Buerarema
Plansul
COLÉGIO JORGE AMADO
Pref ilheus junho
Ieprol
Navegação na tag

Violência

FUX PARTICIPA DE EVENTOS NESTA TERÇA-FEIRA PARA FORTALECER GARANTIA DE DIREITOS

O presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Luiz Fux, participa nesta terça-feira (10/8) de uma série de eventos que estão sendo realizados para aprimorar a atuação do Judiciário na garantia de direitos da população.

São ações que fortalecem o combate à violência contra a mulher, os povos indígenas, as vítimas do rompimento da barragem de Mariana (MG), as decisões em processos ambientais e o uso de soluções tecnológicas.

Às 10h, Fux participa da abertura da XV Jornada da Lei Maria da Penha. O encontro, que seguirá até 17h, tratará da violência contra a mulher sob a ótica dos homens, do papel da mídia, da evolução legislativa e do caminho da violência ao feminicídio.

(mais…) Leia mais...

PREFEITURA DE ITACARÉ LANÇA CAMPANHA DE COMBATE A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

A Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria de Esportes, Mulher e Juventude, está lançando a campanha de combate a violência contra a mulher, com o objetivo conscientizar e chamar a atenção da sociedade para este problema. A proposta é divulgar os canais de denúncias de todas as formas de violência contra a mulher em Itacaré, seja física, psicológica, moral, sexual e patrimonial.

De acordo com o prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, a campanha foi criada após observar o grande número de mulheres que são vítimas de violência e sofrem caladas, seja por vergonha, por medo e também por morarem em regiões afastadas e não saberem onde pedir ajuda. Nesse sentido, a Secretaria de Esportes, Mulher e Juventude vai não somente incentivar as denúncias, como garantir o amparo e o apoio policial.

A campanha vai incluir materiais em vídeos, cards, impressos e o trabalho de orientação e acompanhamento às mulheres. Tudo isso sem contar com a divulgação do Disque 100 e do Ligue 180, serviços gratuitos, que funcionam 24 horas por dia, incluindo sábados, domingos e feriados, recebem denúncias de violações de direitos humanos e de violência contra a mulher.

O secretário de Esportes, Mulher e Juventude, Marcelo Barros, destaca a importância de todos estarem unidos para enfrentar as diversas formas de discriminação e violência contra a mulher, buscando assim contribuir para uma sociedade mais justa e sem violência. E a campanha, segundo ele, é justamente no sentindo de sensibilizar a sociedade sobre o que é o ciclo da violência, as diversas formas de agressão e orientar as vítimas e orientar sobre como agir.

Leia mais...

APROVADO MAIS UM PROJETO DE RENATA ABREU NO COMBATE À VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

Mais um dia histórico na luta por mais segurança das mulheres. O plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira, 10, o Projeto de Lei 123/19, de autoria da deputada federal Renata Abreu (Podemos-SP), que autoriza o Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP) a financiar programas de prevenção e combate à violência contra a mulher.

Segundo a proposta, entre as ações que podem receber recursos do FNSP estão casas-abrigos, delegacias, núcleos de Defensoria Pública e serviços de Saúde especializados no atendimento à mulher em situação de violência doméstica e familiar. Os recursos também poderão custear centros de educação e de reabilitação para os agressores e campanhas de enfrentamento da violência doméstica e familiar.

Renata lembra que o Brasil enfrenta problemas muito sérios na Segurança Pública, com estatísticas alarmantes principalmente quando a vítima é mulher. “É nosso papel fortalecer as ações de enfrentamento à violência contra a mulher”, declara a parlamentar, uma das mais atuantes no Congresso em defesa dos direitos e segurança da população feminina no Brasil.

Números da Violência

A violência feminina aumenta assustadoramente dia a dia no Brasil. A cada dois minutos, uma mulher é agredida no País. E cada dia 13 mulheres são assassinadas, a maioria pelos companheiros, segundo dados do Atlas da Violência. Só no primeiro semestre deste, durante a pandemia do coronavírus, foram registrados 1.890 feminicídios, de acordo com levantamento do G1.

