Colégio Jorge amado
Plansul
Jequitibá
Buerarema
uruçuca novo
Laryssa Rocha
Ieprol
Navegação na tag

Saúde

HSC REALIZARÁ I WORKSHOP DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA NO CENTRO SUL DA BAHIA

A HSC Soluções Empresariais realizará no próximo dia 20 de janeiro, o I Workshop De Urgência e Emergência: Atualização e Capacitação De Emergencistas na cidade de Malhada, no Centro Sul Baiano. O curso será gratuito e terá certificado de 80 horas. Os interessados devem se inscrever na base do SAMU até dia 19 de janeiro.

O WorkShop será ministrado pela coordenação de saúde da HSC, chefiada pelo enfermeiro Gleivisson Pereira que é especializado em Urgência e Emergência e Obstetra. Os outros ministrantes serão: Ângelo Antônio Lisboa, assistente em Saúde HSC, instrutor e emergencista, o médico intensivista e emergencista, Dr. Marcus André Souza Campos e o técnico de segurança do trabalho, Flávio Santos da Silva. Serão capacitadas 100 pessoas.

“Nós preparamos um curso bem dinâmico, com material prático e de fácil entendimento. Os alunos receberão um kit com EPI, camiseta, bloco de notas e caneta. Haverá intervalos para descontração e cooffe break. Ao fim, os participantes estarão instruídos e preparados para enfrentar a rotina diária saúde pública de Malhada”, explicou o Enf.º Gleivissson.

A cidade de Malhada é a primeira, de muitas da região a receber o workshop de Urgência e Emergência da HSC. A empresa pretende capacitar profissionais em outras localidades do centro sul e abrir seleção de candidatos para suprir possíveis vagas de emprego.

Principais Conteúdos do WorkShop

Normas e rotinas do SAMU, Regulação Médica, Hematoma e edema, Hemorragia, Emergências obstétricas, Atendimento ao trauma, Queimaduras, Ked e colar cervical, Obstrução das vias aéreas, Desmaio e Convulsão, Afogamento, Tipos de choques, Medicações na urgência e emergência, Negligência e omissão, Segurança do trabalho, O condutor no pré-hospitalar, Exame Físico, Envenenamento, Emergências psiquiátricas, Equilíbrio emocional e estresse no trabalho, Assistência ao paciente com suspeita de COVID, Uso de extintores, EPIs e EPCs.

Leia mais...

APÓS CONFIRMAÇÃO DOS PREFEITOS, PAZUELLO ANUNCIA INÍCIO DA VACINAÇÃO EM TODO PAÍS

Após reunião com o ministro da saúde, Eduardo Pazuello, prefeitos disseram que foi confirmado nesta quarta-feira (14) o início da vacinação contra a Covid-19 no país. De acordo com os gestores municipais, a partir do dia 20 deste mês, semana que vem, o cronograma de vacinação começará a ser cumprido.

Vale ressaltar que essa medida depende ainda da aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em liberar o uso emergencial das vacinas CoronaVac e Astrazeneca. Uma reunião para definir a aprovação ou não do uso está agendada para o próximo domingo, 17.

Além disso, o governo ainda vai depender da chegada de doses da produzidas na Índia. Um voo, programado para decolar nesta quarta, vai buscar duas milhões de doses da vacina do laboratório Serum. Com informações do G1.

Leia mais...

PREFEITURA DE SALVADOR BATE RECORDE DE INVESTIMENTO NA ÁREA DA SAÚDE EM 2020, AFIRMA LÉO PRATES

O setor da saúde foi uma das áreas que obteve maior investimento por parte da Prefeitura de Salvador nos últimos anos. Em 2020, mesmo com a pandemia do novo coronavírus, a administração seguiu com o processo de expansão do aporte na saúde, destinando mais de 22% do orçamento geral do município, ao mesmo tempo que deflagrou um grande volume de investimento para a construção da rede complementar temporária voltada para o enfrentamento à Covid-19.

Somente no ano passado, foram destinados R$ 291 milhões em suplementação da saúde com recursos próprios, número quase cinco vezes maior que o aplicado em 2012, quando foram aplicados pouco menos de R$ 52 milhões no setor prioritário. No acumulado dos últimos oito anos, município aplicou cerca de R$ 1,169 bi a mais do que o mínimo exigido constitucionalmente na saúde.

