Gov estado saude
Prefeitura de Itabuna
Buerarema
uruçuca novo
Laryssa Rocha
Faculdade de Ilhéus
Jequitibá
Ieprol

“TROUXE OS RESPIRADORES E ELES ME SALVARAM”, DIZ AUGUSTO CASTRO EM ENTREVISTA

No terceiro dia de entrevistas com os pré-candidatos a prefeito de Itabuna, nesta quarta-feira, 1, a vez foi do ex-deputado estadual Augusto Castro (PSD). Ele foi entrevistado pelos jornalistas Ricky Mascarenhas e Ederivaldo Benedito – Bené, do blog iPolítica e do Programa Bom Dia Bahia, da Rádio Difusora. O ex-parlamentar, que passou cerca de 40 dias internado em uma Unidade de Terapia Intensiva – UTI do Hospital Calixto Midlej Filho por conta da Covid-19, disse que saiu de lá confiante para seguir a vida.

O tema mais abordado na entrevista foi a saúde, ponto em que Augusto, enquanto deputado estadual, tinha como defesa. Augusto disse que enquanto parlamentar, nunca deixou permitir que estar oposição ao governo estadual impedisse dele promover benefícios à saúde pública. “Entreguei respiradores, aparelhos de raio-x, mesmo estando oposição consegui realizar essas entregas”, pontuou.

Augusto falou também sobre o período que permaneceu internado por conta da Covid-19. Para ele, participar da entrevista é um momento de muita emoção e de agradecer a Deus pela oportunidade de continuar vivo. “Agradeço a Deus pela oportunidade que me deu de estar aqui com vocês, esse momento é de muita emoção para mim”, disse. Augusto mencionou também o fato de ter trazido o equipamento que foi utilizado para sal ar sua vida. “Cumpri meu papel de deputado com lisura. Trouxe os respiradores que salvaram a minha vida, agradeço primeiro à Deus e depois aos profissionais de saúde do município”.

Quanto as eleições de 2016, onde Augusto concorreu como candidato a Prefeito, ficando em terceiro lugar com 17.903 votos, ele disse que não foi um ato inteligente pelo grande número de candidatos que estava concorrendo. “As eleições em 2016 foi um ato atípico, faltou inteligência pelo número de candidatos que concorreu”, confessou.

Sobre as ações do governo municipal em relação à prevenção da Covid, Augusto disse que faltou um planejamento antes, com a criação de um Comitê de Crise para tratar com mais responsabilidade do assunto. “Faltou planejamento, Itabuna não consegue apresentar ao Ministério da Saúde suas ações, precisava de um Comitê de Crise para tratar com mais responsabilidade o problema. Itabuna merece uma atenção diferenciada”, disse.

Veja a Entrevista de Augusto Castro abaixo, na íntegra:

https://youtu.be/otWtLmLRM_U

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.