“Há de se ressaltar que, embora os números de todos os tipos de violência contra a mulher nos choque muito, infelizmente a realidade é bem pior. Isso porque boa parte das vítimas não procura ajuda nem registra o crime nas delegacias, seja por medo, por vergonha e, pasmem, por acreditar que é culpada pela situação que gera a violência”, destaca Renata Abreu.

O projeto de Renata Abreu agora segue para análise e votação no Senado e, se não sofrer alteração, vai para sanção presidencial.

Leia mais...

FIQUE SABENDO: POLÍCIA CIVIL SOLIDÁRIA

O Sindicato dos Policiais Civis do Estado da Bahia – Sindpoc iniciou o projeto piloto na Região Sul do Estado denominado FIQUE SABENDO: POLÍCIA CIVIL SOLIDÁRIA, o qual é coordenado pelo Diretor Sindical e Policial Civil Roberto José, que também é professor e tem formação na área de gestão pública. Nesse sentido, explica Eustácio Lopes (Presidente do Sindpoc), o objetivo do referido programa é aproximar os policiais civis das comunidades (escolas, universidades e comunidades) através dos debates, palestras e rodas de conversas para debater temas importantes ligados a Segurança Pública e Violência Criminal, como uso de drogas (causas e consequências), violência urbana, os risco da flexibilização do porte/posse de arma de fogo, direitos da criança e do adolescentes (abusos e explorações sexuais, direitos e garantias), Direitos Humanos, Direito Ambiental, dentre outros temas.

Palestra “Os Riscos do Ciberbullying na Escola”, no Complexo Integrado de Educação de Itabuna) antigo Amélia Amado.
 

Segundo o Coordenador Geral, Roberto José, o Piloto do Programa já funciona em Itabuna há um ano aproximadamente, com dezenas palestras realizadas em escolas públicas, faculdades e instituições sem fins lucrativos (ONGs), nos diversos temas propostos, mas principalmente sobre violência criminal e as questões das drogas. Assim, enfatiza o coordenador, é preciso empoderar os jovens e a população sobre esses temas que afetam nosso cotidiano, e a única forma de empoderar é através da educação, com palestras e rodas de conversas. Aliás como diria o grande educador Paulo Freire “a educação não transforma o mundo, mas muda as pessoas e estas mudam o mundo!”, assim, enfatiza, precisamos melhorar o mundo que vivemos e a educação é a melhor arma no combate qualificado aos diversos tipos de violências da sociedade atual.

Palestra na Unime Itabuna: Flebilização do Porte/Posse de Arma de fogo.
 

Ainda, segundo Roberto José, o Programa está em fase de ajustes e começa a fase de formação e qualificação de policiais voluntários, de diversas regiões do Estados da Bahia, quando na oportunidade serão tratados os temas relacionados: as causas e as consequências que as drogas fazem na vida dos jovens, conceito de risco, fatores de risco e população de risco; Dimensionamento do problema na área de atuação e as prioridades para intervenção, planejamento; Atividades nos domicílios, na comunidade e seus aparelhos, nas escolas, nos ambientes de trabalho; Contrabalançar Autonomia x Proteção; Risco Coletivo x Direito Individual; Intersetorialidade e os múltiplos saberes; Hábitos de Vida, a cultura local e seus valores; Direitos Humanos e Garantias dos Direitos Constitucionais, além de formas de abordagens e didática na forma de se expressar, abordar os temas e posicionar.

Palestra no CEBRAC Itabuna, sobre Violência Urbana e sua relação com o narcotráfico.
  Leia mais...

ITABUNA: A VIOLÊNCIA É UM AMARGO PRESENTE PARA TODOS NÓS

Observem: a população tem o mau costume de louvar apenas o que é visível; os governantes tem o péssimo costume de investir apenas no que é visível. Essas duas afirmações (esses dois fatos), são parte do retrato de atraso de Itabuna. Afunilando pra o tema “violência”, vamos apenas dar um exemplo rápido desse triste retrato.