“Conseguimos manter o ritmo de expansão dos serviços básicos de saúde mesmo com a abertura de estruturas extras que tiveram que ser montadas por conta da pandemia. Isso atesta a grande capacidade administrativa da Prefeitura que conseguiu manter um elevado nível de investimento na ampliação dos serviços prioritários, simultaneamente a alocação de um grande volume de recursos que não estavam previstos por conta do coronavírus”, afirmou Leo Prates, secretário municipal da Saúde.

Avanços 

Todo esse investimento aplicado pela gestão municipal possibilitou que Salvador figurasse como a capital brasileira que mais ampliou a cobertura da atenção básica, saltando do percentual de 18% – dezembro de 2012 – para a marca histórica de mais de 57% dos soteropolitanos assistidos pelos serviços primários.

Nos últimos oito anos foram construídas 45 novas unidades, além de 137 postos de saúde requalificados/ampliados, todos eles entregues à população totalmente equipados, com farmácias abastecidas, novos equipamentos e equipes completas. Também foram convocados mais de 5.400 novos profissionais nesse período.

Somente em 2020, foram investidos mais de R$ 23 milhões pelo executivo municipal para construção de onze novos postos de saúde, todos eles entregues à população totalmente equipados, com farmácias abastecidas, novos equipamentos e equipes completas. Além disso, outras duas unidades básica nos bairros de San Martim e Jardim das Margaridas seguem em obras aceleradas e devem ser entregues no primeiro semestre desse ano. Todo esse investimento possibilitou ainda a implantação de 255 novas equipes de saúde da família, que passou de 104 para 359 equipes completas.

Leia mais...

ILHÉUS: HOSPITAL MATERNO-INFANTIL SERÁ INAUGURADO EM ABRIL

Com 80% das obras concluídas e entrega prevista para abril, o antigo Hospital Geral Luiz Viana Filho, em Ilhéus, está sendo ampliado e reformado para se transformar em uma unidade materno-infantil que será referência para a alta complexidade. A boa notícia é do secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, que inspecionou a unidade nesta terça-feira (12), acompanhado dos prefeitos Mário Alexandre (Ilhéus) e Augusto Castro (Itabuna).

“São R$ 40 milhões investidos entre obras e equipamentos para ofertar atendimento obstétrico para gestantes de alto risco. Com 105 leitos, a unidade contará com UTI neonatal e pediátrica, além de um moderno centro cirúrgico e obstétrico”, garante o secretário.

O titular da pasta da Saúde ainda visitou o Hospital Regional Costa do Cacau, em Ilhéus, e os hospitais de Base Luis Eduardo Magalhães e Manoel Novaes, ambos em Itabuna. “Estamos fazendo uma inspeção na rede de saúde com o objetivo de integrar. Queremos fazer com que tenhamos uma nova história de integração para que possamos obter o máximo dos hospitais de Itabuna e de Ilhéus”, ressalta Vilas-Boas.

O prefeito Mário Alexandre demonstrou otimismo sobre a união de Ilhéus com o município de Itabuna para o fortalecimento da saúde regional. “A ampliação de 80 leitos do Hospital Costa do Cacau ainda este ano vai melhorar a qualidade do atendimento da alta complexidade. Nossa região também ganha muito com o hospital materno-infantil em Ilhéus, sendo referência regional. Além disso, com mais 5 postos de saúde que serão construídos na nossa cidade, vamos aumentar nossa cobertura da atenção básica de 56% para 75%, o que vai melhorar a saúde do nosso povo e ajudar a desafogar a demanda ambulatorial do HRCC”, informou.

Já o prefeito de Itabuna, Augusto Castro, destaca que a tendência é unificar forças. “Ilhéus e Itabuna são polos de comércio, turismo e prestação de serviços na área de saúde. Vamos unificar forças na atenção básica e especializada, com Itabuna avançando na área de trauma e fortalecendo a nefrologia, neurologia e cardiologia, enquanto Ilhéus será referência regional para a obstetrícia de alto risco, atendendo gestantes de toda a região”, ressalta.

Leia mais...

SECRETARIA DE SAÚDE FAZ RESUMO SEMANAL DA COVID-19 EM UBAITABA

A Prefeitura de Ubaitaba, através da Secretaria Municipal de Saúde, divulgou neste domingo, 10, o Resumo Semanal da Covid-19. Segundo o relatório, os números indicam que houve aumento muito grande de contágio na cidade desde o final de dezembro. Os números só aumentam. Só nesta semana foram dois óbitos confirmados e mais três óbitos suspeitos neste final de semana. Caso se confirmem, serão cinco óbitos em pouco mais de uma semana (de 01 a 09 de janeiro).

