Buerarema
Plansul
COLÉGIO JORGE AMADO
Pref ilheus junho
Ieprol
Navegação na tag

Tragédia

GOVERNO DETERMINA RETIRADA DE TRABALHADORES EM ÁREAS DE MINERAÇÃO

Uma resolução da Agência Nacional de Mineração (ANM) publicada nesta segunda-feira (18), proíbe as mineradoras de manter e/ou construir qualquer instalação, fazer obra ou realizar serviço numa distância de até 10 km abaixo das barragens de rejeito de minério. Além dessa distância geográfica, a medida vale também para locais que podem ser atingidos por um eventual rompimento em até 30 minutos. Para a ANM, além da dimensão das barragens, considerou-se também a forma do relevo local, a presença de rios e o tipo de atividade de uso da terra, pois são esses os fatores que, somados, desenham um potencial desastre, como ocorreu em brumadinho. Minas Gerais é o estado com maior ênfase no objetivo de anular tragédias desse tipo.

As instalações, obras e serviços existentes na área de entorno a uma barragem deverão ser desativados até 15 de Agosto deste ano. A determinação vale para as barragens de mineração de todos os métodos de construção. As barragens da VALE que se romperam em Mariana (2015) e Brumadinho (2019) foram construídas pelo método “montante”, considerado menos seguro por especialistas. Um rápido levantamento do Ipolítica constatou que os outros tipos de construção, considerados mais seguros, são: 1) alteamento a jusante, 2) linha de centro e 3)etapa única, que são métodos mais caros para implementação, e portanto, menos adotados pela mineração no Brasil.

Infográfico adaptado do site G1.
Leia mais...

IBAMA VAI MULTAR VALE EM R$ 250 MILHÕES PELA TRAGÉDIA DE BRUMADINHO

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, afirmou neste sábado (26) que o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) vai multar a mineradora Vale em R$ 250 milhões em razão do rompimento de uma barragem com rejeitos de mineração em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte. A informação é da jornalista Andreia Sadi, em seu blog. Em Mariana (MG), no maior desastre ambiental do país, em 2015, as multas aplicadas pelo Ibama à mineradora Samarco somaram R$ 345 milhões. A barragem de Brumadinho rompeu no início da tarde de sexta-feira (25), levando uma enxurrada de lama à região. De acordo com os bombeiros, nove pessoas morreram e até 300 estão desaparecidas.

Segundo a publicação, Ricardo Salles viajou a Minas Gerais no mesmo dia da tragédia na companhia do ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, para acompanhar as primeiras providências do gabinete de crise criado por ordem do presidente Jair Bolsonaro. Na manhã deste sábado, Salles acompanhou Bolsonaro e outros ministros no sobrevoo à região atingida pela lama da barragem.

A Justiça de Minas Gerais mandou bloquear no fim da noite desta sexta-feira, R$ 1 bilhão em contas da Vale. A decisão liminar do juiz Renan Chaves Carreira Machado atende a um pedido do governo mineiro para “imediato e efetivo amparo às vítimas e redução das consequências” do desastre. O valor bloqueado deve ser transferido para uma conta judicial. Entre outras medidas, a mineradora também fica obrigada a apresentar um relatório sobre as medidas já tomadas de ajuda às vítimas em até 48 horas. Com informações do Blog de Andreia Sadi.

Ricardo Salles (de óculos, ao fundo) acompanhou o presidente Jair Bolsonaro no sobrevoo à região atingida pela lama da barragem de Brumadinho — Foto: Presidência da República
Leia mais...

ENCONTRADO MAIS UM CORPO DO ACIDENTE NA TRAVESSIA SALVADOR/MAR GRANDE

Agência Brasil

O Instituto Médico Legal de Santo Antônio de Jesus, na Bahia, confirmou que o corpo encontrado no fim da tarde de domingo (27), no mar, é de mais uma vítima do acidente marítimo que ocorreu na manhã da última quinta-feira (24), durante travessia entre Mar Grande e Salvador. O corpo é de Salvador Souza Santos, de 68 anos, cuja família havia relatado desaparecimento desde o dia do acidente.

Com a confirmação de mais uma vítima, o número oficial de mortos sobe para 19 e os órgãos de resgate devem trabalhar na busca por mais um corpo, porque familiares notificaram o desaparecimento das duas pessoas, até o momento.

O corpo de Salvador Souza Santos foi encontrado a sete quilômetros (km) de distância do local do acidente. No entanto, estava dentro do perímetro de busca dos agentes de resgate, que é de 25 km. Segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia, após ser levado para o IML de Santo Antônio de Jesus, a família reconheceu o cadáver e uma comparação da impressão digital confirmou a identidade da vítima.

A Marinha autorizou o retorno das travessias entre Mar Grande e Salvador, a partir de hoje (28), no entanto, um protesto de moradores da ilha e parentes das vítimas impediu o retorno do serviço. Eles pediram à população que não realizassem a travessia no mesmo tipo de embarcação do acidente, alegando falta de segurança. Mesmo com o fim do protesto, a travessia continua suspensa, sem previsão de retorno.

Leia mais...