Há cerca de 6 anos, iniciava a todo vapor na cidade os projetos Casa das Artes e o Vivarte, que em seu auge conseguiram integrar cerca de sete (7) mil jovens da periferia de Itabuna em projetos de cultura, esporte e lazer, além de mais de cem arte-educadores contratados. Sete mil! Como sabemos que em prevenção a violência, os resultados são de médio e longo prazo, éramos pra estar colhendo os frutos atualmente, com uma redução da criminalidade. Compreendem? Que a prevenção a violência, seria a nossa maior virtude, mas infelizmente, terminamos 2018 com uma taxa de mais de sessenta homicídios por cem mil habitantes, e já são dezenas nos 4 primeiros meses desse ano. Perceberam? Se esses jovens continuassem sendo assistidos, estimulados ao emponderamento social, com certeza teríamos um número menor de mortos e bem menos criminosos, sejam no raio X ou Y. Mas, o atual prefeito parece não gostar de cultura, há quem diga que o alcaide, em rodas de conversas afirma que “cultura é coisa de v..!”. Por que não continuaram com as ações da FICC? Porque não dá voto. E nem notícia na mídia.

Casa das Artes desativada.

E por outro lado, a população tem o mau costume de só reivindicar mais polícia, mais viaturas, mais armas. A polícia (pobre polícia, que faz milagre com os escassos recursos, a melhor do mundo em fazer com tão pouco!), continua apenas enxugando gelo em Itabuna por uma clara e condicente ausência de políticas públicas para jovens e adultos. Prende, solta, atira e mata! Os criminosos se matam! A população morre! Entendem agora que é tão importante reivindicar projetos sociais e de prevenção primária a violência? E também uma polícia de mais ações de inteligencia? Mas o povo esquece. Vota em quem quer trazer mais um presídio pra Itabuna (eleitores de Fernando Gomes). O prefeito ganha mais votos quando defende um novo prédio (seja qual for, mais um inferno pra cidade) e o povo aplaude de pé.

Esse é o presente amargo pra Itabuna. Um presente de ignorantes para todos nós, todos mesmo!

Leia mais...

VIOLÊNCIA E MEDO: A BAHIA TEM TRÊS CIDADES ENTRE AS TRINTA MAIS VIOLENTAS DO MUNDO

Em recente Pesquisa publicada pelo Instituto Seguridad Justicia y Paz, uma organização da sociedade civil mexicana, apartidária e independente. Publicou seu levantamento, divulgado em 12.03.2019, considera cidades com mais de 300 mil habitantes no mundo, a partir de dados Oficiais sobre crimes letais intencionais contra a vida do ano de 2018, que abarca os homicídios dolosos, lesões corporais seguida de morte e latrocínio, além de morte por intervenção policial.

 
Fonte: Instituto Seguridad Justicia y Paz. Dados de 2018

O contexto de violência no Brasil, toma forma na Bahia que possui três cidades entre as mais Violentas no Mundo: Feira de Santana, Vitória da Conquista e Salvador. Assim, é importante destacar que Segundo o Atlas da Violência, pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, com base em dados do Ministério da Saúde, em 10 anos, a taxa de homicídios na Bahia a cada 100 mil habitantes cresceu 97,8%. E entre as capitais do Brasil, Salvador aparece em segundo lugar no número de mortes violentas intencionais.

Trazendo para uma análise mundial dessa violência, aponta o Instituto Seguridad Justicia y Paz, que a violência no México é provocada pelas guerras entre integrantes do crime organizado relacionados franquias de narcotraficantes pelo domínio territorial do comercio de narcóticos seja no atacado ou no varejo, uma vez que o México está ao lado do maior mercado de drogas do Mundo, os Estados Unidos, levando-se em conta a tendência de redução da mortalidade com a vitória de uma das facções rivais, a exemplo do que já ocorre no Estado de São Paulo, com o monopólio do mercado de drogas pelo PCC – Primeiro Comando da Capital.

