Ieprol – Matrículas Abertas – Desktop Mobile
AACRRI – Reconstrução PIX – Desktop/Mobile
Plansul – 31 anos – Desktop/Mobile

VANE QUEBRA O SILÊNCIO E DISPARA: “FERNANDO NÃO PERMITIU A CONCLUSÃO DO SHOPPING POPULAR”

O ex-prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, resolveu romper o silencio, e responder as acusações que estão lhe sendo imputadas pelo atual prefeito Fernando Gomes, a quem acusa de não ter permitido a conclusão da obra do Shopping popular. Vane, recebeu a reportagem do iPolítica nesta terça-feira, 31, em sua residência. Foram tantos os assuntos que resolvemos dividir a conversa em duas partes, uma a seguir, referente ao Shopping Popular, e outra que será publicada nesta quarta-feira, 1, sobre outros assuntos pertinentes a sua gestão.

Vane mostrou-se indignado e até certo ponto magoando com as acusações, e lembrou que quando foi vereador presenciou as inúmeras necessidades que a população de Itabuna enfrentava, sendo uma delas a dos camelôs. “Pessoas de bem, pais de família, que um dia estão ali, outro ali. Via o sofrimento e agonia destas pessoas, sem nenhuma segurança ou conforto. Quando assumi quis construir um espaço digno pra eles”.

O ex-prefeito disse que mesmo com todas as dificuldades conseguiu licitar a obra, por R$ 1.940.000,00, com térreo, primeiro piso e 140 boxes, além de varanda e banheiros para os comerciantes e consumidores. Vane explica que em uma das muitas visitas que fez ao local, sentiu a necessidade de melhorar a qualidade da obra, e fez um aditivo de R$ 300 mil, para acabamentos, como mármore e blindex. “A minha intenção foi proporcionar mais conforto aos camelôs e a comunidade que ia fazer as compras”, explicou.

O valor final, de acordo com o ex-prefeito, ficou em R$ 2.300.000,00, e só foi pago o que a empresa fez, restando cerca de R$ 360 mil só para a conclusão. ‘É uma inverdade quem diz que que pagamos toda a obra, restou dinheiro, em caixa, para a conclusão da obra, que não houve por um erro da empresa. Houve um desabamento de uma marquise e não do shopping, como disseram. ” De acordo com Vane, a empresa reconheceu o erro e após laudo particular e liberação do Corpo de Bombeiros, as correções iriam ser feitas, foi quando o governo terminou. Ele afirma, que deixou o shopping popular com a parte térrea com 95% conclusa e com 70% do primeiro andar pronto.

O ex-prefeito afirmou que o primeiro secretário de desenvolvimento urbano da atual gestão, Chico França, avaliou que a obra e reforma poderiam ser feitas normalmente, tudo por conta da empresa. “Não sei porque, o atual prefeito não permitiu que obra continuasse, era óbvio que após um ano e sete meses abandonada, exposta ao tempo, a chuva e sol, algo acontecesse.”.

Nesta quarta-feira, 31, publicaremos a segunda parte da entrevista com o ex-prefeito de Itabuna, Claudevane Leite.

2 Comentários
  1. Emanuel Pinheiro Diz

    Vai ajoelhar e orar. Mentir é PECADO. Eu como evangélico sinto-me envergonhado. A lei de Deus vai pesar sobre você. Respeito ao próximo IRMÃO

  2. Bibiano Pereira Diz

    Lindo isso “irmão “ Vane. Então todos mentem. MP, Engenheiros, Corpo de Bombeiros. O processo foi licitado com sobrepreço e pago. Mostrando que houveram erro$$. Local errado, empresa “misteriosa “. Aí num passe de mágica CLAUDEVANE culpa outro GESTOR. Hilário isso

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.