gripe/influenza na cidade”, revelou.

De acordo com o gestor, os argumentos apresentados são práticos e trazem impactos operacionais e na rede assistencial. “Primeiramente, para receber as doses contra o coronavírus e a influenza é necessário um intervalo mínimo de 14 dias entre elas. Atualmente, as equipes de imunização necessitam fazer o controle das especificidades das múltiplas marcas de imunizantes utilizados na estratégia da Covid-19, bem como, os prazos variados para aplicação das doses de reforço. Agregar mais um parâmetro onde o vacinado deve aguardar mais um período para iniciar a proteção para gripe, tornaria esse processo ainda mais complexo”, explicou.

A antecipação do início da campanha contra a influenza assegura um melhor planejamento dessas ações. Para isso, a vacinação será iniciada no sentido contrário à imunização da Covid-19, começando com os idosos de 60 a 74 anos. “Isso nos daria mais tranquilidade no controle dos prazos. Precisamos levar também em consideração que a campanha contra gripe requer uma mega estrutura, já que é aberta de uma única vez para um público alvo maior do que o disponibilizado pela Covid-19 até o momento”, salienta.

No ano passado foram vacinados mais de 870 mil indivíduos na capital, sendo que cerca de 312 mil eram idosos. A antecipação da vacinação da gripe auxilia na montagem de um esquema maior, “uma vez que a imunização do coronavírus ainda acontece de maneira mais lenta e fracionada”, justifica o titular da pasta.

Outro impacto positivo dessa medida, segundo Prates, está ligado na redução da pressão sofrida pela rede de assistência. A partir de abril, o número de casos de gripe começa a crescer com maior intensidade na cidade. Somente em 2020, 135 episódios confirmados de influenza foram notificados, sendo que 09 pacientes evoluíram para óbito. “É importante destacar que o crescimento de pacientes com sintomas gripais e com necessidade de suporte de leitos respiratórios trará mais instabilidade ao sistema público de saúde que já está à beira do colapso”, finaliza.

Leia mais...

DISJUNTOR DE POSTO DE SAÚDE DE ITAPARICA É DESLIGADO E VACINAS CONTRA A COVID-19 CORREM RISCO DE SEREM PERDIDAS

O disjuntor de uma Unidade de Saúde da Família (USF) de Itaparica, cidade localizada na ilha de mesmo nome, na região metropolitana de Salvador, foi desligado na noite de domingo (7), e doses de vacinas contra a Covid-19 que estavam no local correm risco de serem perdidas.

De acordo com a secretária da Saúde do município, Carla Valença, os profissionais perceberam a falta de refrigeração quando chegaram para o expediente de segunda-feira (8) e notaram que a USF estava sem energia elétrica.

“Infelizmente na segunda-feira, ao chegar no posto, a equipe percebeu que não havia energia. Ao procurar a Coelba e ver o que tinha acontecido, foi constatado que o disjuntor havia sido desligado propositalmente”, disse.

O disjuntor fica em uma área externa da unidade e foi desligado em um ato que ela classificou como “vandalismo”.

Leia mais...

BAHIA RECEBEU MAIS DE 186 MIL VACINAS CONTRA A COVID-19

A Bahia recebeu na noite deste sábado (6), 186.200 novas doses da vacina contra o coronavírus (Covid-19). O carregamento de Coronavac chegou às 21h30 no Aeroporto Internacional de Salvador.

 

Com a utilização de dez aeronaves do Governo da Bahia, a expectativa é que em até 24 horas todos os 417 municípios tenham recebido novas doses e inicie já na próxima segunda-feira (8), a vacinação de idosos acima de 80 anos.

 

Mais de 736 mil doses

 

Essa é a quarta remessa de vacinas que chega à Bahia. Com a carga deste sábado (6), a Bahia totaliza 736.900 doses recebidas, entre Coronavac Oxford, desde o dia 18 de janeiro, quando chegou a primeira remessa.

 

Vacinados na Bahia

 

O total de vacinados no estado já supera os 280 mil baianos, sendo o segundo do Brasil em número de imunizados. Para acompanhar o avanço da imunização, acesse   bi.saude.ba.gov.br/vacinacao/
Leia mais...

VACINAS CORONAVAC E OXFORD SÃO APLICADAS EM MUNICÍPIOS DO SUL DA BAHIA, MAS PREVENÇÃO DEVE SER MANTIDA

Cidades do Sul da Bahia, que integram o Núcleo Regional de Saúde-NRS Sul, estão aplicando as doses da primeira fase de vacinação contra a Covid-19, repassadas pela Secretaria Estadual de Saúde-Sesab, entregues ao Governo da Bahia pelo Ministério da Saúde, a vacina de Oxford faz parte do segundo lote de vacinas enviadas ao Estado.

Municípios que integram as regiões de Itabuna e Ilhéus receberam um total de 5420 doses da vacina de Oxford/Fiocruz. Somadas às vacinas da Coronavac, entregues na semana passada, o Sul da Bahia já recebeu 19.631 doses.

A diretora do NRS Sul, Domilene Borges, destaca que “com a vacinação iniciada, é extrema importância que os municípios sigam as recomendações para garantir a imunização do público-alvo definido nesta primeira fase, fiscalizando a aplicação correta das doses disponíveis, já que existe um cronograma para que novos grupos de pessoas sejam atendidas até que toda a população possa ser imunizada”.

Entre o público alvo nesta etapa estão profissionais de saúde que atuam em hospitais, UPAs e unidades básicas de saúde, idosos residentes em abrigos e indígenas. Mesmo com o início da vacinação, Domilene Borges ressalta que “estamos apenas no início e um processo que vai demandar tempo e muito esforço. Por isso é importante que a população reforce as medidas de prevenção como distanciamento social, uso de máscaras e higienização permanente”.

Leia mais...