Destaque especial para a América Latina, pois dentro das 50 cidades mais violentas, 42 estão dentro dela. A Colômbia é o destaque positivo da relação. No contexto da Venezuela, nos deparamos com um desafio, mas especialmente em 2018, um novo fenômeno que expressa a grave crise que em todas as ordens que a Venezuela enfrenta: a crescente incapacidade de contar seus mortos. Mas, ainda é importante mencionar que a produção de cocaína é endêmica nos países andinos, sendo os principais produtores a Colômbia, Peru e Bolívia. Cujo movimento de mercado (tráfico) modificou-se na primeira década deste século, conforme figura abaixo, com a desvalorização do dólar e a fiscalização mais dura nas fronteiras dos Estados Unidos, fizeram os traficantes direcionar o produto para a Europa, onde o consumo da droga vem crescendo, pela oferta do produto, que está chegando com mais facilidade, conforme figura abaixo:

Tráfico de Cocaína em Unidade Métrica no Mundo

Dessa forma, a condição anêmica da política de prevenção associada à ineficiência do Estado da política de segurança pública qualificada, do policiamento ostensivo preventivo a investigação criminal, esta última, cada vez mais, deixada em segundo plano, vai se apresentar como um desafio. Destaca-se negativamente a opção política dos Governos Estaduais e do Governo  Federal de dar mais foco na política do “visível”, esquecendo que a investigação criminal qualificada é a mais eficiente forma de redução da criminalidade. Como diria o Marquês de Beccaria, “dos maiores travões aos delitos não é a crueldade das penas, mas a sua infalibilidade”, assim, a certeza de um castigo, causará sempre a impressão mais intensa que o temor de outro mais severo, aliado à esperança de impunidade.

*Geógrafo, Roberto José também é Especialista em Planejamento de Cidades, Especialista em Engenharia de Tráfego, Mestre em Geografia; Policial Civil, Professor da Rede Particular de Ensino, Pesquisador e Consultor sobre vulnerabilidade e Risco Social, Tutor de Ensino da Secretaria Nacional de Segurança Pública, Membro do FBSP – Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Diretor do Sindpoc – Sindicato dos Policiais Civis do Estado da Bahia.

  Leia mais...

AUTORIDADES ESTADUAIS INVESTIGAM SUPOSTAS AMEAÇAS A ESCOLAS NA BAHIA

Nos últimos dias, mensagens com ameaças de atos violentos que seriam praticados em escolas da Bahia têm circulado em redes sociais e estão na mira das autoridades, a exemplo das secretarias estaduais da Segurança Pública (SSP) e da Educação. Mesmo que sejam falsas (as famosas fake news), informações disseminadas com este tipo de conteúdo se configuram como um ato criminoso e podem levar o responsável a responder judicialmente.

O Grupo Especializado de Repressão a Crimes por Meios Eletrônicos (GME) da Polícia Civil da Bahia participa da investigação dos casos. O coordenador do GME, delegado João Cavadas, explica que “a Polícia Civil, preocupada com esses acontecimentos, já disciplinou uma multitarefa de investigação para esses crimes, no interior e na capital. O GME dará subsídios, identificando as pessoas que não somente confeccionaram o material, como também aquelas que fazem a replicação através de grupos de mensagens. Todas elas serão indiciadas pelo crime que vier a ser identificado e responderão judicialmente por esse fato”.

Também empenhada em combater e prevenir esses crimes, a Polícia Militar da Bahia (PMBA) atua de maneira ostensiva, indo aos locais onde são relatadas as ameaças. “Tão logo essas mensagens chegam ao conhecimento da PM, mesmo entendendo que se tratam de mensagens que têm o objetivo de desestabilizar uma comunidade, unidades operacionais são direcionadas para atuar preventivamente, sobretudo nas proximidades das escolas, de uma forma geral e em todo o estado. Quem está disseminando esse tipo de conteúdo é um criminoso, que será responsabilizado por este delito”, informa o porta-voz da PMBA, capitão Bruno Ramos.

Impulsionados por episódios como o ataque na Escola Raul Brasil, em Suzano (SP), há pouco menos de um mês, esses envios costumam gerar uma onda de terror e pânico entre a população, incluindo a comunidade escolar.

