COLÉGIO JORGE AMADO
Buerarema
Pref ilheus junho
Plansul
Ieprol

TRANSPORTE PÚBLICO É UM DIREITO SOCIAL QUE POR AQUI NÃO CAMINHA BEM

Por Charliane Sousa

Se tem uma coisa que eu gosto de fazer é conversar com o povo. É um gosto natural, que transformei em hábito durante o meu mandato de vereadora, e procuro sempre ouvir o que o cidadão itabunense tem a reclamar, reivindicar e também o que deseja para a cidade. Na semana passada, dei uma paradinha no ponto de ônibus da Catedral de São José e puxei assunto com algumas pessoas que estavam por ali.

A maioria estava insatisfeita com o transporte coletivo.  Antes de citar alguns relatos que ouvi, gostaria de lembrar que o transporte público é um direito social do cidadão. Conforme prevê o artigo 6° da Constituição Federal, a mobilidade é um direito equiparado a outros como saúde, educação e segurança.

Sobre os relatos, foram várias reclamações e confesso que fiquei até surpresa com tantas dificuldades que o usuário precisa encarar. Conversei com uma senhora, empregada doméstica, que estava há mais de uma hora esperando o ônibus para voltar pra casa, no bairro Parque Boa Vista, depois de um dia cansativo de trabalho.

Um morador do Maria Pinheiro contou que precisa acordar mais cedo do que seria realmente necessário para não correr o risco de chegar atrasado e ouvir reclamação do gerente do supermercado onde trabalha. E acrescentou que, mesmo acordando bem cedo, ainda pega o ônibus muito cheio.

Um rapaz me disse que já não almoça mais em casa, como costumava fazer antigamente, porque estava sempre chegando atrasado no turno da tarde. Explicou também que tem recorrido com frequência aos carros particulares que fazem lotação.

Conversei com umas seis pessoas e todas disseram que o transporte público da cidade sempre teve problemas, mas, depois da suspensão durante a pandemia, retornou infinitamente pior. Afirmaram que a frota é muito  pequena e que muitas vezes precisam pegar dois ônibus para se deslocar de um bairro para outro. Ouvi relatos também de ônibus quebrando com frequência e elevadores para cadeirantes que não funcionam.

Enfim, a população não está sendo bem servida pelo transporte público em Itabuna! É lamentável porque a maioria precisa desse serviço para se deslocar para o trabalho. É sofrimento demais para o trabalhador já tão desgastado nesse nosso país!  Sabemos que o serviço é realizado por empresa privada, mas, o município tem o dever de fiscalizar e intervir para que o serviço seja prestado de forma eficiente e adequada. Vamos fazer esse direito ser cumprido!

1 comentário
  1. Anônimo Diz

    Charleane quer aparecer agora? Ano eleitoral que ser desenterrada . Agora seu caixão foi lacrado de vez na política.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.