Vejam os dados:

Resumo Semanal
Centro de Referência de Combate ao Coronavírus 01/01 a 09/01

Atendimentos – 207
Notificados – 110
Altas do isolamento (confirmados ou não) 40
Alta do internamento do centro de COVID 1
Internamentos – 9
Transferência ambulância básica 5
Transferência UTI MOVEl – 3
Óbitos confirmados 2
Óbitos suspeitos 3

A secretária de saúde, Tamires Sampaio lançou alerta máximo a população para que voltem a ter os cuidados de higiene, como usar máscara sempre que estiverem na rua, no comércio, evitem aglomerações, usem álcool em gel para higienizar as mãos a todo o momento, mantenha os cuidados para entrar em casa, ao voltar da rua, evitem visitar amigos e parentes, mantenham o isolamento social, o máximo possível. E a qualquer suspeita liguem para o número disque covid (73) 98153-9351

Inclusive, a Secretaria de Saúde de Ubaitaba informou que achar vagas para atendimento de UTI na região está cada vez mais difícil.

Leia mais...

BAHIA CONFIRMA CASO DE REINFECÇÃO DA COVID-19 COM VARIANTE ENCONTRADA NA ÁFRICA DO SUL

O Instituto D’Or de Ensino e Pesquisa – IDOR, juntamente com pesquisadores do Hospital São Rafael em Salvador, localizaram um caso de reinfecção do novo coronavírus na Bahia, porém com uma cepa encontrada na África do Sul.

A variante do vírus tem uma capacidade maior de infecção. A paciente é uma mulher com 45 anos de idade, moradora de Salvador e sem registro de comorbidades. O primeiro registro da infecção da Covid-19 na mulher foi diagnosticado em maio de 2020, já a reinfecção foi em outubro. Na infecção, segundo relatou o IDOR, a mulher teve sintomas mais graves. Com informação do G1 Bahia.

Leia mais...

STF SUSPENDE REQUISIÇÃO DE SERINGAS E AGULHAS FEITA POR UNIÃO

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu hoje (8) que a União não pode requisitar, a uma empresa produtora, seringas e agulhas cuja compra já tenha sido contratada pelo estado de São Paulo.

Em liminar (decisão provisória), Lewandowski determinou também a devolução em 48 horas de qualquer material que já tenha sido entregue à União, sob pena de multa de R$ 100 mil por dia em caso de descumprimento.

O caso que levou à decisão diz respeito à compra de seringas e agulhas da empresa Becton Dickson Indústria Cirúrgica Ltda. O fornecimento do material para ser usado na imunização contra a covid-19 já havia sido contratado pelo governo paulista, mas na última quarta-feira (6) a União requisitou que o material fosse entregue ao Ministério da Saúde.

A requisição da União foi feita com base no Artigo 5º, Inciso 25, da Constituição Federal, segundo o qual “no caso de iminente perigo público, a autoridade competente poderá usar de propriedade particular, assegurada ao proprietário indenização ulterior, se houver dano”.

Ao Supremo, o governo paulista alegou que já havia empenhado as verbas para a compra do material, e que o confisco do material prejudicaria seu plano de imunização, cujo início está previsto para 25 de janeiro.

Lewandowski concedeu a liminar pedida por São Paulo antes de ouvir o Ministério da Saúde, que ainda deve se manifestar na ação. O ministro afirmou que as requisições de material não podem recair sobre bens de outros entes federativos, “de maneira a que haja indevida interferência na autonomia de um sobre outro”.

Ele citou decisões anteriores do Supremo nesse sentido, entre elas duas liminares concedidas pelos ministros Luís Roberto Barroso e Celso de Mello, que durante a pandemia garantiram a entrega de ventiladores pulmonares aos estados de Mato Grosso e do Maranhão.

Leia mais...

JUSTIÇA DETERMINA CONTINUIDADE DO FUNCIONAMENTO DA PEDIATRIA DA MATERNIDADE DE ILHÉUS

A Justiça acatou pedido liminar realizado em ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público estadual e determinou hoje, dia 31, ao Município e à Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Ilhéus que adotem medidas, no prazo máximo de 24 horas, que garantam o funcionamento do serviço de pediatria e neonatologia da Maternidade Santa Helena. O descumprimento acarreta em multa diária de R$ 800.