O coordenador dos Núcleos Territoriais de Educação da Secretaria da Educação do Estado, Helder Amorim, lembra que “desde o evento em Suzano, essa onda de boataria está se espalhando por todas as regiões do país. O que tem se apurado até agora é que não há nada confirmado e nenhum ato foi posto em prática. Contudo, a Secretaria da Educação está atenta e acompanhando, junto à SSP, todos os casos que chegam, bem como dando apoio à comunidade escolar, que tenta manter a normalidade, para que os alunos continuem a ter acesso às escolas e às atividades”.

Leia mais...

CÂMARA APROVA PRIORIDADE DE MATRÍCULA PARA FILHOS DE MULHER VÍTIMA DE VIOLÊNCIA

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (19) o Projeto de Lei 8599/17, da deputada Geovania de Sá (PSDB-SC), que concede prioridade de matrícula a filhos de mulher que sofre violência doméstica. A matéria será enviada ao Senado. O texto aprovado é um substitutivo da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, de autoria da deputada Bruna Furlan (PSDB-SP).

Em vez de prioridade apenas em creches e escolas de educação infantil, o substitutivo concede prioridade de matrícula ou transferência dos dependentes da vítima em instituição de educação básica mais próxima de seu domicílio. A comprovação dessa situação de violência será por meio da apresentação do boletim de ocorrência ou do processo de violência doméstica e familiar em curso.

Bruna Furlan também incorporou no texto dispositivo que permite ao juiz determinar a matrícula ou transferência dos dependentes da ofendida independentemente da existência de vaga. Isso é necessário, por exemplo, quando a vítima é afastada do seu agressor por medida protetiva, mudando de endereço.

(mais…) Leia mais...

SINDPOC OFERECE RECOMPENSA DE R$ 1 MIL PARA QUEM TIVER INFORMAÇÕES QUE LEVEM A PRISÃO DE ADVOGADO FORAGIDO

Após Assembleia que será realizada na Associação dos Funcionários Públicos da Bahia (AFPEB), localizada na Carlos Gomes, onde será discutido a possibilidade de desligamento do PLANSERV e aderência a um outro Plano de Saúde, policiais civis da Bahia irão realizar grande caminhada, a partir das 11 horas, em direção á sede da OAB-Bahia, situada na Avenida Joana Angélica, com o objetivo de pedir justiça e cobrar prioridade à prisão do advogado Orlando Ferreira de Assis OAB n° 30.232 que agrediu covardemente, com tentativa de homicídio, o investigador da Policia Civil Orlando Freire Assis, neste domingo, 10, no município Feira de Santana. A manifestação irá pedir a expulsão e cassação da carteira da Ordem dos Advogados do agressor. O Sindicato está oferecendo uma recompensa de R$ 1 mil, para quem passar informações que levem a prisão do agressor.

O SINDPOC protocolou ofício junto ao Presidente da (OAB-BA) com o pedido de apuração da conduta adotada pelo advogado e as respectivas medidas judiciais cabíveis para que o crime não fique impune. ” A postura dele foi incompatível com as atribuições de um advogado. O fato não pode ficar impune! Ele precisa ser penalizado pelo crime que ele cometeu. A agressão covarde causou uma grande revolta e perplexidade nos policiais civis e não vamos aceitar impunidade”, frisa Eustácio Lopes, Presidente do SINDPOC.

Leia mais...

ITABUNA: VEREADORES VÃO DEBATER VIOLÊNCIA NO MUNICÍPIO EM SESSÃO ESPECIAL

Tendo em vista os crescentes casos de violência e, consequentemente, o aumento da insegurança no município itabunense, o Legislativo promoverá sessão especial para debater o tema, proposta pelo vereador Robinho (PP). O objetivo é a criação de um núcleo de Estudo da Violência em Itabuna, a fim de melhor analisar a atual situação e buscar possíveis soluções para os casos evidenciados.

Além da participação do executivo, a sessão contará com a presença dos seguintes nomes: o juiz Antônio Carlos Higino; o secretário de Segurança, Transporte e Trânsito, coronel Gilberto Santana; o vereador do município de Brusque (SC), Jean Pirola e o professor Fernando Soares.

