Ieprol – Matrículas Abertas – Desktop Mobile
AACRRI – Reconstrução PIX – Desktop/Mobile
Plansul – 31 anos – Desktop/Mobile

JABES RIBEIRO: “ALGUÉM VAI SER VICE DE ALGUÉM. OU ADÉLIA, DE BENTO; OU BENTO, DE ADÉLIA”

O pré-candidato a prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro (PP), foi o entrevistado do Podcast Café iPolítica desta quinta-feira, 25/04, que iniciou há duas semanas a série de entrevistas com prefeituráveis de Itabuna, Ilhéus e outras cidades da região.

No podcast, Jabes fez um rápido e breve resumo de sua história, rememorando as escolas pelas quais passou, o curso de Direito, o início da carreira política como presidente de centro acadêmico, seu trabalho como advogado e como professor. O especial destaque tratou dos quatro mandatos que os eleitores de Ilhéus lhe confiaram como prefeito.

O âncora Ricky Mascarenhas chegou a destacar que, atualmente, se trata do único político do Estado da Bahia que pode bater o recorde que, hoje, pertence ao ex-prefeito Fernando Gomes (in memoriam), de Itabuna, que ocupou o cargo de chefe do Poder Executivo da cidade por cinco vezes.

Ricky Mascarenhas, Jabes Ribeiro e Naty Almeida (Foto: Vini Santana/iPolítica)

O entrevistado falou de sua paixão por política. Disse de suas profissões, mas destacou a política como uma vocação, que se sente feliz e que, mais do que nunca, deseja contribuir para que Ilhéus se desenvolva para o futuro, não sem antes defender com veemência o estado democrático de direito, traçando comentários sobre a democracia e as instituições que a compõem, incluindo, em Brasília, o Governo Federal, o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF).

Jabes Ribeiro (Foto: Vini Santana/iPolítica)
 

Sobre o que pensa do atual cenário político, disse que Ilhéus precisa voltar a brilhar, alavancar os seus índices de Educação e Saúde. Comentou a Enquete da Semana e falou sobre empregabilidade; falou sobre reforma do Aeroporto Jorge Amado; fomento ao turismo não só de lazer, mas também de eventos, religioso, de negócios e o cultural. Disse da importância de se criar uma Secretaria da Juventude e Esportes, da preparação da cidade para as obras que estão chegando, especialmente o Complexo Aeroportuário Porto Sul e explicou o motivo que o fez não tentar a reeleição após o seu último mandato.

Das declarações fortes que fez, não faltaram: “A descontinuidade é terrível na administração pública” e “Em vez da reeleição, defendo o mandato de cinco anos”.

Jabes comentou sobre alguns nomes fortes da política local, começando pelo de Cacá Colchões. “Cacá Colchões é uma figura admirável, ama Ilhéus, pai de família, trabalhador, se ele ganhasse uma eleição, quem ganharia seria Ilhéus”, reconheceu ao ser questionado se Cacá seria o seu possível vice, ao que respondeu que muito possivelmente a chapa será composta por ele e o pré-candidato Valderico Júnior (UB).

Ele disse que quem será cabeça de chapa e quem será vice, será decidido até o mês de junho, após aferição de capilaridade eleitoral através de pesquisas, expondo inclusive que, ao contrário da base do governador Jerônimo Rodrigues, a oposição estará unida até o fim, citando as pré-candidaturas de Adélia Pinheiro (PT) e de Bento Lima (PSD).

Sobre essas duas personalidades inclusive apostou que, mais para frente, um dos dois terá de renunciar à condição de prefeiturável para ser vice: “Lá na frente, alguém vai ser vice de alguém. Ou Adélia, de Bento; ou Bento, de Adélia”.

Analisou rapidamente o cenário eleitoral itabunense sobre o qual comentou sobre a tentativa do ex-prefeito Geraldo Simões (PT) de conseguir o apoio do senador Jaques Wagner (PT) para se tornar prefeiturável. Não existindo essa possibilidade, falou de pulverização dos votos entre os pré-candidatos Capitão Azevedo (UB) e Fabrício Pancadinha (Solidariedade), não sem antes apresentar o seu pré-candidato a prefeito de Itabuna, o empresário Neto Badaró (PP).

“Estamos costurando as forças políticas de Itabuna. Essas conversas estão acontecendo e estamos abertos para todas as forças políticas, mas em Itabuna queremos uma candidatura jovem, embora Neto tenha já seus 40 anos. Gosta de política. O projeto foi colocado ele topou, ajudando ao partido”, concluiu.

A entrevista completa com Jabes Ribeiro está disponível para ser vista e revista no canal iPodcasTV no You Tube, onde o podcast Café iPolítica vai ao ar ao vivo todas as quintas, às 19h30min. Apoio da Soluz, Colégio Ieprol, do Supermercado Leal, Leal Classic Hotel, UNEX – Universidade de Excelência, Fabricante e Distribuidora de Bebidas Coroa, Energético Bad Wolf e Boteco Gaúcho.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.