Segundo a ação ajuizada pelos promotores de Justiça Pedro Nogueira e Thomás Brito, no último dia 17 de dezembro, o Grupo de Neonatologia de Ilhéus anunciou à Irmandade a total suspensão, a partir de 1º de janeiro de 2021, dos serviços de pediatria e neonatologia da unidade, única existente na cidade.

Conforme a ação, a iminente suspensão total dos serviços decorre de atrasos dos pagamentos aos profissionais de saúde. Segundo os promotores, os médicos informaram que não têm recebido da Santa Casa os salários referentes aos serviços prestados na unidade. O MP tem procedimento instaurado para apurar as circunstâncias e responsabilidade em relação ao caso.

Leia mais...

DATAFOLHA: BRASILEIRO APONTA SAÚDE COMO MAIOR PROBLEMA DO PAÍS

Os brasileiros consideram a saúde o principal problema do país no ano em que quase 200 mil morreram e pelo menos 7,3 milhões foram infectados pela Covid-19. A área é citada por 27% dos entrevistados pelo Datafolha de 8 a 10 de dezembro. Em junho, esse índice era de 19%.

Na pesquisa, feita por telefone, o desemprego (13%) é a segunda questão mais apontada, seguido pela crise econômica (8%). Em novembro, a falta de ocupação bateu um novo recorde, atingindo 14 milhões, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Também foram citadas corrupção (7%), educação (6%), política (5%), violência (4%), inflação (2%) e fome (2%) –pandemia, especificamente, por 3%. A saúde é mais lembrada pelas mulheres, por quem tem de 45 a 59 anos e por quem ganha até dois salários mínimos. Com informações do DataFolha.

Leia mais...

PAZUELLO DIZ QUE CRONOGRAMA DE VACINAÇÃO É “MUTÁVEL”

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse hoje (23) que as constantes mudanças de cenário dificultam a definição de um cronograma de vacinação contra o novo coronavírus. Segundo ele, o governo está negociando “todos os dias” com as diversas empresas que desenvolveram imunizantes contra a doença.

“O cronograma de distribuição e imunização é mutável”, ressaltou após visitar o Centro de Distribuição de Insumos Críticos da Saúde em Guarulhos, na Grande São Paulo. O ministro voltou a dizer que na melhor das hipóteses a vacinação pode começar a partir de 20 de janeiro e em uma perspectiva mais pessimista, somente no final de fevereiro.

De acordo com Pazuello, o governo federal defende que a imunização seja “voluntária”. O ministro destacou ainda que o SUS está preparado para fazer a vacinação tão logo o medicamento esteja disponível.

Leia mais...

PREFEITURA PRORROGA CHAMAMENTO PÚBLICO PARA CONTRATAÇÃO DE MÉDICOS EM SALVADOR

A Prefeitura de Salvador, através da Secretaria Municipal da Saúde, prorrogou até 31 de janeiro as inscrições do Chamamento Público para atuação imediata de médicos por Pessoa Jurídica (PJ), na rede municipal. A remuneração varia entre R$ 6 mil a R$ 15 mil.

Os profissionais das áreas de clínica médica, pediatria, psiquiatria e ginecologia serão contratados em regime de 20h na rede de atenção básica e serviço especializada do município. O generalista, por sua vez, deverão ser contratados em regime de 40h.

A medida é mais uma estratégia deflagrada pela gestão para garantir a rápida recomposição do quadro de servidores nos postos de saúde de Salvador. “A contratação de médicos é uma prioridade absoluta da nossa gestão.

A chegada destes profissionais irá permitir o funcionamento pleno dos serviços oferecidos nessas unidades, por isso, estamos reabrindo o processo, na certeza de que chegaremos ao resultado almejado para oferecer todo cuidado que a população de Salvador quer e merece”, disse Leo Prates, secretário municipal da Saúde.

Os interessados podem ter acesso ao edital com todas as informações no site http://www.saude.salvador.ba.gov.br/category/chamamentos-publicos/ .

Leia mais...