O debate acontecerá na terça-feira, 24, às 16h, no plenário Raymundo Lima da Câmara de Itabuna.

Leia mais...

ITABUNA: APÓS INDICAÇÕES, VEREADORA CHARLIANE RECEBE RESPOSTA DA SSP-BA

Nesta terça feira, 19, a vereadora recebeu o retorno da Secretaria de Segurança Pública, através de ofício a delegada geral adjunta, Heloísa Campos de Brito, onde assegurou que o efetivo da polícia civil será aumentado com a contratação de novos delegados, investigadores e escrivães através do concurso público edital SAEB 001/2018.

A vereadora encaminhou indicação ao Governador Rui Costa, subscrita ao secretário de Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa, sobre o aumento da violência em Itabuna, fato que está preocupando toda a população. No ofício foram sugeridos alguns pontos como: o aumento do efetivo da polícia militar e civil, intensificação no patrulhamento das rondas escolares, instalação de câmeras de segurança no Centro e principais vias da cidade, entre outros.

“Sabendo que essa é uma das maiores necessidades da nossa população, fico satisfeita em receber uma resposta a minha indicação. E continuarei atenta as demandas do povo para cobrar das autoridades competentes”, afirmou Charliane.

Leia mais...

POÇÕES: JOVEM É MORTO A TIROS EM FESTA “PAREDÃO”

Um jovem de 21 anos, identificado como Marcos Silva, foi morto por volta das 2h deste domingo, 17, no centro de Poções. De acordo com a Polícia Militar, testemunhas relataram que estava ocorrendo uma festa tipo “paredão” e, em seguida, houve uma confusão onde foram feitos vários disparos de arma de fogo, indica o G1.

A polícia detalhou que, na madrugada de domingo, uma guarnição da 79ª CIPM foi acionada para atender a uma ocorrência de disparos de arma de fogo na rua da Itália, no Centro de Poções. No local, os policiais encontraram o jovem já morto. A PM isolou o local e acionou a perícia técnica para a remoção do corpo. Ainda de acordo com informações do G1, a guarnição foi informada por testemunhas que houve outras vítimas dos disparos, e todas foram socorridas por populares para a Unidade de Pronto Atendimento da cidade. No entanto, não há detalhes do número de feridos.

Leia mais...

VIOLÊNCIA CONTRA JORNALISTAS É TEMA DE AUDIÊNCIA NO SENADO

A violência contra jornalistas é tema da audiência pública que o Conselho de Comunicação Social (CCS) promove na segunda-feira (7), com início às 9h na sala 3 da ala Alexandre Costa. As agressões a jornalistas registradas nos últimos meses durante cobertura de protestos políticos em São Paulo, Brasília e Curitiba tem gerado reações de entidades representativas dos jornalistas.

A audiência contará com a participação do coordenador de Comunicação e Informação da representação da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) no Brasil, Adauto Soares; do presidente da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), Paulo Tonet Camargo; e do presidente da Federação Nacional das Empresas de Rádio e Televisão (Fenaert), Gulíver Augusto Leão.

Também foram convidados o presidente da Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abratel), Márcio Novaes; a presidente da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), Maria José Braga; o secretário jurídico adjunto da Federação Interestadual dos Trabalhadores em Empresas de Rádio e Televisão (Fitert), Josemar Pinheiro; e a diretora de Redação do Correio Braziliense, Ana Dubeux.

Criado pela Constituição de 1988, com 13 membros titulares e igual número de suplentes, o Conselho de Comunicação Social tem como função a realização de estudos, pareceres, recomendações e outras solicitações que lhe forem encaminhadas pelo Congresso Nacional a respeito de suas atribuições previstas na Constituição Federal (Título VIII, Capítulo V, artigo 224) e na Lei 8.389/1991 (artigo 2º)

Leia mais...