ITABUNA: HOSPITAL DE BASE LUÍS EDUARDO MAGALHÃES RECEBE RESSONÂNCIA MAGNÉTICA

O Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães (Hblem), em Itabuna, tem trilhado o caminho para se tornar o hospital mais equipado do interior da Bahia. Nesta terça-feira, 23 de dezembro, foi entregue o aparelho de Ressonância Magnética, que auxiliará nos exames de rotina e também no diagnóstico dos médicos, seguindo os mais rígidos protocolos de segurança e de qualidade.

A ressonância, cuja aquisição foi anunciada pelo Prefeito Fernando Gomes ainda no mês de outubro, trata-se de um moderno equipamento, mais confortável, silencioso e de alta resolução, que permitirá um diagnóstico mais preciso, agregando novos exames ao serviço nas áreas de neuroradiologia, ressonância cardíaca, das mamas, próstata, entre outros.

Roberto Gama, presidente da FASI, entidade gestora do hospital, disse que a equipe responsável pela instalação do equipamento tem um prazo de 30 dias. E lembra que antes, na falta desse equipamento para dar suporte ao diagnóstico dos médicos, era preciso transferir os pacientes para outras unidades, mas agora será diferente.

Nos últimos 4 anos, o Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães passou por uma profunda transformação, com inúmeros avanços, tornando-se a principal referência hospitalar do sul da Bahia. A unidade teve quatro enfermarias completamente reformadas, adquiriu equipamentos como Raio-x digital, Tomógrafo, além de novos Centros Cirúrgicos. Para o conforto dos acompanhantes, 160 poltronas reclináveis foram adquiridas e colocadas nos leitos. Mais recentemente, o Hospital ampliou a capacidade da usina de oxigênio instalou leitos clínicos e de UTI exclusivos para pacientes com a Covid-19.

Sobre essas melhorias no Hospital de Base, o prefeito Fernando Gomes avaliou que a unidade está preparada para se consolidar como o hospital mais equipado do interior da Bahia. “Os avanços que tivemos no Base colocam este hospital como referência para todo o estado. Hoje é um hospital moderno, que salva vidas e espero que continue assim para atender o povo de Itabuna e região”, disse.

Leia mais...

PREFEITURA IMPLANTA PRONTUÁRIO ELETRÔNICO EM 100% DAS UNIDADES DE SAÚDE DE SALVADOR

A partir de agora, todos as informações dos pacientes atendidos nas unidades básicas de saúde de Salvador – desde o nascimento, situação vacinal e procedimentos realizados -estarão disponíveis de forma digitalizada num banco de dados através do prontuário eletrônico, presente em 100% dos postos da rede municipal.

A implementação assegurada pela Secretaria Municipal da Saúde garantirá mais resolutividade na assistência aos pacientes, além de otimizar a gestão dos recursos aplicados nas políticas públicas do setor na capital baiana.

A utilização dessas informações sobre o paciente proporciona ainda o diagnóstico e tratamento adequado, impactando na produtividade da equipe, além de possibilitar o cruzamento de dados, antes impossível com o prontuário em formato impresso. Os registros ficam salvos por tempo indeterminado, sem ocupar espaço físico nas unidades de saúde.

“Nosso sistema permite um maior controle de doenças e agravos no município, para que os profissionais possam rapidamente perceber os pacientes que precisam de atenção. O equipamento é disponível para toda a rede, inclusive de vigilância à saúde, um exemplo claro são os pré-natais, caso a gestante falte a uma ocasião, o prontuário vai apontar, ela pode ser chamada ou uma equipe se deslocar, se for o caso”, explicou o secretário municipal da Saúde, Leo Prates.

Leia mais...

AUMENTA PREOCUPAÇÃO COM DOENÇAS LIGADAS AO AEDES AEGYPTI NO VERÃO

Com a chegada do verão no Brasil e da chuva em diversas regiões, uma preocupação de saúde pública aumenta: o crescimento da circulação do mosquito Aedes aegypti e das doenças associadas a ele (chamadas de arboviroses urbanas), como dengue, zika e chikungunya.

Conforme o último boletim epidemiológico do Ministério da Saúde sobre o tema, lançado em dezembro, entre janeiro e novembro foram registrados 971.136 casos prováveis de dengue no Brasil, com 528 mortes. As maiores incidências se deram nas regiões Centro-Oeste (1.187,4 por 100 mil habitantes), Sul (931,3/100 mil) e Nordeste (258,6/100 mil).

No mesmo período, as autoridades de saúde notificaram 78.808 mil casos de chikungunya, com 25 óbitos e 19 casos em investigação. As maiores incidências ocorreram no Nordeste (99,4 por 100 mil habitantes) e Sudeste (22,7/100 mil). Já os casos de zika, até o início de novembro, totalizaram 7.006, com incidência mais forte no Nordeste (9/100 mil) e Centro-Oeste (3,6/100 mil).

Na avaliação do professor de epidemiologia da Universidade de Brasília Walter Ramalho, este é o momento de discutir o problema do Aedes aegypti e as medidas necessárias para impedir sua proliferação. O maior desafio é diminuir os focos de criação dele.

O Aedes está no Brasil há mais de 100 anos. Em alguns momentos, já chegou a ser erradicado. Mas nos últimos 30 anos o inseto vem permanecendo e, segundo o professor Ramalho, se adaptando muito bem ao cenário de urbanização do país e do uso crescente de materiais de plástico, que facilitam o acúmulo de água propício à reprodução do mosquito.

“Todos esses materiais, que podem durar muito tempo na natureza, podem ser criadouros do mosquito. A gente tem que olhar constantemente o domicílio, não somente na terra como nas calhas. Este é um momento do começo da chuva. Se não fizermos esse trabalho e se a densidade do mosquito for elevada, não temos o que fazer”, alerta o professor.

Ele lembra que não se trata apenas de um cuidado com a própria pessoa e sua casa, mas com o conjunto da localidade, uma vez que domicílios com foco de criação acabam trazendo risco para toda a vizinhança.

O professor da UnB acrescenta que o cuidado no combate aos focos não pode ser uma tarefa somente do Poder Público. Uma vez que qualquer residência, terreno ou imóvel pode concentrar focos, é muito difícil que as equipes responsáveis pela fiscalização deem conta de cobrir todo o território.

Ramalho destaca que as doenças cujos vírus são transmitidos pelo mosquito são graves. A dengue hemorrágica pode trazer consequências sérias para os pacientes.

“A zika causou microcefalia no Nordeste e em algumas cidades de outras regiões. E precisamos nos preocupar com a chikungunya. Ela causa sintomatologia de muitas dores articulares. Muitas pessoas passam dois, três anos sentindo muitas dores. Isso causa desconforto na vida durante todo esse período”, afirma.

Leia mais...

SALVADOR ULTRAPASSA A META ESTABELECIDA PELO MINISTÉRIO DA SAÚDE PARA RECADASTRAMENTO DO CARTÃO SUS

Os beneficiários que ainda não fizeram a atualização cadastral em Salvador terão até 31 de dezembro para efetuar o recadastramento do cartão SUS. Até o momento, mais de 2,4 milhões de moradores da capital já realizaram o recadastramento obrigatório do cartão do Sistema Único de Saúde SUS. Desse total, cerca de 1,7 milhão de atualizações foram efetuadas através do site www.recadastramento.saude. salvador.ba.gov.br, implantado este ano pela Secretaria Municipal da Saúde.

Salvador ultrapassou a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde de realizar a atualização cadastral de pelo menos 70% da população que vive na cidade. Cerca de 80% dos moradores do município já fizeram o recadastramento.

“Implantamos o site para suprir a alta procura da população em nossas unidades de saúde, visando que dar mais comodidade às pessoas que poderão fazer a atualização sem a necessidade de deslocamento. É importante que todos realizem o recadastramento e não deixe para última hora para evitar aglomerações”, explicou o secretário municipal de Saúde, Leo Prates.

Além do site, o usuário poderá realizar o recadastramento de forma presencial em uma das 153 unidades básicas da rede municipal, com o agente comunitário de saúde. Os moradores da capital baiana deverão informar o RG ou certidão de nascimento, CPF ou cartão SUS e o comprovante de residência em nome do usuário ou de algum parente de primeiro grau.

É possível também que uma pessoa da família realize o cadastro dos demais moradores, caso apresente toda documentação. A validação do cadastro será realizada após acesso à unidade de saúde. A medida segue determinação do governo federal, que instituiu um novo modelo de financiamento para a Atenção Primária, sendo o cadastramento a principal estratégia de transferência de recursos da União para as prefeituras.

Toda a população deve ser cadastrada, até mesmo as pessoas que possuem plano de saúde e aqueles usuários que não utilizam com frequência as unidades municipais. As pessoas que já possuem cadastro realizado pelo agente comunitário não precisam realizar novamente.

Leia mais...