BAHIA: BARALHO DO CRIME É ATUALIZADO COM OITO NOVAS CARTAS

Oito novas imagens de criminosos foram inseridas, neste sábado (14), no ‘Baralho do Crime’, da Secretaria da Segurança Pública (SSP). Na terceira atualização de 2018, todos os quatro naipes sofreram mudanças. Joanderson Brito de Jesus, o ‘Nego Jó’, procurado por homicídio qualificado e tráfico de entorpecentes, é o novo ‘Valete de Copas’. Nego Jó agia na cidade de Itamaraju, a cerca de 750 quilômetros da capital, e substitui Jeovane Gonçalves de Freitas, o ‘Guto’.

O naipe de Paus sofreu três alterações. O homicida Henrique Lago Ferreira, conhecido como ‘Pé de Pano’, passa a integrar o baralho como ‘Dez de Paus’. Foragido da cidade de Porto Seguro, ele entra no lugar de Regivaldo Baldoíno de Souza.

De Teixeira de Freitas, Rivandeck Correia Pereira, procurado por homicídio qualificado, agora é o ‘Nove de Paus’, removendo ‘Jorge Bocão’. Ezequiel Alves de Alcântara ou ‘Patati’ agora ilustra a carta ‘Cinco de Paus’, que era de Adriano Luiz Rocha Dantas. Patati é investigado por homicídio qualificado e tráfico de drogas.

O novo ‘Dez de Espadas’ é Jeobson Rocha Cruz, apelidado de ‘Panela’, procurado por homicídio qualificado. Sua área de atuação é o bairro Tancredo Neves, em Salvador. Seu antecessor era Hamílton Aurélio Magillini Coelho. Traficante e homicida, Émerson Leonardo Pereira Santos, o ‘Cabuloso’, entra no baralho como ‘Seis de Espada’, em substituição a Fernando Fernandes da Silva.

Trocas também no naipe de Ouros: Eldo Ferreira Batista, o ‘Eldinho’, traficante e homicida de Teixeira de Freitas, entra no posto de Oscar Marsella Siva, como ‘Nove de Ouros”, enquanto o ‘Quatro de Ouros’ agora é ilustrado por Wesley Luis Nascimento Silva, o ‘Diamante’, homicida em Porto Seguro.

Qualquer cidadão pode ajudar na busca e captura dos bandidos mais perigosos do estado. Basta acessar a ferramenta e contatar o Disque Denúncia através dos telefones de números 3235-0000 (capital) e 181 (interior).

Leia mais...

ITABUNA SEDIA SEMINÁRIO “FRATERNIDADE E SUPERAÇÃO DA VIOLÊNCIA

Na próxima quinta-feira, dia 22, e sexta-feira, dia 23, Itabuna sedia o seminário “Fraternidade e Superação da Violência”, que visa promover a cultura da paz, reconciliação e justiça na sociedade. O evento é promovido pelo Ministério Público estadual, em parceria com a Igreja Católica, Igreja Adventista, Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) e Grupo Humanus. A iniciativa de realização do seminário surgiu durante a realização do curso de educação em direitos humanos, ministrado no projeto MP Educa, que foi implantado ano passado pelas Promotorias de Justiça em Itabuna. Segundo a promotora de Justiça Cleide Ramos Reis, o MP Educa pretende, a longo prazo, estimular a implantação de projetos locais que contribuam para a disseminação de uma cultura de paz, além de “minimizar os índices de violência urbana através do empoderamento dos atores locais”.

O seminário será aberto no dia 22, às 18h30, na Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC), e contará com a apresentação da campanha da Fraternidade, com o bispo Dom Zanoni Demettino, de Feira de Santana, e a apresentação da promotora de Justiça Cleide Ramos, da professora da Uesc, Milene Peixoto Ávila, e de representantes da Igreja Adventista do 7º Dia. No dia 23, serão realizadas oficinas temáticas sobre temas como violência racial e violência contra a juventude; violência de gênero (mulheres, homens e LGBT) e violência doméstica; violência e drogas nas escolas; violência no campo e contra os povos tradicionais; violência de trânsito; violência e mídia; violência e religião; e violência policial e impunidade. As oficinas serão coordenadas pelos integrantes da primeira turma do projeto MP Educa, que contou com a participação de representantes dos Conselhos Municipais de Políticas Públicas, Poder Legislativo, Poder Judiciário e sociedade civil.

Leia mais...